Retirada de contentores no Porto de Lisboa acompanhada por agentes da PSP

Steven Governo / Lusa

Agentes da PSP o acesso ao porto de Xabregas durante a vigília dos estivadores em greve

Uma equipa da PSP está desde o início da manhã no Porto de Lisboa, numa medida de prevenção para a retirada de contentores retidos há cerca de um mês, quando começou a greve dos estivadores.

Cerca de quatro dezenas de estivadores estão concentrados hoje de manhã junto à entrada do Porto de Lisboa, em Alcântara, ladeados por dezenas de polícias, constatou a agência Lusa no local.

Fonte da PSP confirmou que, cerca das 08h00, se encontravam no Porto agentes daquela força de autoridade, que se deslocaram ao local “por iniciativa própria”, depois das notícias dos últimos dias sobre a retirada de contentores.

Até às 09h00 da manhã, três camiões entraram no Porto para recolher contentores, tendo o primeiro saído vazio, perante o aplauso dos estivadores, enquanto que um segundo já saiu carregado, tendo o motorista sido insultado pelos estivadores em greve.

Este foi um dos momentos de maior tensão entre os estivadores, que se encontram há mais de um mês em greve.

Segundo a edição de hoje do jornal Negócios, há contentores parados no Porto de Lisboa, com produtos que, não sendo bens alimentares deterioráveis, têm prazo curto de validade.

Hoje, a empresa de trabalho portuário Porlis, que o sindicato acusa de empregar estivadores em situação precária vai tentar movimentar as centenas de contentores que se encontram bloqueados desde 20 de abril, altura em que começou a greve, conta o Negócios.

De acordo com António Mariano, presidente do Sindicato dos Estivadores, “o porto de Lisboa não tem serviços mínimos, o que constitui uma violação do direito à greve”.

O sindicalista denunciou ainda a existência de “fura greves no interior do Porto de Lisboa”, os quais foram acompanhados pelas forças de intervenção da PSP.

“A saída de carros com mercadoria não está a ser efetuada de forma legal”, queixou-se.

Despedimento coletivo

Na segunda-feira, os operadores do Porto de Lisboa anunciaram que vão avançar com um despedimento coletivo por redução da atividade, depois de o Sindicato dos Estivadores ter recusado, na sexta-feira passada, uma nova proposta para um novo contrato coletivo de trabalho.

“Chegamos ao limite. Há mais de um mês que o Porto de Lisboa está completamente parado. Vamos avançar para um despedimento coletivo, porque temos que redimensionar por não termos trabalho”, afirmou Morais Rocha, presidente da Associação de Operadores do Porto de Lisboa.

O Porto de Lisboa está parado há 35 dias e, segundo o sindicalista António Mariano, “os estivadores vão continuar no local a sensibilizar para o que está a acontecer”.

A última fase de sucessivos períodos de greve, que se iniciou há três anos e meio, arrancou a 20 de abril com os estivadores do Porto de Lisboa em greve a todo o trabalho suplementar em qualquer navio ou terminal, isto é, recusam trabalhar além do turno, aos fins-de-semana e dias feriados.

De acordo com o último pré-aviso, a greve vai prolongar-se até 16 de junho.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Mais uns quantos trabalhadores que vão ser despedidos. Depois empregam outros trabalhadores ainda a serem mais explorados. Assim vai a nossa lei laboral. Despedimentos e mais despedimentos.

    • Mas não estavam a pedi-las? é só exigencias? isto é que é negociação? não sabem quando devem ser razoáveis?
      Se forem trabalhadores eficazes e eficientes (e isto não é exploração) ninguém os despede!!!
      Agora, se forem mandriões e aparecerem outros mandriões a “trabalhar” por menos dinheiro, aí sim, começa a haver exploração, mas a culpa é de quem não é sério no seu trabalho.

Consumo excessivo de álcool afeta o sistema nervoso (e aumenta a ansiedade)

Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde concluíram que o consumo repetitivo de álcool afeta diretamente células imunes do sistema nervoso central, que eliminam parte da comunicação entre os neurónios, e provoca o …

Afinal, os tubarões-baleia macho não são os maiores peixes dos oceanos

Um novo estudo revela que, afinal, os tubarões-baleia machos não são os maiores peixes do oceano. As fêmeas crescem continuamente muito depois de os machos pararem, atingindo tamanhos maiores - ainda que demorem mais tempo …

Exército norte-americano usou fundos de emergência covid-19 para comprar armas

O exército dos Estados Unidos utilizou fundos de emergência aprovados pelo Congresso especificamente para combater a covid-19 para comprar armas, denuncia esta semana o jornal norte-americano The Washington Post. O caso remonta a março passado, …

Carpinteiros usam técnica medieval na reconstrução de Notre Dame

A reconstrução de Notre Dame - que se prevê estar concluída no prazo de cinco anos - continua a avançar e os carpinteiros usaram técnicas medievais para erguer uma estrutura na fachada do monumento. A Catedral …

Durante um ano e meio, uma aldeia inteira perdeu a Internet todos os dias à mesma hora (e já se sabe porquê)

Durante 18 meses, os residentes de uma vila no País de Gales perderam a Internet todos os dias à mesma hora. Agora, engenheiros identificaram o motivo: uma televisão em segunda mão que emitia um sinal …

Gado na UE produz 704 milhões de toneladas de CO2 (mais do que todos os transportes juntos)

De acordo com uma nova análise da Greenpeace, animais de criação como vacas, porcos e outros, estão a emitir mais gases com efeito de estufa na Europa do que todos os transportes juntos. Na última década, …

É distraído e está sempre a perder a carteira? A Cashew Smart Wallet é para si

Uma simples carteira pode vir a melhorar os seus dias. A Cashew Smart Wallet é dotada de uma tecnologia de bluetooth que permite proteger os seus bens e ainda o ajuda caso a perca por …

Desportivo das Aves SAD desiste do Campeonato de Portugal

O Desportivo das Aves SAD vai abdicar da participação no Campeonato de Portugal (CdP), após ter falhado as negociações com o Perafita para utilizar as instalações do clube de Matosinhos. "As inscrições fechavam ontem [terça-feira] e …

Celebridades doam dinheiro para pagar dívidas a ex-presos impedidos de votar nos EUA

O bilionário Michael Bloomberg, o cantor John Legend e o basquetebolista LeBron James são algumas das celebridades que estão a doar dinheiro para pagar dívidas de ex-presidiários da Florida, impedidos de votar nas próximas eleições …

No debate sobre o Plano de Recuperação, evocou-se Sócrates e Passos

O líder do PSD questionou o primeiro-ministro se pretende "fomentar o desemprego" com o aumento do salário mínimo. O chefe do Governo manifestou-se "completamente perplexo". Na abertura do debate sobre o Plano de Recuperação e Resiliência, …