PSD vai propor eliminação do adicional ao IMI

Tiago Petinga / Lusa

O deputado do PSD Duarte Pacheco

O PSD anunciou, esta terça-feira, que vai propor a eliminação do adicional ao Imposto Municipal sobre Imóveis – que ficou conhecido como ‘imposto Mortágua’ por ter sido anunciado pela deputada do Bloco de Esquerda e não pelo Governo –, justificando que se trata de um ataque ao investimento quando o país já não vive em austeridade.

“Em sede de Orçamento do Estado vamos propor a sua eliminação, o país já está sobrecarregado de impostos”, afirmou o deputado social-democrata Duarte Pacheco, em conferência de imprensa no Parlamento.

Referindo que o novo imposto sobre o imobiliário que as pessoas estão a receber em casa para pagar no mês de setembro “corresponde a um ataque às poupanças, um ataque ao investimento, um ataque à classe média“, o deputado considerou que “se a austeridade tinha sido removida, se o período de emergência tinha sido ultrapassado, não há razão, a não ser uma razão ideológica” para a sua cobrança.

O adicional ao Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) – também conhecido por “imposto Mortágua”, por ter sido anunciado pela deputada do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua, e não pelo Governo – deverá chegar em setembro a 211.690 contribuintes, revelou na semana passada o Diário de Notícias.

Esta será a primeira vez que o Ministério das Finanças irá aplicar este imposto, previsto no Orçamento do Estado para 2017. Os proprietários terão de pagar uma taxa de 0,7% sobre valores imobiliários que excedam os 600 mil euros e de 1% sobre imóveis que ultrapassem o valor de um milhão de euros.

Os sociais-democratas justificaram a tomada de posição no dia de hoje por ser este o momento em que os contribuintes estão a receber as notas de liquidação para pagarem o imposto.

O PSD, que votou contra a criação do adicional ao IMI, alertou ainda que a cobrança do imposto terá como consequência que “potenciais investidores, aqueles que estavam a regressar a Portugal a fazer com que Portugal voltasse a ter mercado imobiliário em dinamismo (…) possam afastar-se e possam fugir” para outros países.

Para Duarte Pacheco o novo imposto não faz sentido quando a emergência nacional foi ultrapassada e lamentou que “mais uma vez a classe média seja chamada a contribuir com dezenas, centenas de milhares de euros para os cofres, é o preço que o PS paga ao BE para se manter no poder”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Salgado disposto a pagar à massa falida do GES para ficar isento de cumprir pena

Ricardo Salgado está disposto a pagar à massa falida do GES para ser dispensado de cumprir pena no processo que o irá julgar por três crimes de abuso de confiança, segundo a contestação da defesa …

PJ detém 12 pessoas por suspeitas de corrupção na Câmara de Loures

Entre os detidos pela Polícia Judiciária (PJ) estão dois empreiteiros, um arquiteto, um empresário ligado a uma obra particular e oito fiscais. Através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no âmbito de inquérito dirigido …

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …

Parlamento vai ouvir Medina e ministro dos Negócios Estrangeiros

Fernando Medina e Augusto Santos Silva vão ser ouvidos no Parlamento sobre o caso da partilha de dados pessoais de ativistas russos. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro dos Negócios …

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …