Recurso de Manso Neto não está em segredo de justiça, mas é “confidencial” (e ninguém sabe quem deu a ordem)

Tiago Petinga / Lusa

João Manso Neto, vogal do Conselho de Administração da EDP

O recurso da defesa de João Manso Neto, que foi entregue no Supremo Tribunal de Justiça (STJ) em março, foi catalogado como “confidencial”, apesar de o processo já não estar em segredo de justiça.

A informação é adiantada esta quarta-feira pelo jornal ECO depois de, no final de março, ter alertado que o recurso da defesa de João Manso Neto não estar disponível no Citius, o sistema informático dos tribunais.

A tabela garantia que, a 15 de março, tinham distribuídos no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), 18 recursos. Porém, consultadas as tabelas do próprio site do STJ, desse mesmo dia, encontravam-se registados 19 recursos (4 da área Penal, 13 da área Cível e 2 da área de família e menores). Assim, faltava um recurso na tabela do Citius.

O recurso foi apresentado por João Manso Neto, face à decisão de 27 de janeiro da Relação de Lisboa, que voltou a colocar em causa a leitura restritiva que o juiz Ivo Rosa fez do uso de emails no caso EDP como prova e diz que o magistrado do Tribunal Central de Instrução Criminal nem sequer tem competência para apreciar a utilização dos emails trocados por António Mexia e Manso Neto.

Fonte do STJ explicou que a questão estava a ser analisada para perceber o que se passou, mas adiantou que “a lista é apenas uma, o que acontece é que num site se via uma coisa e noutro se via outra”. Contudo, terá sido colocado um filtro no site do Citius para os processos classificados como “confidenciais”.

Agora, o ECO voltou a contactar o STJ, que garantiu que o facto de o recurso ser confidencial apesar de o processo não estar em segredo de justiça não é da sua responsabilidade. O Ministério da Justiça assegurou também não ter sido quem deu a ordem de tornar este recurso confidencial.

Já fonte oficial da Procuradoria-Geral da República (PGR) não explicou se essa ordem interna partiu do Ministério Público (MP).

No processo EDP são imputados a António Mexia e Manso Neto, em coautoria, quatro crimes de corrupção ativa e um crime de participação económica em negócio.

O inquérito investiga os procedimentos relativos à introdução no sector elétrico nacional dos Custos para Manutenção do Equilíbrio Contratual (CMEC). Mexia e Manso Neto foram constituídos arguidos em Junho de 2017.

O processo das rendas excessivas da EDP está há cerca de oito anos a ser investigado e tem também como arguidos o ex-ministro da economia do Governo do PS, Manuel Pinho, o administrador da REN e antigo consultor de Manuel Pinho, João Conceição, o ex-secretário de Estado da Energia de um Governo PSD, Artur Trindade, e Pedro Furtado, responsável de regulação na empresa gestora das redes energéticas.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nikolai Glushkov. Exilado crítico de Putin morto em 2018 em Londres foi estrangulado

O exilado russo e crítico de Putin, Nikolai Glushkov, que foi encontrado morto e, 2018 na sua própria casa em Londres, no Reino Unido, foi estrangulado. O empresário Nikolai Glushkov, que criticava o presidente russo Vladimir …

Ivo Rosa levanta arresto a casa da rua Braamcamp e apartamento de Paris (e já há uma petição para o afastar)

O apartamento da rua Braamcamp, em Lisboa, onde residia o ex-primeiro-ministro José Sócrates, o Monte das Margaridas e a casa em Paris de Carlos Santos Silva deixaram de estar arrestadas na Operação Marquês por decisão …

O novo castelo da Disney em Hong Kong é uma celebração da diversidade

O novo castelo da Disney, no parque temático de Hong Kong, quer celebrar a diversidade, homenageando não apenas uma das suas princesas, mas várias. Walt Disney morreu há 55 anos e, desde então, muita coisa mudou. …

Vacinas (ainda) não são o princípio do fim. Sociólogo prevê que demorará anos a limpar “destroços” da covid-19

O médico e sociólogo norte-americano Nicholas Christakis defende, em entrevista à agência Lusa, que as vacinas não são ainda o princípio do fim da pandemia, considerando que demorará anos a limpar “os destroços” da covid-19. “Somos …

Jornalista grego especializado em crime assassinado a tiro. Primeiro-ministro pede rapidez na investigação

Um jornalista grego especializado em assuntos criminais foi esta sexta-feira morto por desconhecidos em frente da sua casa em Alimos, nos subúrbios de Atenas, anunciou fonte policial. Giorgos Karaïvaz, jornalista da televisão privada grega Star, foi …

Após 5 meses, alguns Boeing 737 MAX terão de voltar a ficar em terra. Há um "possível problema elétrico"

Cinco meses após voltar a voar após dois acidentes fatais, a Boeing voltou a pedir aos seus clientes que imobilizassem algumas das suas aeronaves para corrigir um "possível problema elétrico". De acordo com a AFP, esta …

25 de Abril marca revolução na linha do Minho. CP vai pôr a circular comboios eléctricos

Os comboios eléctricos vão começar a circular na linha do Minho, nos serviços inter-regional e regional, no próximo dia 25 de Abril. Além disso, o comboio Intercidades também vai chegar a Valença. Estas novidades constituem uma …

Em homenagem ao príncipe Filipe, salvas de canhão ouviram-se em todo o Reino Unido (e Buckingham encheu-se de flores)

Salvas de tiros de canhão foram disparadas este sábado ao meio-dia em todo o Reino Unido em homenagem ao príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II, que morreu na sexta-feira aos 99 anos. A partir da …

Fátima avança com 13 de Maio com peregrinos (se situação pandémica se mantiver estável)

Ao contrário do ano passado, as celebrações do 13 de Maio deste ano, em Fátima, deverão ocorrer com a presença de peregrinos caso a situação pandémica se mantenha estável.  O Santuário de Fátima prevê que as …

14 polícias mortos em ataque de guerrilhas. EUA anunciam sanções a empresa do Myanmar

Pelo menos 14 polícias perderam a vida este sábado no noroeste do Myanmar (antiga Birmânia) durante um ataque coordenado por várias guerrilhas étnicas, noticiaram meios de comunicação locais. O ataque, que deixou pelo menos cinco oficiais …