Punir as crianças quando mentem não funciona

As crianças são mais inclinadas a dizer a verdade para agradar a um adulto ou por estarem convencidas de que é a coisa certa a fazer. Se quer que o seu filho diga a verdade, é melhor não ameaçar puni-lo se ele mentir.

Esta é a conclusão de investigadores, na sequência de uma simples experiência realizada com 372 crianças de quatro a oito anos.

Em que consistia a experiência?

A equipa de cientistas, liderada pela professora Victoria Talwar, do Departamento de Psicopedagogia e Psicologia da Universidade de McGill, deixou cada criança sozinha durante um minuto numa sala onde um brinquedo foi colocado em cima de uma mesa atrás dela.

A criança foi instruída para não olhar para o brinquedo na ausência do investigador.

Entretanto, uma câmara de vídeo filmava a cena dentro do quarto.

Quando o investigador voltou perguntou à criança: “Durante a minha ausência voltaste-te para ver o brinquedo?

Ciência Hoje

A professora Victoria Talwar, do Departamento de Psicopedagogia e Psicologia da Universidade de McGill, EUA

A professora Victoria Talwar, do Departamento de Psicopedagogia e Psicologia da Universidade de McGill

O que descobriram os investigadores?

Um pouco mais de dois terços das crianças olharam para o brinquedo (67,5% ou 251 crianças dos 372 participantes). Quanto mais velhas eram, menos tendiam a fazê-lo.

Quando os investigadores perguntaram às crianças se tinham olhado para o brinquedo, dois terços mentiam (167 crianças ou 66,5%).

Quanto mais velhas, mesmo que apenas um mês, mais propensas eram a mentir e a sustentar a sua mentira.

O que mais chamou a atenção dos investigadores?

As crianças eram mais propensas a mentir se estavam com medo de ser punidas do que se os investigadores lhes pedissem para dizer a verdade para agradar a um adulto ou por ser a coisa certa que as faria sentirem-se bem.

Os investigadores descobriram, como esperavam, que se as crianças mais novas eram mais propensas a dizer a verdade para agradar a adultos, as mais velhas tinham assimilado melhor as normas de conduta que as levaram a dizer a verdade por ser a coisa certa a fazer.

“Em suma, punir uma criança não a incentiva a dizer a verdade“, diz Victoria Talwar, investigadora principal do estudo.

“Na realidade, pode ter o efeito oposto. Esta informação pode ser útil para todos os pais de crianças pequenas e para os profissionais que trabalham com elas, como professores, que desejam encorajar os mais pequenos a serem honestos”.

Ciência Hoje

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “Pesquisa” e “pesquisador” são termos usados no Brasil em contextos científicos. Sempre ouvi dizer, e me lembro de ler, “investigação” e “investigador”. Apesar de correcto, não gosto nada desta moda recente. Se acham que o «novo acordo ortográfico» poderá servir de desculpa para esta anormalidade desenganem-se… Nada muda. Em Portugal, uma investigação científica continua a ser feita por um investigador.

RESPONDER

Professor detido por violar aluna menor dentro de escola em Faro

Um professor de 55 anos foi detido, nesta quarta-feira, por suspeitas de ter violado uma aluna de 14 anos no interior de uma escola do concelho de Vila Real de Santo António, no distrito de …

Governo vira-se para Rio para mudar a lei e garantir o novo aeroporto

O Governo está a preparar uma alteração à Lei para evitar que o projecto do novo aeroporto do Montijo seja chumbado. Uma medida que passará, necessariamente, pela necessidade de um entendimento entre PS e PSD …

"Entretenimento saudável". Santa Casa desvaloriza estudo sobre raspadinhas

O Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desvalorizou a investigação da Universidade do Minho que aponta para o vício das raspadinhas. Esta sexta-feira, um artigo científico publicado na The Lancet alertou para …

"Diga-lhe para ligar ao FBI". Autocarro com a cara do príncipe André circula em Londres

Um autocarro escolar, com a cara do príncipe André, andou a circular por Londres, esta sexta-feira, numa campanha da advogada Gloria Allred para pressionar o filho da Rainha a falar com o FBI. Esta sexta-feira, um autocarro …

Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no …

FC Porto recorre do castigo de um jogo à porta fechada

O FC Porto vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada, aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ofensa a um agente desportivo. "O FC Porto vai recorrer …

Moita Flores investigado por corrupção. Antigo PJ fala em "coincidência" com empréstimo aos filhos

Francisco Moita Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária e ex-presidente da Câmara de Santarém, está a ser investigado por suspeitas de corrupção. Há transferências de dinheiro de uma construtora para empresas a que esteve ligado …

SOS Animal vai constituir-se assistente no processo contra João Moura

A SOS Animal anunciou, esta sexta-feira, que se vai constituir assistente no processo criminal contra o cavaleiro tauromáquico detido, na quarta-feira, por suspeitas de maus-tratos a cães em Monforte, no distrito de Portalegre. Em comunicado, a SOS …

SMS de Rangel revelam teia de corrupção na Relação de Lisboa. Juiz Vaz das Neves tem empresa contra a lei

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, que foi constituído arguido na Operação Lex, tem uma empresa que se dedica à arbitragem extrajudicial de conflitos, o que constitui uma violação …

Presidente da PwC esteve em Lisboa para controlar danos do Luanda Leaks

O presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC) esteve em Lisboa, há duas semanas, para controlar os danos provocados pelo caso Luanda Leaks. Bob Moritz, presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC), esteve em Lisboa, há duas semanas, para perceber até …