Putin tem sinais de síndrome de Asperger

WEF / FFR

Vladimir Putin no World Economic Forum – Davos 2009

O Presidente russo pode sofrer de uma forma de autismo, a síndrome de Asperger, que o obriga a um “controlo máximo” de si próprio quando atravessa uma crise, segundo um relatório do Pentágono, datado de 2008, divulgado esta quinta-feira.

Depois de estudarem as expressões e os movimentos do seu rosto em vídeo, os analistas militares concluíram que o desenvolvimento neurológico de Vladimir Putin tinha sido perturbado na sua infância, dando a impressão de um desequilíbrio físico e de estar pouco à vontade nas relações com terceiros.

“Este sério problema de comportamento foi identificado pelos neurologistas como a síndrome de Asperger, uma forma de autismo que afeta todas as suas decisões”, afirmou a autora do relatório, Brenda Connors, da Escola de Guerra da Marinha, produzido num centro de reflexão do Pentágono.

Mas a instituição, equivalente a um Ministério da Defesa, minimizou o documento, revelado esta quinta-feira pelo diário USA Today, que nunca subiu ao gabinete do secretário da Defesa ou outros dirigentes militares.

Uma porta-voz do Pentágono, Valerie Henderson, disse à agência noticiosa AFP que o documento “nunca foi transmitido ao secretário [da Defesa] e não foi objeto de pedidos de dirigentes do Departamento da Defesa para o examinarem”.

Por outro lado, esta possibilidade só pode ser confirmada por um scanner do cérebro de Putin, segundo o relatório.

“Durante as crise, para se estabilizar e equilibrar as suas perceções (…), ele tem de se impor um controlo máximo”, explicou Connors, que estudou a linguagem corporal de outros dirigentes mundiais.

No documento do Pentágono considerou-se também que o olhar sempre fixo de Putin é a marca de uma falta neurológica e uma incapacidade de responder a sinais externos.

Putin apresenta uma “hipersensibilidade” e “uma forte dependência ao combate, às reações frias ou dando a impressão de fugir”, em vez de um comportamento social mais matizado, especificou-se ainda no relatório.

/Lusa

6 COMENTÁRIOS

  1. Complicado. As atitudes de Putin lembram muito as de Adolf Hitler que, como se sabe, também não era lá muito bom da cabeça.

  2. Para quem tem uma doença tão grave e a governar tão bem qual será a doença dos nossos governantes? É que até fazia falta um Putin em Portugal.

  3. Como não dá confiança aos USA chamam-no de autista. O Pentágono bem podia analisar e estudar as doenças de quem os rodeia. Devem ser muito mais graves!

  4. É muito estranho que estudos como esses sejam divulgados agora. Claramente a ideia por trás desta matéria é muito mais para diabolizar Vladmir Putin. As conclusões deste estudo estão todas no sentido de procurar mostrar que todas as acções que têm ocorrido nos últimos tempos no leste da Europa é consequência de se ter uma pessoa com uma doença perigosa no poder na Rússia.

    De repente todas as teorias sobre Putin tem vindo a tona….É engraçado que estes mesmos estudiosos e ditos jornalistas sérios não têm a mesma disposição para fazer comentários ou estudos para os demais líderes mundias que não sabem viver num mundo em que é possível partilhar as diferenças sem o sentimento de querer governar e mandar em todas as nações.

    Parece que todos meios de comunicação estão alinhados para um único fim e comandados por um único poder.

    Triste Portugal, tão pequeno e tão incrédulo e repetitivo.

RESPONDER

Peixes estão a confundir plástico com comida e a introduzi-lo na cadeia alimentar

Um estudo norte americano divulga que várias espécies de peixes estão a "introduzir" na sua cadeia alimentar o plástico, por confundirem com comida. Todos os anos mais de oito milhões de toneladas de resíduos de …

Carrinha atropela várias pessoas nas Ramblas, em Barcelona. Imprensa local avança mais de dez mortes

Uma carrinha atropelou hoje dezenas de pessoas na zona turística das Ramblas, em Barcelona, fazendo vários feridos, anunciou a polícia espanhola. As autoridades já confirmaram que se trata de um atentado terrorista. Uma furgoneta branca atropelou …

Governo declara estado de calamidade pública

O Governo vai declarar o estado de calamidade pública face à "previsão do agravamento" nos próximos dias do risco de incêndio, nos distritos do interior das regiões Centro e Norte e alguns concelhos do distrito …

Cientistas criam teste sanguíneo que deteta cancro a partir de ADN

Investigadores anunciaram terem desenvolvido um teste sanguíneo capaz de detetar precocemente vários tipos de cancro, ao localizar material genético derivado de células tumorais. Investigadores anunciaram ter desenvolvido um teste sanguíneo capaz de detetar precocemente vários tipos …

Marcelo e Costa visitam Pedrógão, PSD quer é saber onde está o dinheiro

Dois meses depois do maior incêndio de Portugal, o Presidente da República e o primeiro ministro visitam o local. A oposição exige, por sua vez, saber "o que tem sido feito com o dinheiro doado". O …

Um ano depois, Rúben aguarda justiça (e nem o dinheiro aliviou a dor)

Um ano depois das agressões em Ponte de Sor, a mãe de Rúben Cavaco diz que o filho ainda espera justiça e que continua sem compreender porque razão os gémeos iraquianos tiveram imunidade diplomática. A mãe …

As bactérias percebem o ambiente como os humanos

As bactérias, assim como os seres humanos, sentem o ambiente, uma descoberta que pode levar ao desenvolvimento de melhores medicamentos contra infecções bacterianas, revelaram cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder, nos Estados Unidos. A descoberta, …

Sismo em Lisboa (o mais forte dos últimos 45 anos) não fez feridos

O sismo registado hoje pelas 07:44 em Sobral de Monte Agraço, Lisboa, não provocou danos pessoais ou materiais, e foi "sentido com intensidade máxima III na escala de Mercalli modificada", adiantou o Instituto Português do …

Sem-abrigo "herói de Manchester" acusado de roubar vítimas do atentado

Ficou conhecido como um dos "heróis de Manchester" depois de ter ajudado as vítimas do atentado terrorista que matou 22 pessoas, após um concerto de Ariana Grande, mas, afinal, terá roubado as vítimas do ataque. Chris …

"Dinossauro Frankenstein" pode ser o elo perdido entre herbívoros e carnívoros

Uma equipa de cientistas acredita ter resolvido o mistério sobre o chamado "dinossauro Frankenstein", um esqueleto encontrado no Chile, em 2015, que parecia ser composto por partes de espécies diferentes. Um novo estudo, publicado na Royal …