Reforma do IRS avança em 2017 e milhares podem sair penalizados

António Costa remete para a proposta de Orçamento do Estado para 2017 a revisão do IRS, nomeadamente quanto ao “quando e o como” se fará. Mas já é certo que as alterações em estudo poderão vir a prejudicar milhares de contribuintes.

As mudanças no IRS, previstas nos acordos entre PS, PCP e Bloco de Esquerda e no Programa de Estabilidade entregue à Comissão Europeia em Abril passado, têm em vista introduzir uma maior progressividade entre os diferentes escalões de rendimentos.

António Costa abordou o assunto no Consulado de Portugal em São Paulo, quando foi interrogado sobre se a revisão do IRS entrará já em vigor no próximo ano.

“Como se sabe há um grupo de trabalho a trabalhar sobre essa matéria. A proposta concreta de Orçamento explicitará o quando e o como dessas medidas”, limitou-se a responder o primeiro-ministro.

As alterações que estão a ser analisadas vão no sentido de penalizar “rendimentos anuais brutos acima de 40 mil euros”, avança o Correio da Manhã.

O diário nota que em estudo está “a descida do limite mínimo de tributação dos dois escalões de rendimentos mais elevados”, o que, a confirmar-se, atingirá “cerca de 370 mil contribuintes”.

Orçamento para 2017 de “continuação da viragem”

Sem revelar mais detalhes sobre a revisão do IRS, em São Paulo, Costa garantiu que o Orçamento para 2017 será “de continuação da viragem”, frisando contudo que a reposição de rendimentos tem de seguir na velocidade certa, à luz da realidade das finanças públicas.

A cerca de um mês da entrega da proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2017 na Assembleia da República, Costa diz que o seu executivo já sabe quais as condições colocadas pelos parceiros do parlamento.

Não há linhas vermelhas, mas sim propostas que uns e outros apresentam – e esse trabalho conjunto está a ser feito com calma”, nota o primeiro-ministro.

“Temos de repor rendimentos das famílias, criar condições para o investimento, melhorar o Estado social – uma trajectória com o ritmo que devemos fazer, tendo em conta qual a realidade das nossas finanças públicas. Claro que gostaríamos de ir mais rápido, todos gostaríamos de ir mais rápido, mas temos de ir na velocidade certa para chegar ao ponto certo das melhores condições”, alertou ainda Costa.

Quanto às negociações com a União Europeia, Costa desdramatizou e defendeu que as diferenças neste momento resumem-se “a mais décima menos décima” em termos de resultados macroeconómicos.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Não há nada pra comentar ainda, porque a notícia e as palavras de António Costa não são claras.
    Comentários correctos só “no fim do jogo”
    A única coisa que se deve dizer é que seja uma revisão justa.
    Aceito que se possa dar um pouco mais a quem menos tem.
    Mas a classe média já tem sido muito fustigada com impostos.
    Portanto é um assunto difícil é sempre sujeito a grandes discussões

  2. Se nos lembrarmos como foi feita a redução de escalões e suas consequências, pela coligação de interesses (exploradores/corruptos/parasitas), para milhões de portugueses, na última legislatura, não nos devemos preocupar com o que o atual governo irá fazer na futura revisão do IRS e que “pode” afetar “milhares de contribuintes” e acima de 40 mil euros brutos/ano, Que barbaridade!!!!!!! O redimento de 4 milhões de portugueses, situa-se abaixo de mil euros mês e isto é que devia preocupar, pelo menos, àqueles que especulam sistematicamente, contra a atual fórmula governativa que herdou o país, da anterior legislatura, com milhões de portugueses expoliados dos seus mais elementares direitos. A canalha mete-me nojo.

  3. O que quer dizer que todas as famílias que ganham com o seu trabalho mais de 20000 por ano, bem podem começar a poupar para pagar as folias ao Costa. Dizia ele que não haveria aumento de impostos. Dizia ser homem de palavra. Está-se a ver …
    20.000 = 14 X 1428,57€ ( somos milhões de milionários !!! )

    • aumentam as separações e divórcios , aliás um objectivo socialista comuna …. destruir Famílias ! o problema é que não há gente que preste , a maior parte é uma miséria .

