As religiões podem antecipar a ciência e trazer “múltiplos ensinamentos” sobre o sono

A religião, encarada como “uma emanação de hábitos e culturas dos povos e da sua adaptação ao ambiente onde vivem”, pode trazer “múltiplos ensinamentos” sobre o sono, “antecipando por milhares de anos a ciência moderna”, considera o presidente da Associação Portuguesa do Sono, Joaquim Moita.

Nos livros das religiões proféticas – Cristianismo, Judaísmo e Islamismo -, “a importância do sono está profusamente representada”, referiu, num comunicado sobre o encontro “Dormir bem, envelhecer melhor”, promovido pela Associação Portuguesa do Sono (APS) e o Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra (CNC-UC).

O evento, que decorre na sexta-feira, no Auditório do Conservatório de Música de Coimbra, visa sinalizar o Dia Mundial do Sono, engloba um diálogo entre cientistas e representantes das três religiões acima identificadas, no qual será debatida a forma como a Tora, a Bíblia e o Alcorão sublinham a importância de dormir.

“A medicina do sono é uma área do conhecimento com cerca de 50 anos. Hoje, é uma especialidade médica com desenvolvimentos brilhantes, que se estendem da identificação dos mecanismos celulares que regulam os ritmos biológicos – como a alternância entre noite e o dia – até à aplicação de novas técnicas diagnósticas e terapêutica, que permitem controlar a generalidades das doenças do sono que são extremamente frequentes”, referiu.

Segundo o presidente, embora o sono seja “um pilar estruturante de uma vida saudável” e terem sido “estabelecidas regras da vida quotidiana para atingir um sono repousante e eficaz”, ainda “não há um reconhecimento social suficientemente lato da sua importância”, apesar da “curiosidade e interesse terem aumentado nos últimos anos”.

A necessidade de dormir em condições de segurança para assegurar um dia ativo, continuou, “emerge como preceito nas três religiões”, com todas a darem “importância ao ritmo do sono e vigília, à obscuridade e à luz, à harmonia com a natureza e os outros seres vivos. O conceito de que a noite precede o dia é claro”.

De acordo com Joaquim Moita, antes da neurofisiologia atual, foram identificadas diferentes fases do sono – o adormecimento, o sono profundo e o sono dos sonhos – e estabelecidas normas ao longo dos séculos, como o decúbito lateral (dormir em posição lateral), que, sabe-se hoje, diminui os sintomas das perturbações respiratórias e cardíacas.

“A sesta está patente em textos sagrados. Não apenas a sesta curta de 20-30 minutos como forma de melhorar as capacidades cognitivas, mas também períodos mais prolongados de sono diurno. Sabemos que o sono está associado ao arrefecimento corporal, o que pode constituir uma estratégia da adaptação às temperaturas elevadas das regiões de onde as religiões são provenientes”, indicou ainda o presidente da instituição.

Estas são algumas das ideias que serão exploradas durante o debate, onde estarão, além de Joaquim Moita, o líder da comunidade muçulmana, Sheik David Munir, um crente e estudioso de teologia católica, Isaías Hipólito, um crente hebraico e antigo presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, Carolino Tapadejo e a cientista Cláudia Cavadas.

O Sheik David Munir

No encontro será também debatida a importância de um sono com qualidade, em múltiplas dimensões: a higiene do sono das crianças e adolescentes – que originou um concurso de desenho nacional -, a síndrome da apneia do sono, a importância de um bom sono para um bom envelhecimento e as recomendações para todas as idades para um sono saudável.

Através da sinalização do Dia Mundial do Sono – organizado pela World Sleep Society -, as instituições portuguesas pretendem mostrar que “o bem estar físico, mental e social é melhor se dormir bem, não importa a idade”, sendo este um dos “pilares da saúde”, a que se juntam “a estabilidade emocional, alimentação adequada e a prática de exercício físico”.

Com entrada livre, o evento tem início às 14:30 e contará com diversas atividades. Na sessão de abertura vão ser entregues os prémios do concurso “Dormir bem, envelhecer melhor”, que a Associação Portuguesa de Sono promoveu, numa parceria com o CNC, junto dos alunos das escolas de todo o país.

Às 15:00 e Às 16:30 ocorrem dois debates, sobre o sono ao longo da vida e sobre a religião e o sono. Entre uma e outra, às 16:00, a companhia Marionet / Laboratório do Desconhecimento apresenta a performance “A máquina dos sonhos”, inspirada na Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Se quer um coração saudável, desligue a televisão e tome um bom pequeno-almoço

É conhecida como a refeição mais importante do dia e não é por acaso. Os hábitos de vida que seguimos diariamente têm um impacto direto na nossa saúde vascular. Numa investigação recentemente apresentada na reunião anual …

Determinada temperatura das bebidas que aumenta risco de cancro

Cientistas da Universidade de Ciências Médicas de Teerão publicaram novas provas sobre a relação entre o consumo de bebidas quentes e o cancro do esófago. De acordo com o estudo publicado na revista International Journal of …

Descobertos 83 buracos negros supermassivos no Universo inicial

Astrónomos do Japão, de Taiwan e dos EUA descobriram 83 quasares alimentados por buracos negros supermassivos no universo distante, numa época em que o Universo tinha menos de 10% da sua idade atual. "É notável que …

Joy Milne consegue cheirar a doença de Parkinson antes de ser diagnosticada

Atualmente, não existe nenhum teste diagnóstico definitivo para o Parkinson, mas isso pode mudar graças a Joy Milne, uma mulher que consegue detetar a doença antes que os sintomas apareçam. Parece demasiado bizarro para ser verdade, …

Filho de José Eduardo dos Santos libertado da prisão. Estava preso desde setembro de 2018

O antigo presidente do Fundo Soberano de Angola, José Filomeno dos Santos, que se encontrava em prisão preventiva desde 24 de setembro de 2018, encontra-se já em liberdade, disse hoje à agência Lusa fonte oficial. A …

Naufrágio no Nilo é a primeira prova de que Heródoto não estava a mentir sobre os barcos egípcios

Um navio naufragado encontrado no rio Nilo pode ter permanecido inalterado durante mais de 2.500 anos. Agora, está finalmente a revelar os seus segredos: cientistas pensam que este navio revelou uma estrutura cuja existência tem …

A gravidade influencia a maneira como tomamos decisões

Todo e qualquer organismo vivo na Terra evoluiu a longo de milhares de anos sob um campo gravitacional constante, com a gravidade desempenhando um papel fundamental no comportamento e na cognição humana. Um estudo recente publicado …

"Atentado" na Disneyland Paris era apenas uma avaria nas escadas rolantes

Por volta das 21h00 em Paris, produziu-se um movimento de pânico na Disney Village, no parque de diversões francês da Disney. Rapidamente se multiplicaram mensagens sobre um "atentado". Ao jornal belga DH, uma fonte afirmou que …

Cientistas alargam limites físicos do grafeno

Até onde vão os limites físicos do grafeno? Uma equipa de cientistas do Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), em Braga, respondeu a esta questão e desafiou-os. Uma equipa de investigadores dos Departamentos de Materiais Quânticos …

Ilusionista britânico diz que vai travar o Brexit com o poder da mente

Uri Geller é um ilusionista israelista, com nacionalidade britânica, que se tornou famoso nos anos 1970 em programas de televisão em que realizava demonstrações dos seus alegados poderes paranormais. Agora, Geller deixa um aviso a Theresa …