As religiões podem antecipar a ciência e trazer “múltiplos ensinamentos” sobre o sono

A religião, encarada como “uma emanação de hábitos e culturas dos povos e da sua adaptação ao ambiente onde vivem”, pode trazer “múltiplos ensinamentos” sobre o sono, “antecipando por milhares de anos a ciência moderna”, considera o presidente da Associação Portuguesa do Sono, Joaquim Moita.

Nos livros das religiões proféticas – Cristianismo, Judaísmo e Islamismo -, “a importância do sono está profusamente representada”, referiu, num comunicado sobre o encontro “Dormir bem, envelhecer melhor”, promovido pela Associação Portuguesa do Sono (APS) e o Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra (CNC-UC).

O evento, que decorre na sexta-feira, no Auditório do Conservatório de Música de Coimbra, visa sinalizar o Dia Mundial do Sono, engloba um diálogo entre cientistas e representantes das três religiões acima identificadas, no qual será debatida a forma como a Tora, a Bíblia e o Alcorão sublinham a importância de dormir.

“A medicina do sono é uma área do conhecimento com cerca de 50 anos. Hoje, é uma especialidade médica com desenvolvimentos brilhantes, que se estendem da identificação dos mecanismos celulares que regulam os ritmos biológicos – como a alternância entre noite e o dia – até à aplicação de novas técnicas diagnósticas e terapêutica, que permitem controlar a generalidades das doenças do sono que são extremamente frequentes”, referiu.

Segundo o presidente, embora o sono seja “um pilar estruturante de uma vida saudável” e terem sido “estabelecidas regras da vida quotidiana para atingir um sono repousante e eficaz”, ainda “não há um reconhecimento social suficientemente lato da sua importância”, apesar da “curiosidade e interesse terem aumentado nos últimos anos”.

A necessidade de dormir em condições de segurança para assegurar um dia ativo, continuou, “emerge como preceito nas três religiões”, com todas a darem “importância ao ritmo do sono e vigília, à obscuridade e à luz, à harmonia com a natureza e os outros seres vivos. O conceito de que a noite precede o dia é claro”.

De acordo com Joaquim Moita, antes da neurofisiologia atual, foram identificadas diferentes fases do sono – o adormecimento, o sono profundo e o sono dos sonhos – e estabelecidas normas ao longo dos séculos, como o decúbito lateral (dormir em posição lateral), que, sabe-se hoje, diminui os sintomas das perturbações respiratórias e cardíacas.

“A sesta está patente em textos sagrados. Não apenas a sesta curta de 20-30 minutos como forma de melhorar as capacidades cognitivas, mas também períodos mais prolongados de sono diurno. Sabemos que o sono está associado ao arrefecimento corporal, o que pode constituir uma estratégia da adaptação às temperaturas elevadas das regiões de onde as religiões são provenientes”, indicou ainda o presidente da instituição.

Estas são algumas das ideias que serão exploradas durante o debate, onde estarão, além de Joaquim Moita, o líder da comunidade muçulmana, Sheik David Munir, um crente e estudioso de teologia católica, Isaías Hipólito, um crente hebraico e antigo presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, Carolino Tapadejo e a cientista Cláudia Cavadas.

O Sheik David Munir

No encontro será também debatida a importância de um sono com qualidade, em múltiplas dimensões: a higiene do sono das crianças e adolescentes – que originou um concurso de desenho nacional -, a síndrome da apneia do sono, a importância de um bom sono para um bom envelhecimento e as recomendações para todas as idades para um sono saudável.

Através da sinalização do Dia Mundial do Sono – organizado pela World Sleep Society -, as instituições portuguesas pretendem mostrar que “o bem estar físico, mental e social é melhor se dormir bem, não importa a idade”, sendo este um dos “pilares da saúde”, a que se juntam “a estabilidade emocional, alimentação adequada e a prática de exercício físico”.

Com entrada livre, o evento tem início às 14:30 e contará com diversas atividades. Na sessão de abertura vão ser entregues os prémios do concurso “Dormir bem, envelhecer melhor”, que a Associação Portuguesa de Sono promoveu, numa parceria com o CNC, junto dos alunos das escolas de todo o país.

Às 15:00 e Às 16:30 ocorrem dois debates, sobre o sono ao longo da vida e sobre a religião e o sono. Entre uma e outra, às 16:00, a companhia Marionet / Laboratório do Desconhecimento apresenta a performance “A máquina dos sonhos”, inspirada na Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Após o ataque a Alcochete, Bruno Fernandes ficou "mais nervoso" e com "mais ansiedade"

O futebolista disse, esta terça-feira, ter ficado "mais nervoso" e com "mais ansiedade" depois do ataque à academia do Sporting, no qual viu agressões a Rui Patrício, William Carvalho, Acuña e Bataglia. Bruno Fernandes foi ouvido, …

"Abusei da amizade". Santos Silva confessa que pediu ajuda a Sócrates num concurso público

O empresário Carlos Santos Silva confessou no primeiro dia de interrogatório com Ivo Rosa que chegou a sugerir ao antigo primeiro-ministro José Sócrates que o ajudasse num concurso público em que o Grupo Lena participou. De …

O Nepal proibiu, mas mulheres continuam a ser forçadas a dormir em "cabanas menstruais"

"Chaupadi" é uma tradição hindu, característica do Nepal, que força as mulheres a dormirem num abrigo quando estão menstruadas por serem consideradas impuras. Segundo o IFLScience, uma nova investigação mostra que 77% das raparigas que vivem …

O golo "doloroso" de Ansu Fati que fez dele o mais jovem jogador a marcar na Champions

Ansu Fati, avançado do Barcelona, tornou-se no mais jovem jogador de sempre a marcar um golo na Liga dos Campeões. Com 17 anos e 40 dias de idade, o espanhol faz mais uma vez história …

Almeida Henriques suspeito de receber avença enquanto esteve no Governo por favores a empresário

Almeida Henriques, antigo secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional do Governo de Passos Coelho, e atual presidente da Câmara de Viseu, é suspeito de ter recebido dinheiro por favores ao empresário Agostinho …

Costa responde a Ventura: Programa do Governo não muda "semana sim semana não"

Recorrendo à ironia, o primeiro-ministro, António Costa, respondeu esta terça-feira ao deputado único do Chega, afirmando que o programa do Governo não muda "semana sim, semana não" consoante as críticas. No debate quinzenal na Assembleia da …

Pela primeira vez, porcos nascem com células de macaco (e morrem uma semana depois)

Pela primeira vez, cientistas chineses criaram pequenos leitões com órgãos que continham células de macaco. Os animais acabaram por morrer todos no espaço de uma semana. Os investigadores travam uma longa batalha para vir a desenvolver …

Iniciativa Liberal anuncia voto contra OE2020

O deputado único e presidente da Iniciativa Liberal (IL) anunciou esta terça-feira que o partido votará contra o Orçamento do Estado para 2020, depois de uma reunião com o Governo. "Este orçamento vai dar corpo ao …

Funcionários admitidos até 2005 podem perder férias se estiverem de baixa prolongada

Os funcionários públicos admitidos antes de 2006 e que estiverem de baixa por doença superior a 30 dias podem vir a perder dias de férias, segundo uma proposta do Governo ainda em negociação com os …

Tiroteio num supermercado em Nova Jersey faz seis mortos

As autoridades de Nova Jersey, nos Estados Unidos, informaram que o tiroteio registado num supermercado, esta terça-feira, causou seis mortos, entre os quais um polícia e dois suspeitos da autoria dos disparos. Os disparos foram ouvidos …