  4. Até à data a minha memória não me traiu.
    Na verdade sempre que entra um governo em funções, se não é no imediato é logo que tenha um pretexto, e procede ao agravamento de impostos.
    Tudo que foi dito nas campanhas eleitorais vai para o lixo.
    Os políticos de Portugal, sempre tiveram por objectivo extinguir a dita classe média.
    O objectivo é apenas existir os muito ricos, os ricos (é nestes dois grupos que os políticos se situam) e os pobres.
    Eles sabem, que quanto mais pobres existirem mais fácil se torna “Reinar”.
    Os pobres têm de sustentar as mordomias dos políticos e as subvenções vitalícias.

  5. Mas alguém consciente neste país vai pensar que as coisas vão para melhor? Uma vez mais vão dar uns tostões para receber milhões para satisfazer ilusões.

RESPONDER

O detetive a bordo do rover da NASA Perseverance

Marte está muito longe da famosa 221 Baker Street, mas um dos detetives mais conhecidos da ficção estará representado no Planeta Vermelho quando o rover Perseverance da NASA pousar no dia 18 de fevereiro de …

Nem o mar profundo se safa das alterações climáticas

Um novo estudo mostra que as alterações climáticas já estão a bater à porta do mar profundo, e os seus habitantes poderão em breve estar em perigo. De acordo com o site IFLScience, a equipa de …

Príncipe belga pede desculpa por violar confinamento em festa ilegal em Espanha

O príncipe Joachim da Bélgica disse “lamentar profundamente” não ter respeitado “todas as medidas” do confinamento durante uma viagem a Espanha, onde participou numa festa ilegal em Córdoba que está a ser investigada pela polícia. Depois …

Politólogo que previu que Trump seria Presidente vaticina a sua reeleição

O politólogo que previu que Donald Trump seria Presidente dos Estados Unidos vaticina agora a sua reeleição em novembro de 2020. Helmut Norpoth, professor de ciências políticas da Universidade Stony Brook, nos Estados Unidos, previu …

Índia regista mais de oito mil novos casos. Tem "uma longa batalha" pela frente

A Índia registou mais de oito mil novos casos de covid-19 num único dia, um novo recorde desde o início da pandemia no país, foi este domingo anunciado. O número de casos confirmados de covid-19 na …

Jovens bolivianos forçaram picada de viúva-negra. Queriam ser como o Homem-Aranha

Três irmãos bolivianos de 8, 10 e 12 anos acabaram hospitalizados depois de fazerem com que uma viúva negra os picasse para que ficassem com super-poderes como o Homem Aranha. "Pensando que a [picada] lhes …

Bloco exige retirada de norma "insultuosa" no apoio a recibos verdes

O Bloco de Esquerda (BE) exigiu este domingo ao Governo que retire do formulário de apoio para os trabalhadores independentes uma norma "insultuosa" que lhes exige o compromisso de retomarem a atividade no prazo de …

Espetada de porco 2.0. Novameat propõe carne impressa em 3D para o jantar

A Novameat, uma empresa espanhola de tecnologia alimentar, apresentou um novo produto: carne de porco à base de plantas impressa em 3D, a que batizaram de espetada de porco 2.0. A Novameat quer apoiar um sistema …

Uber acusada de exploração de trabalhadores em Itália

Um tribunal de Milão ordenou a nomeação de um administrador judicial para a Uber Itália durante um ano, após ter determinado que o serviço de entrega de refeições da empresa explorava os trabalhadores. De acordo com …

Pinto de Costa: "Se Rui Moreira tivesse avançado, não me candidatava"

Pinto da Costa revelou que não teria avançado para a recandidatura à presidência do FC Porto se o presidente da Câmara do Porto tivesse entrado na corrida. "Se o Rui Moreira se tivesse candidatado, embora …