Quase 30% das lojas vendem eletrodomésticos sem etiqueta energética

Quase 30% dos retalhistas vendem eletrodomésticos sem etiqueta energética, enquanto apenas 16% das lojas “online” o fazem, segundo dados recolhidos pela Quercus no âmbito do projeto europeu MarketWatch.

Nesta segunda campanha, que decorreu entre novembro de 2014 e abril de 2015, foram visitadas 10 cadeias retalhistas físicas, onde foram identificados 29% de produtos sem etiqueta, e 10 “online”, com 16% de produtos não etiquetados.

Em comparação com a primeira campanha de visitas, registou-se um aumento da taxa de produtos sem etiqueta, sobretudo nas lojas físicas, que quase duplicou.

Nos estabelecimentos físicos foram encontrados mais produtos corretamente etiquetados (63% face a 10% das cadeias “online”), enquanto nas lojas que vendem através da Internet 74% dos produtos apresentavam uma etiquetagem incorreta ou parcial.

Desde janeiro, os retalhistas “online” são obrigados a disponibilizar, em formato eletrónico, a etiqueta energética e a ficha de produto de todos os novos modelos colocados no mercado.

Mas as novas regras ainda não são cumpridas por todos. Por exemplo, as fichas de produto, que contêm informações adicionais sobre o desempenho dos aparelhos, estavam disponíveis nas lojas físicas, mas raramente nas “online”, sendo a taxa de presença da etiqueta energética em formato digital igualmente reduzida (8%).

Foram detetadas ainda outras irregularidades, entre as quais venda de luminárias sem etiquetas em português ou folhetos promocionais com aparelhos sem indicação de classe energética.

“É importante salientar que os produtos sem etiqueta energética ou não corretamente etiquetados, para além de não cumprirem com a legislação aplicável, impossibilitam o consumidor de fazer uma compra informada e consciente, prejudicando também os fabricantes que investem na inovação tecnológica e os vendedores que cumprem a legislação”, destaca o comunicado da Quercus.

Nos onze países participantes no projeto MarketWatch foram analisados quase 30.000 produtos em 243 lojas.

A organização reconhece que as amostras são demasiado pequenas para serem estatisticamente significativas, mas permitem identificar tendências.

“Entre agosto e setembro de 2015 será realizada a terceira e última campanha de visitas às lojas”, refere a Quercus.

As lojas físicas atingiram 71% de conformidade enquanto o comércio “online” ficou-se pelos 33%. O principal problema das lojas físicas foi a falta de etiqueta energética e nos estabelecimentos “online” foi a etiquetagem parcial ou incorreta dos produtos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Fotógrafo entrou na morgue, tirou fotografias ao corpo de Marilyn Monroe e escondeu-as num cofre

Um famoso fotógrafo tirou fotografias do cadáver nu de Marilyn Monroe e escondeu-as, sem nunca revelá-las ao público. A informação é avançada pelo filho do fotógrafo Leigh Wiener, Devik Wiener, que afirma que o seu pai …

Receber o coração de um porco para transplante pode estar prestes a ser possível

Num futuro muito próximo, os seres humanos poderão receber transplantes de coração de porcos, considera o cirurgião britânico Terence English, de 87 anos, que em 1979 realizou o primeiro transplante cardíaco bem sucedido do Reino …

Elon Musk quer largar bombas nucleares em Marte

https://vimeo.com/354701570 Elon Musk quer bombardear o "planeta vermelho" para torná-lo habitável para a raça humana. Pode parecer contraditório, mas a ideia do fundador da Tesla e da SpaceX até poderia resultar. Bombardear Marte para tornar o planeta …

Mosca negra. A praga que alastra pelo Rio Tejo

Há uma praga a multiplicar-se pelos rios espanhóis, incluindo o Tejo, que está a levar milhares de pessoas às urgências dos hospitais e a afectar os produtores de animais. Trata-se da mosca negra que prolifera …

Descoberta mensagem em garrafa com 50 anos no Alaska. Autor foi descoberto na Rússia

Tyler Ivanoff estava à procura de lenha na costa do Alaska quando encontrou algo muito “maior”: uma garrafa com uma história: tinha 50 anos e uma mensagem no interior. "Estava à procura de lenha. Deparei-me por …

Portugal usa 4 vezes mais luz por candeeiro do que a Alemanha. É o país europeu com mais poluição luminosa

Portugal é o pior país da Europa em poluição luminosa, no que respeita ao fluxo luminoso per capita e fluxo luminoso por produto interno bruto (PIB). Esta é uma das conclusões de um artigo publicado na …

Colunista britânico agredido em Londres. Atacantes seriam ativistas de extrema-direita

O colunista britânico Owen Jones, considerado um dos mais influentes comentadores de esquerda no Reino Unido, foi agredido este sábado num bar em Londres, onde se encontrava a celebrar o seu aniversário. De acordo com o …

Cabras sapadoras que ajudam no combate aos incêndios em Portugal chegam ao “New York Times”

O jornal norte-americano The New York Times visitou a aldeia de Vermelhos, no interior do Algarve, para mostrar como as cabras foram promovidas a um “bombeiro low-cost” "Portugal tem tido dificuldades em encontrar soluções para …

Estado recebeu 28 milhões de euros de jogos de casino. Movimentados mais de 4 milhões por dia em 2018

Em 2018, entraram nos cofres públicos 28 milhões de euros provenientes dos casinos e bingos portugueses, num ano em que o volume do jogo ultrapassou os 1.6 mil milhões de euros. Contas feitas, os apostadores movimentaram …

Bundesbank alerta que economia alemã pode estar a entrar em recessão

O Bundesbank alertou que a economia alemã, a maior da Europa, pode estar a recuar durante os meses de verão, depois da contração já registada no segundo trimestre, aumentando a possibilidade de entrar em recessão. No …