Quase metade da população alemã tem cancro

Segundo um relatório publicado por dois institutos médicos alemães, a incidência média da enfermidade entre mulheres está actualmente em cerca de 43%, e entre os homens, chega aos 51%. Entre 20% e 30% das mortes no país ainda têm tumores malignos como causa.

O relatório, assinado conjuntamente pelo Robert Koch-Institut e pela sociedade para o registo do cancro na Alemanha, afirma que mais de metade dos alemães do sexo masculino, em algum momento da vida, vê ser-lhe diagnosticado um cancro.

Entre as mulheres alemãs, a percentagem é mais baixa, mas chega ainda aos 43 por cento.

As partes do corpo mais frequentemente afectadas, concentrando mais da metade dos diagnósticos, são as mamas, próstata e pulmões.

Cigarro, o mau da fita

Contrair cancro ou não depende de diversos factores. Em algumas formas da doença, as causas são ainda hoje desconhecidas, mas em outros casos, têm origem genética, sendo praticamente impossíveis de influenciar.

Uma parte dos diagnósticos, contudo, tem origem no comportamento do próprio paciente, sendo o fumo um dos principais vilões.

Diz o relatório que, “segundo estimativas do Centro para Registo de Dados do Cancro, em 2008, cerca de 15% de todas as doenças cancerígenas na Alemanha são atribuíveis ao fumo”.

Outros factores de risco podem ser alimentação pouco saudável, falta de exercício e excesso de peso.

O mesmo estudo considera que é frequentemente exagerado o papel cancerígeno da poluição atmosférica ou da manipulação química de alimentos, bem como das doenças profissionais que possam dar origem a neoplasias.

Mas há excepções: materiais de construção com substâncias radioactivas como o rádon, ou o amianto, estiveram na origem de 10% dos cancros de pulmão.

Algumas boas notícias

O tratamento dos cancros da mama, da próstata ou do intestino tem registado grandes progressos e a taxa de mortalidade dos pacientes caiu de forma espectacular: cinco anos depois do diagnóstico, 90% dos pacientes de cancro do testículo ou da próstata continuavam vivos.

Os doentes também têm, hoje, melhores probabilidades de sobrevivência: em 2011 e 2012, 62% dos pacientes masculinos e 67% dos femininos ainda estavam vivos cinco anos depois de contraírem cancro.

O cancro é hoje a causa de cerca de 20% dos óbitos de mulheres e de 30% dos homens. Essa proporção tem-se mantido mais ou menos estável desde a década de 90.

O relatório baseou-se no estudo dos 252.060 de cancro em pacientes do sexo masculino e dos 225.890 em pacientes do sexo feminino registados na Alemanha em 2012, bem como sobre os casos registados em 2011.

Mais de metade desses diagnósticos dizia respeito a cancros da mama, da próstata ou do pulmão.

ZAP / DW / RTP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Esquecem-se de mencionar os plásticos, que nos rodeiam por todo o lado.
    Estamos rodeados de “sopas químicas”, para mim não é exagerado, ao contrário do que nos querem fazer crer!…
    Mesmo podendo ser causado por origem genética, o cancro precisa de um gatilho para ser despoletado.

Responder a Julie Cancelar resposta

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …