PSP fez ajuste direto de 113 mil euros com empresa que doou viseiras

António Cotrim / Lusa

O Jornal de Notícias escreve na sua edição impressa desta segunda-feira que a PSP fez três ajustes diretos no valor de mais de 113 mil euros com uma empresa de Sintra que tinha antes feito uma doação à força policial, situação que pode ser ilegal e implicar sanções do Tribunal de Contas.

Foi em meados de março que o superintendente chefe da PSP Magina da Silva, recém-nomeado diretor nacional da força policial, anunciou a compra de 19.500 viseiras à fábrica da Apametal, sediada em Sintra, que por sua vez ofereceria mais 500.

“Vamos comprar 19.500 viseiras e o [empresário Adriano Lourenço da Apametal] vai oferecer-nos 500. Na guerra e nas crises temos de nos desenrascar. Não será pela falta de equipamento de proteção que os polícias estarão mais expostos”, disse o responsável da PSP em declarações no programa “Prós e Contras”.

Em junho e julho, detalha o Jornal de Notícias, foram publicados no Portal Base três contratos por ajuste direto entre a PSP e a Apametal.

Um primeiro para a compra de duas mil máscaras com viseiras (8.000 euros), um segundo por um “número indeterminado” do mesmo produto (78.000 euros) e um último para a compra de barreiras de proteção em policarbonato para locais de atendimento ao público (27.500 euros) – ao todo, totalizam mais de 113.000 euros.

Confrontada pelo Jornal de Notícias, a Direção Nacional da PSP disse que a compra destes produtor ocorreu no âmbito da lei “que estabeleceu um regime excecional de contratação pública” devido à pandemia de covid-19.

“O processo aquisitivo foi devidamente formalizado e documentado”, diz fonte oficial.

E acrescenta: a empresa em causa “manifestou livremente a vontade de doar 1.000 viseiras à PSP”, e, por isso, a polícia emitiu a declaração prevista no Estatuto dos Benefícios fiscais que “salvaguarda que um operador que tenha procedido a qualquer donativo possa constituir-se como parte” numa futura aquisição.

Segundo o mesmo jornal, a Apametal já “doou 15 mil máscaras com viseiras de proteção a diferentes entidades”, como hospitais, corporações de bombeiros e cadeias. Vendeu ainda viseiras ao Município de Sintra (no valor de mais de 36.920 euros), e proteções de balcão em acrílico ao Instituto de Formação Profissional (13.417 euros).

Situação pode ser ilegal

Segundo João Pacheco Amorim, professor de contratos públicos na Faculdade de Direito do Porto, a doação e os posteriores ajustes diretos podem configurar uma ilegalidade, podendo levar a sanções do Tribunal de Contas.

A doação à PSP, explicou ao jornal, “não está abrangida pela lei do mecenato”, pois esta polícia “não tem atribuições nos domínios social e cultural, desportiva ou ambiental ou educacional”. Por isso, considerou, “devia ter sido aberto um procedimento concursal”.

O negócio entre a PSP e a Apametal poderá ser alvo de sanções por parte do Tribunal de Contas, além da “restituição ao Estado do montante em causa”.

O Código dos Contratos Públicos, recorde-se, proíbe os ajustes diretos com entidades privadas que tenham feito ofertas.

O Jornal de Notícias detalha ainda que a Apametal adaptou a sua produção para fabricar produtos de proteção individual durante a pandemia, tendo recebido a visita do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, em abril, e no mês seguinte recebeu o líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bayern Munique vence Sevilha e conquista a Supertaça Europeia

O Bayern Munique conquistou, esta quinta-feira, a Supertaça Europeia, ao derrotar o Sevilha por 2-1, em Budapeste, na Hungria. Os alemães do Bayern Munique conquistaram a Supertaça Europeia pela segunda vez ao derrotarem os espanhóis do …

Sporting 1-0 Aberdeen | "Leão" eficaz segue para o play-off

O Sporting foi eficaz e assegurou uma vaga no “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa. Na noite desta quinta-feira, num embate relativo à 3ª pré-eliminatória da competição, os “leões” bateram o Aberdeen …

A NASA descobriu uma nova forma de aterrar em segurança na Lua

A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar a aterragem na Lua e em Marte muito menos arriscada - e já tem planos de testá-lo numa missão futura. De acordo com o TechCrunch, o …

Rio Ave elimina Besiktas e está no play-off da Liga Europa

O Rio Ave venceu os turcos do Besiktas, esta quinta-feira, no desempate por grandes penalidades (4-2), após o 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, seguindo em frente na competição. Em …

Dois dinossauros morreram como as vítimas de Pompeia. Foi há 125 milhões de anos, na China

Um grupo de arqueólogos na China acabou de descobrir dois fósseis de uma nova espécie de dinossauro, que estiveram presos no subsolo por 125 milhões de anos devido a uma erupção vulcânica pré-histórica. Os investigadores …

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na Bíblia

Os textos da Bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …

Autoeuropa confirma que não irá renovar contrato a 120 trabalhadores

A administração da fábrica de automóveis Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, confirmou, esta quinta-feira, que não vai renovar os contratos a termo de 120 trabalhadores ligados à produção dos veículos MPV (Multi-Purpose Vehicle). "A Autoeuropa reafirmou a …

Glaciar na Islândia "escondia" bombardeiro norte-americano da 2ª Guerra Mundial

Os destroços de um bombardeiro norte-americano B-17 Flying Fortress que colidiu com o glaciar Eyjafjallajökull durante a II Guerra Mundial estão gradualmente a aparecer à medida que a geleira recua devido às alterações climáticas. De acordo …

40 anos depois, assassino de John Lennon pede desculpa pelo crime "desprezível"

Mark David Chapman, o homem que assassinou John Lennon, diz que matou o ex-Beatle por "raiva e ciúmes" e pediu desculpa a Yoko Ono, 40 anos depois. Em 1980, Chapman atingiu John Lennon com quatro tiros …

Reportado o primeiro caso de parkinsonismo após infeção de covid-19

Um homem de 45 anos de Israel revelou sintomas da doença de Parkinson (parkinsonismo) logo depois de ter sido infetado com a covid-19. Tal como frisa o portal IFL Science, os vírus foram já muitas …