PS admite “forte possibilidade” de confinamento durar até final de março

José Sena Goulão / Lusa

À saída da reunião com Marcelo Rebelo de Sousa, PS admite confinamento geral até final de março, PCP diz que estado de emergência não é solução e BE pede mais apoios para as famílias.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, termina esta quarta-feira mais uma ronda de audiências com os partidos políticos, antes de enviar ao parlamento o projeto de decreto que renova o estado de emergência até 1 de março.

Depois de ter ouvido na terça-feira, por videoconferência, a Iniciativa Liberal, Chega, PEV, PAN e CDS-PP, o chefe de Estado termina a ronda de audiências à distância com o PCP, BE, PSD e PS, a partir do Palácio de Belém.

Em declarações ao programa “Casa Comum” da Rádio Renascença, o secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, admitiu que há uma “forte possibilidade” de o confinamento geral se manter até ao final de março.

“O mais provável é o confinamento manter-se. Ainda hoje [quarta-feira] temos a audiência com o sr. Presidente da República, não quero antecipar-me a esse diálogo, mas tudo leva a crer que o confinamento se manterá, pelo menos, até meados de março e com forte possibilidade de até ao fim de março”, disse José Luís Carneiro.

No entanto, o socialista alertou para o impacto do confinamento na saúde mental das pessoas e no aumento dos casos de violência doméstica.

“Há sempre que, mesmo mantendo nesta fase o confinamento, ter a noção clara de que o excessivo confinamento tem efeitos dramáticos do ponto de vista social e não menos dramáticos do ponto de vista económico”, salientou.

PCP: Estado de emergência “não é solução”

Por sua vez, Jerónimo de Sousa confirmou que o PCP vai votar contra a renovação do estado de emergência.

“Este estado de emergência, com os objetivos e conteúdos que comporta, já ninguém acredita que será a solução para o problema dramático que estamos a viver”, disse o secretário-geral do PCP à saída da audiência com o Presidente da República.

Dando como exemplo a questão das repercussões na saúde mental, Jerónimo argumenta que o confinamento dá pouca atenção à dimensão económica e social da crise pandémica, sendo muito centrado nas medidas restritivas.

“Alertámos o sr. Presidente porque pode ser tarde demais para milhares de empresários que não sabem o que fazer da sua vida e simultaneamente para a necessidade da reabertura logo que possível das escolas, mas também das atividades culturais e desportivas”, acrescentou.

BE pede mais apoios sociais

Já Catarina Martins, à saída da reunião, apelou para que haja um reforço nos apoios às famílias, temendo os efeitos de um confinamento prolongado.

“Parece-nos inaceitável que o Governo esteja a poupar à conta das vítimas da crise, prejudicando mesmo o combate à pandemia”, disse a coordenadora do BE, citada pelo jornal Expresso.

Catarina Martins entende que as questões dos apoios sociais e do investimento nos serviços públicos na linha da frente da pandemia são mais urgentes que nunca. A bloquista diz que os atuais apoios deixam muitos portugueses de fora e criam “dificuldades burocráticas”.

“Muitas pessoas que perderam rendimento não têm acesso a apoio social ou não têm acesso a um apoio com um mínimo de dignidade”, atirou, lembrando que na próxima semana serão votadas propostas do partido no Parlamento, nomeadamente a prorrogação do subsídio social de desemprego e salário a 100% para pais quando têm que ficar em casa com os filhos.

PSD: “Continuar com o estado de emergência é indiscutível”

O presidente do PSD defendeu que o confinamento se deverá manter até se atingir o número de infetados e risco de transmissão definidos por técnicos, e reiterou o voto a favor do estado de emergência.

“Continuar com o estado de emergência é indiscutível, definir os números em que se desconfina – número de infetados e valor do R [indicador que mede o nível de transmissão] – e preparar desde já a testagem em massa, diria eu, preferencialmente através da saliva, se tecnicamente for viável”, defendeu Rui Rio, em declarações aos jornalistas, na sede nacional do PSD, em Lisboa, no final da reunião com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que decorreu por videoconferência.

Questionado se o país poderá ter de confinar durante mais dois meses, como admitiu o Governo, o líder do PSD reiterou que o importante será definir previamente os critérios com base nos quais o país poderá desconfinar, escusando-se a avançar ele próprio com números – “não sou técnico” – e apontando a intervenção do epidemiologista Manuel Carmo Gomes na terça-feira, na reunião do Infarmed, como um exemplo.

Acompanhado pelo vice-presidente do PSD André Coelho Lima, Rio afirmou que “naturalmente” o partido votará na quinta-feira a favor da renovação do estado de emergência, como sempre fez.

“Votámos sempre a favor, conscientes da gravidade da situação em Portugal, não tinha qualquer lógica não o fazer agora”, salientou.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E depois não se esqueçam de abrir fornteiras ao turismo e deixar entrar todo o cão e todo o gato para nos trazer o virus.
    Na Páscoa os espanhóis gostam muito de vir por cá. Não se esqueçam de os deixar entrar.

RESPONDER

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …

Edição de 2021 da Web Summit recebe 40 mil participantes. Moedas como presidente não será problema

Evento, que se realiza entre 1 e 4 de Novembro, volta a decorrer em formato presencial depois de em 2020 a pandemia ter transferido as atividades para o ambiente digital. O presidente executivo da Web Summit, …

Alunos carenciados com desempenho inferior aos dos mais favorecidos

Mesmo tendo acesso a meios digitais, o desempenho dos alunos carenciados foi sempre “inferior” aos dos seus colegas oriundos de meios mais favorecidos.  Segundo noticia o Público, esta é uma das principais conclusões a que chegou …

José Rendeiro condenado a três anos e seis meses de prisão efetiva

Embaixador jubilado Júlio Mascarenhas acusa o BPP de o ter convencido a investir num produto com juros e capital garantido num momento em que o banco já atravessava sérias dificuldades. O antigo presidente do Banco Privado …

Cantor R. Kelly declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual

O cantor norte-americano R. Kelly foi esta segunda-feira declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual, após um julgamento em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América (EUA), que decorreu durante seis semanas, no qual …

"A FIFA engloba 211 países e 133 nunca estiveram num Mundial"

Arsène Wenger apresenta argumentos para defender a realização de um campeonato do mundo de dois em dois anos. O novo calendário FIFA continua a originar reacções e entrevistas. Arsène Wenger falou sobre as propostas - a …

Responsáveis do Lar do Comércio acusados por 67 crimes de maus tratos

O Ministério Público (MP) imputou 67 crimes de maus tratos, 17 deles agravados por resultarem em morte, a um ex-presidente e a uma diretora de serviços do Lar do Comércio, em Matosinhos. Num processo em que …

Sporting: espanhóis analisam o "maior" Haaland

Avançado do Borussia Dortmund apresenta recordes que, nem Messi, nem Cristiano, tinham. O Sporting entra em campo para a segunda jornada da Liga dos Campeões, diante de um Borussia Dortmund que tem no seu plantel uma …

Escola proíbe alunos de levarem almoço de casa. Ministério da Educação fala em “recomendação”

Interpretações distintas das normas emitidas pelo Ministério da Educação e a inexistência de equipamentos para aquecer as refeições em linha com as recomendações de segurança motivadas pela covid-19 podem estar na origem da decisão. Os alunos …