PSG paga 40 milhões por Vitinha. “Não é caro e é muito bom jogador”

José Coelho / Lusa

O Paris Saint-Germain estará a ultimar com o FC Porto a transferência de Vitinha. O médio português deverá rumar ao campeonato francês num negócio de 40 milhões de euros, o valor da sua cláusula de rescisão – é pouco, concordam os parisienses e os portistas.

Depois da confirmação da saída de Fábio Vieira para o Arsenal, por 35 milhões de euros, mais 5 milhões em objectivos, o FC Porto prepara-se para vender mais um jogador. A saída de Vitinha para o Paris Saint-Germain (PSG) pode estar por horas, segundo a imprensa desportiva.

O jornalista italiano Fabrizio Romano, que costuma dar, em primeira mão, algumas das transferências mais marcantes do mercado de futebol, assegura que o PSG já chegou “a um acordo” com o jogador e que os parisienses estão, agora, “a preparar a papelada” para oficializar o negócio.

Romano salienta que o PSG deverá pagar o valor da cláusula de rescisão de Vitinha que é de 40 milhões de euros. O clube de Paris nem hesita em pagar esta quantia por um reforço que “é considerado um “jogador de ponta” para o presente e o futuro“, como vinca o jornalista italiano.

Vitinha deverá, assim, tornar-se na primeira contratação de Luís Campos que, recentemente, assumiu o cargo de director desportivo do PSG.

O médio de 22 anos foi uma das grandes figuras do FC Porto na conquista da dobradinha no final da temporada 2021/2022 e será uma grande perda para a equipa de Sérgio Conceição.

De resto, o treinador estaria interessado em manter Vitinha no plantel, o que pode alimentar as feridas no seu relacionamento com a SAD que já vinha sendo marcado pelo desagrado com a saída de Luis Díaz para o Liverpool em Janeiro.

“Não é caro e é muito bom jogador”

Em França, os adeptos já rejubilam com a contratação de Vitinha. “Não é caro para o Paris e é muito bom jogador“, constata um fã do PSG num comentário no jornal L´Équipe que vinca que o internacional português “pode ser a surpresa do recrutamento parisiense deste Verão de 2022″.

Já os adeptos portistas ficam tristes com a notícia, considerando que “desportivamente falando, a saída do Vitinha é um rude golpe na espinha dorsal da equipa”. “Vitinha trouxe uma qualidade que já não víamos no Porto desde o Moutinho” e “permitiu ao treinador outras dinâmicas”, escreve o comentador do Porto Canal Fábio Benídio no seu perfil do Twitter.

Além disso, “40 milhões, independentemente de ser a cláusula, é pouco“, considera ainda Benídio.

  Susana Valente, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.