Da Noruega ao Canadá. Raposa fez 3.500 quilómetros em apenas 76 dias

(dr) Instituto Polar Norueguês

A raposa percorreu 3.500 quilómetros em 76 dias, sobre gelo. O feito impressionou os investigadores, que garantem que a velocidade é a “taxa de movimento mais rápida já registada nesta espécie”.

Tudo começou a 26 de março do ano passado, em Spitsbergen, no arquipélado de Svalbard, na Noruega. Nesse dia, uma raposa do Ártico (Vulpes lagopus) partiu do país nórdico, em um dispositivo GPS colocado numa coleira. Setenta e seis dias depois, chegou ao Canadá.

Após cerca de 3.500 quilómetros percorridos, a raposa chegou à ilha Ellesmere, no dia 1 de julho de 2018. Pelo meio, segundo o The Guardian, houve uma paragem na Gronelândia, a 16 de abril. A travessia surpreendeu os investigadores do Instituto Polar Norueguês, que garantem ter sido das mais longas algumas vez realizadas por animais. E a mais rápida da sua espécie.

A viagem do animal foi documentada pelo instituto numa investigação chamada A longa viagem de uma raposa fêmea através do gelo marinho. Uma vez que o percurso é um dos mais longos alguma vez registados, os investigadores chegaram mesmo a pensar que o dispositivo podia ter sido retirado da raposa e ter sido transportado a bordo de um navio.

Mas não, não há barcos que sigam para tão longe no gelo“, disse Eva Fuglei, investigadora do instituto norueguês.

O dispositivo eletrónico fornecia, todos os dias e durante um período de três horas, as coordenadas da raposa. De acordo com os dados recolhidos, o animal deixou Spitsbergen, na Noruega, a 26 de março de 2018 e ao final de 21 dias e 1.512 quilómetros sobre gelo marinho, fixou-se na Gronelândia a 16 de abril de 2018. Continuou o seu percurso até à ilha Ellesmere, no Canadá, onde chegou a 1 de julho do mesmo ano.

O percurso foi feito a uma velocidade média de 46,3 quilómetros por dia. Os investigadores notaram, porém, que quando a raposa passava pela Gronelândia, houve até um dia em que caminhou a 155 quilómetros. Segundo um comunicado dos investigadores, esta é, até agora, a “taxa de movimento mais rápida já registada nesta espécie“.

No entanto, segundo o Diário de Notícias, já não é possível identificar a atual localização do animal, uma vez que o seu localizador deixou de funcionar em fevereiro deste ano.

A equipa de investigadores que seguiu a raposa durante todos estes meses acredita que o animal terá recorrido ao gelo como o seu próprio meio de transporte para caminhar da Noruega até ao Canadá.

“O gelo marinho desempenha um papel fundamental no facto de as raposas das montanhas migrarem entre as áreas, encontrarem outras populações e encontrarem comida”, explicou Eva Fuglei.

A jornada, além de ter fascinado os cientistas, levantou algumas dúvidas e preocupações para o futuro do animal. Como explica o diário, os investigadores estão preocupados com o impacto da mudança climática no gelo marinho, que pode afetar a capacidade de os animais de migrarem.

O “gelo do mar é importante para a vida selvagem no Ártico” e esta é mais uma prova disso mesmo, segundo o ministro do Meio Ambiente norueguês, Ola Elvestuen, que sublinha ainda que “o aquecimento no norte é assustadoramente rápido” e, por isso, é preciso urgência no corte de emissões.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Grécia e Austrália recuam na abertura de fronteiras. Marrocos isola cidade após recorde de casos

Grécia e Austrália anunciaram neste fim-de-semana um recuo na abertura das suas fronteiras, enquanto que Marrocos isolou uma cidade após um número recorde de novas infeções de covid-19 registadas em 24 horas. A Grécia anunciou …

Dinheiro dos pobres usado para "vida de luxo". Presidente, mulher e filha da Mão Amiga acusados

O presidente da Associação Mão Amiga, em Gulpilhares, Vila Nova de Gaia, a mulher e a filha foram acusados pelo Ministério Público (MP) de usarem o dinheiro da instituição para pagarem uma "vida de luxo". …

Fisco tem por cobrar 15 mil milhões de euros em impostos

O Jornal Económico escreve esta segunda-feira que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem por cobrar 14.919 milhões de euros em impostos. De acordo com o diário de economia, mais de metade da dívida dos contribuintes está …

"Armada espanhola" assegura 70% do mercado das obras públicas em Portugal

As empresas espanholas estão a assegurar 70% do mercado das obras públicas em Portugal, escreve esta segunda-feira o jornal Público, citando uma análise ao Portal Base, às obras públicas acima de sete milhões de euros No …

"Oitavos" da Liga dos Campeões não vão ser jogados em Portugal

A UEFA cedeu à pressão dos clubes e decidiu que os encontros da segunda mão dos oitavos-de-final vão ser disputadas nos respetivos estádios dos clubes. Os encontros por jogar relativos aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões …

Turmas repartidas e aulas ao sábado. O que muda no novo normal do Ensino Superior

Para o regresso às aulas do Ensino Superior no próximo ano letivo, as universidades estão a preparar medidas que permitam cumprir as regras sanitárias e zelar pela aprendizagem dos seus alunos. Se tudo correr como planeado, …

Presidente do Barcelona afasta interessados em Messi e desfaz mito

Rumores sugeriam que Lionel Messi estava decidido a sair do Barcelona. Não tardou a aparecerem interessados no argentino, mas o presidente do Barça já veio deixar um recado. Na semana passada, o mundo do futebol foi …

Doze jovens infetados após festa na Guarda. Politécnico suspende exames presenciais

Doze jovens, oito dos quais alunos do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), testaram este fim de semana positivo para o novo coronavírus (covid-19). De acordo com a SIC Notícias, as infeções deram-se na sequência de uma …

Vieira pode demitir-se para provocar eleições antecipadas. Candidatura em Outubro "dificilmente chegará às urnas"

As eleições para a presidência do Benfica estão na ordem do dia numa altura em que o título nacional parece mais distante e quando se avança que Luís Filipe Vieira deve vir a ser acusado …

Laboratório de Wuhan "esconde" vírus semelhante ao novo coronavírus desde 2012

O laboratório de virologia de Wuhan armazena há quase oito anos um vírus “muito parecido” com aquele que originou a pandemia de covid-19. Esse vírus foi descoberto em 2012 numa antiga mina de cobre em …