Já sabemos como era o rosto de Hilda, uma das druidas mais antigas da Escócia

(dr) University of Dundee

Karen Fleming recriou o rosto de Hilda, um dos druidas mais antigos da Escócia

Uma estudante da Universidade de Dundee, na Escócia, revelou o rosto de um dos druidas mais antigos do país através de uma reconstrução 3D super detalhada.

Hilda foi uma mulher druida que viveu durante a Idade do Ferro na Escócia e que conseguiu a proeza impressionante de chegar aos 60 anos, quando a maioria das mulheres da época viviam apenas metade.

Tudo o que os investigadores tinham acerca desta mulher era o seu crânio sem dentes. Mas agora, conta o Live Science, têm algo mais: uma reconstituição em cera do seu rosto tão detalhado que tem até as suas rugas.

“Hilda era uma personagem fascinante para recriar. A expectativa de vida de uma mulher nessa época era de aproximadamente 31 anos, viver mais do que isso durante a Idade do Ferro é um indicador de um passado privilegiado”, explica Karen Fleming, estudante de mestrado em identificação forense e arte forense da Universidade de Dundee, na Escócia.

Além da recriação de cera, Fleming também criou uma imagem digital detalhada desta mulher a usar um xaile à volta da cabeça, lê-se no comunicado da Universidade escocesa.

Os investigadores não sabem muito sobre esta mulher. Acredita-se que os seus restos mortais tenha sido encontrados em Stornoway, na ilha de Lewis, na costa norte da Escócia. O seu crânio foi um dos seis “Druidas das Hébridas” apresentados à Sociedade Frenológica de Edimburgo, no ano de 1833. Desde então, o crânio permaneceu no Museu Anatómico da Universidade de Edimburgo.

“É impossível saber ao certo quando Hilda morreu, uma vez que não conseguimos fazer datação por radiocarbono do crânio. Mas, supondo que as informações de 1833 estão corretas, faleceu entre 55 A.C. e 400 D.C. e era de origem celta“, acrescenta Fleming.

Os druidas viviam no que hoje são os territórios do Reino Unido e da França, e serviram como “grandes pensadores”, principalmente filósofos, professores, juízes e até mediadores entre humanos e deuses. A menção mais antiga sobre este grupo remonta há 2.400 anos, que depois começou a desaparecer lentamente há cerca de 1.200 anos, quando o Cristianismo se espalhou.

Criar um rosto 3D desta druida teve desafios, sobretudo por causa da onda de calor que se abateu sobre a Europa nos últimos meses, que quase a fez derreter antes de estar pronta. Felizmente, a ideia de a colocar dentro de um frigorífico salvou o trabalho de Fleming que agora pode ser visto até 25 de agosto, juntamente com outras obras de arte de estudantes, no Masters Show da Universidade de Dundee.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “…. viviam no território entre Reino Unido e França”

    Que território é esse? O Reino Unido sendo uma ilha, como já o era na idade do ferro, não existe território algum!
    Se assumem que esse território é a Bretanha, este está no continente e não entre o RU (uma ilha) e França.

    Queiram detalhar e confirmar, por favor.

RESPONDER

A Tesla vai lançar a sua misteriosa pickup “cyberpunk” elétrica ainda este mês

A nova Tesla Cybetruck já tem data de lançamento após um longo tempo de espera. O fundador da empresa, Elon Musk, anunciou que a carrinha "pickup" será revelada no dia 21 de novembro. O anúncio foi …

Asteróide "potencialmente perigoso" aproxima-se da Terra esta quarta-feira

Um asteróide com 147 metros de diâmetro, caracterizado pela NASA como "potencialmente perigoso" vai aproximar-se da Terra esta quarta-feira. Em causa está o corpo rochoso UN12 2019, explica a agência espacial norte-americana, dando conta que o …

Encontrado submarino da II Guerra Mundial que esteve perdido durante 75 anos (devido a um erro de tradução)

Uma equipa de exploradores oceânicos privada encontrou na costa do Japão um submarino do exército norte-americano do tempo da II Guerra Mundial, que estava desaparecido há 75 anos por causa de um erro num dígito …

Uma casa esteve a afundar-se no Tamisa para alertar para a subida do nível dos oceanos

No passado domingo, quem passou junto ao rio Tamisa, em Londres, não deverá ter ficado indiferente à típica casa dos subúrbios ingleses que se afundava perto da Tower Bridge. Felizmente, de acordo com a agência Reuters, …

A defesa de Lage é a melhor do Benfica em quase 30 anos

A defesa de Bruno Lage leva apenas quatro golos sofridos em 11 jornadas, o que faz dela a melhor defesa do campeonato e a melhor do Benfica desde a temporada de 1990/1991, escreve o jornal …

OE2020. “Não vamos para negociar”, esclarece Jerónimo de Sousa

O PCP vai reunir esta quarta-feira com o Governo com vista ao Orçamento de Estado para 2020. Jerónimo de Sousa esclareceu esta terça-feira que os comunistas não vão para negociar, sendo "manifestamente exagerado dizer que …

Benjamin "morreu" enquanto cumpria pena de prisão perpétua. Agora está vivo e quer a liberdade

Um norte-americano, de 66 anos, que cumpre pena de prisão perpétua por ter espancado um homem até à morte em 1996, pretendia ser libertado, uma vez que o seu coração parou por breves instantes. Em 1996, …

“Máfia do Sangue”. Ministério Público deixa Octapharma fora da acusação

O Ministério Público (MP) deixou a farmacêutica Octapharma fora da acusação da operação "O Negativo" por considerar que o ex-administrador Lalanda e Castro montou um esquema de corrupção para a venda de plasma ao Serviço …

Rio Nilo tem 30 milhões de anos. É seis vezes mais antigo do que se pensava

Um grupo de cientistas estudou diferentes sedimentos do rio, incluindo as rochas vulcânicas da região planáltica da Etiópia, e fez simulações computacionais para traçar a vida do rio até ao passado mais longínquo, contabilizou agora …

Von der Leyen volta a escrever a Boris. Londres deve indicar candidato a comissário o quanto antes

O Reino Unido ainda não designou um candidato a comissário europeu, pelo que a presidente eleita da Comissão Europeia voltou a escrever ao primeiro-ministro britânico, instando-o a indicar um nome até ao final da semana. Até …