Reconhecimento facial pode ajudar a resolver o assassinato de Abraham Lincoln

Alexander Gardner (1821–1882)

Abraham Lincoln, o 16.º presidente dos EUA

Uma equipa de detetives, que participam na série Mummies Unwrapped, da Discovery Channel, usou a tecnologia de reconhecimento facial para oferecer novas ideias sobre um dos mais famosos assassinatos da história dos EUA: o do presidente Abraham Lincoln.

Durante a Guerra Civil, na noite de 14 de abril de 1865, Lincoln decidiu assistir a um espetáculo no Ford’s Theater, em Washington, DC. Lá, terá sido baleado na cabeça pelo ator John Wilkes Booth.

Enquanto a nação lamentava a perda do seu 16º presidente, soldados da União perseguiam Booth, que muitos na plateia reconheceram imediatamente, já que era um ator bem conhecido. O homem fugiu primeiro para o sul de Maryland e depois para a Virgínia.

Duas semanas depois de ter matado o presidente, as tropas da União cercaram um celeiro da Virgínia, onde Booth e o seu co-conspirador estavam escondidos e atearam-lhe fogo. No caos que se seguiu, Booth foi baleado e morto.

Esta é a história contada nas escolas. Contudo, a tecnologia do século XXI está a fazer com que as pessoas questionem o que aprenderam nas aulas de História.

O Philadelphia Inquirer conta uma história de detetives que usam a tecnologia de reconhecimento facial para se debruçar sobre imagens históricas e dar algum crédito a uma teoria da conspiração que circulou entre os aficionados por anos – que Booth não morreu naquele celeiro, mas sobreviveu até 1903 usando uma identidade falsa.

A tecnologia de reconhecimento facial emparelhou fotos de Booth com as de John St. Helen de 1877 e o cadáver embalsamado de um David E. George de 1903. O software de reconhecimento facial, já com fotos de cinco mil outros homens brancos, começou a analisar meticulosamente os rostos em busca de semelhanças: os espaços entre os olhos, as linhas da mandíbula, as formas dos narizes e os ossos das bochechas.

Em menos de um minuto, os resultados voltaram e deixaram os investigadores atordoados. Os dados mostraram uma forte possibilidade de que todas as três fotografias fossem do mesmo homem. Eram uma combinação quase perfeita.

Ainda assim, os especialistas ainda duvidam que Booth tenha sobrevivido. Quando questionado sobre estas alegações, o historiador e autor David Jaher, que está a escrever um livro sobre a família Booth, disse: “Se esse é John Wilkes Booth, vou empurrar um amendoim pela ponte do Brooklyn com o nariz”.

Jaher recordou que pelo menos 25 pessoas testemunharam a morte de Booth em primeira mão, incluindo amigos e um cúmplice, e que o corpo foi examinado por um cirurgião que o conhecia bem, identificando-o pelas tatuagens e cicatrizes que tinha no corpo. Além disso, não houve relatos sobre a sobrevivência de Booth, o que Jaher acha altamente suspeito.

“Ele era uma das pessoas mais identificáveis na América naquela época”, disse Jaher. “Teria sido como Tom Cruise a assassinar George Bush. Não era possível ele conseguir ficar incógnito todos esses anos”.

Em 1995, foram feitas tentativas para exumar os restos mortais num cemitério de Baltimore para verificar se havia marcas de identificação – uma perna esquerda partida e um polegar direito esmagado – e sobrepor fotografias para combinar com o crânio com fotos de Booth. O juiz recusou o pedido depois de determinar que não poderia ser provado onde o corpo foi enterrado.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Na China, é ilegal pedir comida em excesso nos restaurantes

A China aprovou uma lei anti-desperdício de alimentos que proíbe clientes de restaurantes de pedirem mais do que precisam, uma legislação abrangente pode prejudicar a experiência de comer fora de casa. A lei, que entrou em …

Sindicato de pilotos denuncia pedidos da TAP para voos em folga

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) denunciou pedidos da Transportadora Aérea Portuguesa (TAP) para que alguns trabalhadores efetuem voos em dias de folga, ao mesmo tempo que afirma ter pilotos em excesso. Num email …

Bayern Munique 'festeja' nono título consecutivo com goleada

O Bayern Munique coroou este sábado o seu nono título consecutivo na Liga alemã de futebol com uma goleada no triunfo diante do Borussia Moenchengladbach (6-0), num jogo com um hat-trick de Lewandowski. Antes de pisar …

A piscina infinita mais alta do mundo fica no Dubai

Haverá poucas coisas tão libertadoras como dar um mergulho numa piscina infinita com vista para o oceano. Agora, quem visitar o Dubai poderá fazê-lo numa piscina a quase 300 metros acima do nível do mar. Segundo …

"Polskie Babcie", as avós que lutam pela democracia na Polónia

Um grupo de idosas polacas organiza protestos, todas as semanas, para lutar pela democracia no país, governado pelo partido de direita nacional-conservador e democrata-cristão Lei e Justiça (PiS). É hora de ponta em Varsóvia, capital da …

Cimeira Social. Jerónimo de Sousa diz que não se respondeu aos verdadeiros problemas

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, afirmou este sábado, no Porto, que a Cimeira Social da União Europeia não respondeu às necessidades associadas ao emprego, à valorização dos salários e ao fim da precarização …

Babbage escreveu uma carta a Tennyson. Exigia a "correção matemática" de um poema

A perspicácia matemática de Charles Babbage levou-o a escrever uma carta ao poeta Alfred Tennyson, que exigia, de certa forma, rigor e precisão no poema The Vision Of Sin. Charles Babbage é conhecido como o pai …

Covid-19: Portugal com uma morte e 324 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje uma morte atribuída à covid-19, 324 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e uma ligeira subida no número de internamentos em enfermaria, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o …

Roma já tem uma máquina de venda automática de pizza

A capital italiana tem agora uma máquina de venda automática que faz pizzas em apenas três minutos. Os preços variam de 4,50 aos seis euros (e as opiniões sobre esta ideia também). Raffaele Esposito, o napolitano …

Morreu Bo, o cão de água português de Barack Obama

Bo, o cão de água português que o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, adotou em 2009 morreu este domingo com 13 anos, em consequência de um cancro, anunciou o político nas redes sociais. O cão …