Relatório dos Sistemas de Saúde arrasa gestão da pandemia

Mário Cruz / Lusa

Dezenas de ambulâncias com pacientes aguardam no exterior do Hospital de Santa Maria em Lisboa para deixar os doentes na urgência hospitalar.

O Relatório de Primavera 2021, do Observatório Português dos Sistemas de Saúde, critica a gestão da pandemia em Portugal, salientando que “não estamos a aprender ainda, com a experiência da pandemia, aquilo que seria necessário fazer melhor agora e no futuro”.

“É evidente que os poderes políticos se sentem constrangidos por processos formais de planeamento e aconselhamento que limitam o seu espaço de decisão e tendem a substituí-los por formas de atuação mais voluntaristas, suscetíveis de acomodar melhor as pressões a que estão sujeitos”, lê-se no relatório citado pelo Expresso.

Os autores argumentam que não se investe o suficiente numa administração pública capaz de acrescentar às respostas ao imediato uma “segunda linha” que pense o país à distância.

A falta de um plano para o primeiro inverno após a pandemia terá sido, segundo o relatório, um dos exemplos evidentes da inércia do Governo.

“Desde essa altura até agora, por parte dos decisores nacionais, regionais e locais, das profissões de saúde, dos partidos políticos até à comunicação social, ninguém, mas literalmente ninguém, referiu o ‘Plano’ nos múltiplos debates e decisões que tiveram lugar para a gestão da pandemia! O Plano falhou? Parece mais justo dizer que, de facto, não existiu”, lê-se no documento.

Quanto à situação de crise sanitária na região de Lisboa e Vale do Tejo, os especialistas falam em “cacofonia”, o “desencontro dos discursos políticos” e “as limitações de preparação”.

Os festejos do título de campeão nacional do Sporting, em Lisboa, e a debandada de adeptos de ingleses na final da Liga dos Campeões, no Porto, são dados como exemplos: “As explicações públicas apresentadas como justificação para o que aconteceu em Lisboa e no Porto expuseram uma preocupante falta de aprendizagem com aquilo que efetivamente correu mal”.

As linhas vermelhas publicadas em março é uma estratégia “tanto sumamente original como necessariamente disfuncional”, salienta o observatório.

A lista de apelos dos especialistas no relatório é longa: uma estratégia de saúde pública a médio prazo; um plano detalhado para o próximo outono-inverno; um processo de aconselhamento científico para as decisões políticas; rever a configuração e funcionamento do Conselho Nacional de Saúde Pública; investir na requalificação técnica e tecnológica dos serviços de saúde pública; e, “absolutamente indispensável, recuperar a resposta do SNS aos doentes não-COVID”.

Numa nota mais positiva, os autores do documento destacaram “o considerável grau de alinhamento da comunidade política nas decisões mais críticas”. Marcelo Rebelo de Sousa também foi elogiado pela “liderança, empenhamento e constante atenção da parte da magistratura de influência do Presidente da República”, e aqui também até do Governo, “pela condução proporcionada à gestão da pandemia”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Capacete magnético mostra-se eficaz na redução de tumor cerebral

O diagnóstico de um cancro é sempre complicado, mas há partes do corpo onde a presença da doença pode ser mais ameaçadora. É o caso do glioblastoma, um tipo de cancro cerebral, que se não …

Engenheiros japoneses fizeram levitar objectos com "armadilha acústica"

Engenheiros japoneses descobriram uma forma de fazer pequenos objectos levitar usando apenas ondas sonoras, o que pode ser um passo importante para a tecnologia. A engenharia biomédica, o desenvolvimento de farmacêuticos e a nanotecnologia podem vir …

Juno fez a maior aproximação a Ganimedes das duas últimas décadas (e as imagens são de cortar a respiração)

A NASA divulgou, recentemente, um vídeo da sonda Juno a passar por Júpiter e Ganimedes, uma das suas luas. As imagens são de cortar a respiração. Juno visitou Ganimedes em junho. As imagens foram captadas no …

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …

Alemão foi forçado a remover estátua do pai por esta se parecer com Hitler

Um alemão foi obrigado a retirar uma figura de madeira de um cemitério, que seria para homenagear o seu falecido pai, por ter semelhanças com o antigo ditador nazi. As autoridades do município de Weil im …

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …

EUA venderam álbum único dos Wu-Tang Clan (que pertencia a Martin Shkreli)

O álbum do grupo Wu-Tang Clan, confiscado em 2018 ao antigo gestor de fundos Martin Shkreli, também conhecido como "o empresário mais odiado do mundo", foi agora vendido pelo Governo norte-americano. Num comunicado divulgado esta terça-feira, …

Bezos ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA para entrar na corrida da próxima viagem à Lua

O empresário norte-americano ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA numa tentativa de reacender a batalha espacial entre a sua empresa, a Blue Origin, e a do "rival" Elon Musk, a SpaceX. De acordo com …

Clientes com certificado digital válido impedidos de entrar em restaurantes

Estão a ser reportados vários casos de clientes que, ao apresentarem o certificado digital para poderem entrar num restaurante, não conseguem fazê-lo porque o documento está a ser considerado inválido pelos dispositivos eletrónicos. Segundo a rádio …