PS acusa PSD e CDS de fazerem “coligações negativas” contra autarcas socialistas

(dr) PSocialista / