Relatórios oficiais ilibam ex-ministro do Ambiente francês envolvido em polémica de gastos excessivos

Dois relatórios oficiais afirmaram esta terça-feira não ter encontrado irregularidades nas despesas realizadas pelo ex-ministro do Ambiente francês François de Rugy.

Tornados públicos, os dois relatórios, um elaborado pelo gabinete do primeiro-ministro francês e outro pelo Parlamento, foram pedidos depois dos media franceses terem revelado que o ex-ministro da Transição Ecológica e Solidária (a designação em França para o ministro do Ambiente) François de Rugy teria utilizado dinheiros públicos para pagar jantares de luxo, com lagosta e champanhe, a pessoas que pertenciam ao seu círculo social e ao da sua mulher Séverine de Rugy, jornalista de uma revista de celebridades.

Os jantares teriam ocorrido numa altura em que François de Rugy era presidente da Assembleia Nacional (câmara baixa do Parlamento francês), entre 2017 e 2018, segundo a imprensa francesa.

O ministro do Ambiente teria organizado uma dezena de jantares de lagosta, champanhe e vinhos provenientes das caves da Assembleia Nacional, alguns no valor de mais de 500 euros a garrafa, quando era presidente daquele órgão. Haveria também as obras de “conforto”, pagas pelos contribuintes franceses, no apartamento em Paris a que Rugy tinha direito, como ministro.

Um dos relatórios focou-se sobre os jantares realizados por De Rugy, tendo concluído que “não tinham sido encontradas irregularidades“. O documento admitiu, porém, que o caso concreto de três jantares, que apresentavam custos muito acima da média, foi encarado com alguma apreensão.

Já o relatório desenvolvido pelo gabinete do primeiro-ministro francês analisou os gastos feitos por François de Rugy, na ordem dos 63 mil euros, para remodelar a sua residência oficial. O documento concluiu que as regras foram “globalmente respeitadas”.

Poucos dias depois de ter garantido que não iria renunciar ao cargo ministerial, François de Rugy, o número “dois” do Governo francês, anunciava a sua demissão a 16 de julho, afirmando então que estava a ser vítima de um “linchamento dos media“. O Presidente francês, Emmanuel Macron, criticou a cultura da “denúncia” e adiantou que não toma decisões “com base em revelações, mas em factos, se não isto torna-se a República da delação”, afirmou.

Horas após a demissão de François de Rugy, Elisabeth Borne foi esta terça-feira nomeada para o seu lugar como ministra do Ambiente.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …