/

Câmara do Porto diz que “A Regaleira” vai reabrir em breve

A Câmara Municipal do Porto garante que, segundo informações prestadas pelos responsáveis do restaurante, “A Regaleira” deverá reabrir “em breve” e “num espaço muito próximo” ao da localização original.

Segundo o Público, o restaurante “A Regaleira” deverá reabrir “em breve” e “num espaço muito próximo” ao da sua localização inicial, tendo sido essa a informação prestada pelos responsáveis do espaço à própria Câmara do Porto.

Em declarações ao jornal, fonte da assessoria de imprensa da autarquia confirma que foi essa a informação dada ao município, acrescentando que, quando assim for, a distinção atribuída ao restaurante será revista.

“O estabelecimento está reconhecido pelo programa do Porto de Tradição e, no âmbito da sua transição, terá de ser feita uma reavaliação do processo que, naturalmente, contará com a colaboração do município”, explica a mesma fonte.

84 anos depois, o emblemático restaurante onde foi criada a francesinha fechou portas no passado dia 31 de maio. O responsável do espaço já deixara claro que tinha havido “um acordo” com os proprietários do edifício para pôr fim ao contrato de arrendamento.

Francisco Passos contou à Renascença que a pressão imobiliária não tem poupado as casas mais antigas do Porto e, por isso, “A Regaleira” não foi exceção, acrescentando que o restaurante esteve “sempre em risco, como todas as outras sociedades comerciais aqui no centro do Porto que possuem um arrendamento”.

Na altura, o sócio-gerente admitiu que o principal objetivo passa por “tentar arranjar a melhor estratégia, tanto para a sociedade, como para os empregados e mesmo para a cidade, de modo a que ‘A Regaleira’ não desapareça”.

Ainda que temporário, escreve o Público, o encerramento do espaço já levou a alguma contestação e até mesmo a um pedido de intervenção da autarquia, como aconteceu, na sexta-feira, com o grupo Fórum Cidadania do Porto, que apelou ao presidente da Câmara, Rui Moreira, para a “necessidade urgente de a Câmara Municipal do Porto tudo tentar para assegurar a permanência deste estabelecimento de referência na cidade”.

“A Regaleira”, berço da francesinha, faz parte da Invicta desde 1934, contava com 12 funcionários e a gestão esteve sempre a cargo da mesma família.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE