Putin disposto a dar asilo político ao ex-diretor do FBI

José Cruz / ABr

Vladimir Putin, Presidente da Rússia

Vladimir Putin, Presidente da Rússia

O presidente russo disse, esta quinta-feira, que está disposto a conceder asilo político ao ex-diretor do FBI James Comey, caso este seja perseguido pela justiça norte-americana.

Vladimir Putin comparou a situação do ex-diretor do FBI, que terá gravado uma conversa com o presidente Donald Trump, com a do especialista informático Edward Snowden, a quem a Rússia concedeu asilo em 2013, depois de este ter revelado sistemas de vigilância dos serviços secretos dos Estados Unidos.

“O que o diferencia de Snowden?”, questionou Putin, acrescentando que considera “muito estranho que um chefe dos serviços secretos grave uma conversa com o chefe de Estado sobre uma suposta ingerência russa nas eleições e que a passe para os meios de comunicação social através de um amigo”.

O chefe do Kremlin, que respondia a perguntas dos cidadãos na sua “linha Direta”, voltou a recusar as acusações de ingerência russa no processo das eleições presidenciais dos Estados Unidos e assegurou que James Comey não apresentou provas das declarações recentes que fez perante o Comité de Inteligência do Senado.

“Disse que nós influenciámos as mentes dos norte-americanos para que votassem de determinada forma”, disse Putin, comentando que “isso acontece em todo o mundo com a propaganda dos Estados Unidos”.

Se pegar num mapa do mundo, em qualquer ponto do planeta podemos ver a influência dos Estados Unidos”, frisou.

“O que diferencia então Comey de Snowden?”, questionou. Se é verdade que gravou as conversas e as entregou aos meios de comunicação social, “então não era um chefe dos serviços secretos, era um defensor dos direitos humanos que defende uma determinada posição”, frisou.

“Por isso, a Rússia está disposta a dar-lhe asilo político caso venha a ser perseguido. E ele deve ser informado disto”, concluiu.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …