Restrições a turistas suavizadas. Finlândia tenta salvar a Lapónia (e a época de inverno)

A Finlândia, que vê o turismo estrangeiro em perigo na Lapónia, permite a partir de hoje a entrada de turistas de cerca de vinte países sem terem de fazer quarentena.

As medidas surgem numa altura em que, depois de quatro anos consecutivos de forte crescimento, o setor do turismo na Finlândia enfrenta um colapso de cerca de 40% devido à pandemia da covid-19 e às restrições de viagens impostas para travar a sua expansão, de acordo com as últimas previsões do Governo finlandês.

A perspetiva já era muito negativa há quatro meses, quando a junta finlandesa de turismo da Lapónia e a câmara de comércio da Lapónia advertiram que, sem grandes mudanças, 48% das empresas do setor esperavam ser incapazes de sobreviver.

A Lapónia, conhecida como a “terra do Pai Natal”, vive fundamentalmente do turismo, com milhares de turistas a viajarem até lá entre novembro e março. No entanto, devido à pandemia de covid-19, as restrições às viagens fazem antever um ano complicado.

“Estaremos falidos depois de dezembro se não conseguirmos nenhuma reserva”, disse à AFP a operadora de turismo Sini Jin. “Atualmente temos uma ou duas reservas por semana, mas maioritariamente estamos a fazer reembolsos”.

Precisamente para salvar a época de inverno, o Governo finlandês anunciou há alguns dias que estava a aliviar as restrições aos viajantes de países com uma baixa incidência de casos de covid-19 e, assim, encorajar a chegada de turistas estrangeiros.

Para este efeito, aumentou o número máximo permitido de contágios por cada 100.000 habitantes nas últimas duas semanas de oito para 25, o que significa que a partir de hoje permitirá aos turistas de cerca de vinte países, incluindo a Alemanha, Suécia, Polónia, Japão e as três Repúblicas Bálticas, viajar para a Finlândia sem quarentena.

Além disso, a partir de 23 de novembro, os cidadãos dos países da União Europeia e do espaço Schengen poderão visitar a Finlândia, mesmo que ultrapassem o limite de infeções permitidas.

No entanto, turistas de países com mais de 25 infeções por cada 100.000 habitantes terão de apresentar um teste de covid-19 negativo realizado durante as 72 horas anteriores à sua chegada e não poderão permanecer na Finlândia por mais de três dias.

Aqueles que chegam de países com uma situação epidemiológica grave e que planeiam permanecer mais de três dias devem ser postos em quarentena durante as primeiras 72 horas e depois testados de novo.

No entanto, várias organizações turísticas criticaram a quarentena e o duplo teste, considerando que este causará a perda de grande parte do turismo estrangeiro na Lapónia, o principal destino de inverno da Finlândia, devido às auroras boreais e à indústria natalícia em torno da figura do Pai Natal.

As receitas do turismo na Finlândia aumentaram 16% entre 2016 e 2019, para 16,1 mil milhões de euros, e no ano passado geraram 2,7% do PIB do país nórdico.

Embora o peso desta atividade na economia nacional seja muito inferior ao das potências turísticas, o turismo é já a terceira maior indústria no setor dos serviços na Finlândia, representando 16% do total das exportações.

O país nórdico, com uma população de 5,5 milhões de habitantes, registou um número recorde de dormidas em alojamento turístico em 2019, com mais de 23 milhões, dos quais cerca de 30% foram efetuadas por turistas estrangeiros.

O turismo estrangeiro – dominado por russos, alemães, britânicos e chineses – gerou receitas de cerca de cinco mil milhões de euros no ano passado, um valor que teria aumentado 4% em 2020 se não fosse a pandemia de covid-19, de acordo com estimativas do Governo finlandês.

O surto da pandemia no início do ano atingiu duramente o turismo na Finlândia, apesar de ser um dos países europeus menos afetados pela pandemia, com 160 pessoas contagiadas e 6,1 mortes por 100 000 habitantes até à data.

As primeiras medidas para conter o vírus a nível nacional e as fortes restrições à chegada de viajantes do estrangeiro abrandaram a pandemia, mas levaram a uma queda de 46%, numa base anual, nas dormidas entre janeiro e junho.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Assuntos Económicos, houve um aumento significativo do turismo interno durante o Verão, embora isto não tenha sido suficiente para preencher a lacuna deixada pelos turistas estrangeiros.

O Governo finlandês estima que em 2020 a procura do turismo estrangeiro deverá cair 70% face a 2019, reduzindo as receitas deste sector em cerca de 3,5 mil milhões de euros e colocando as empresas e os trabalhadores do sector numa situação grave.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal nunca teve tantos migrantes a obter nacionalidade portuguesa. Maioria são do Brasil e Israel

Em 2020, mais de 149 mil migrantes passaram a ter o cartão cidadão nacional. Só este ano já há registo de 56 mil. O aumento do número de pessoas a pedir nacionalidade portuguesa deve-se à …

Patrões, UGT e Governo assinam acordo de Concertação, num "sinal de desagravamento" das tensões

Esta quarta-feira, será assinado o acordo de formação profissional, denominado Um Desígnio Estratégico para as Pessoas, para as Empresas e para o País, alcançado na concertação social. Carlos Silva, secretário geral da UGT, encara a assinatura …

Navio e cemitério egípcios encontrados em cidade submersa há mais de 1.000 anos

Um equipa de arqueólogos descobriu os destroços de um antigo navio egípcio que naufragou após ser atingido por blocos gigantes do famoso templo de Amon. Também foi encontrado um cemitério. O naufrágio ocorreu há cerca de …

Ferro espera que jovens resistentes à vacinação mudem de atitude

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, elogiou o processo de vacinação e disse esperar que os mais jovens mudem de atitude. Carla Nunes, da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova …

Governo cria 500 vagas no ensino superior para alunos desfavorecidos

O Governo vai criar 500 vagas no ensino superior e em cursos técnicos superiores profissionais, no ano letivo de 2022-23, destinados a alunos provenientes de zonas desfavorecidas. De acordo com o Público, a medida faz parte …

Consumir alimentos com ómega-3 pode aumentar a esperança de vida em cinco anos

Um novo estudo indica que ter altos níveis de ómega-3 no sangue pode aumentar a esperança de vida de um indivíduo em cinco anos. De acordo com o novo estudo, publicado The American Journal of Clinical …

Bebiana Cunha é a candidata do PAN à Câmara do Porto

Bebiana Cunha, líder parlamentar do Pessoas-Animais-Natureza (PAN), é a candidata do partido à presidência da Câmara Municipal do Porto. A líder parlamentar do Pessoas-Animais-Natureza(PAN), Bebiana Cunha, de 35 anos, é a candidata do partido à presidência …

CP prevê perturbações na circulação de comboios a partir de hoje e até 15 de setembro

A CP - Comboios de Portugal prevê perturbações na circulação de comboios a partir de hoje, em todos os serviços, a nível nacional, e até 15 de setembro, devido a greves na empresa e na …

Plano para vacinar jovens espera luz verde da DGS

Está tudo pronto para arrancar com a vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos no fim de semana de 21 e 22 de agosto. Só falta a luz verde da Direção-Geral da …

PSD/CDS apresenta queixa na CNE contra presidente da Câmara de Paredes

A coligação PSD/CDS apresentou uma queixa na CNE contra o presidente da Câmara de Paredes, no distrito do Porto, por ter usado meios da autarquia na campanha do PS. A coligação PSD/CDS-PP que concorre à Câmara …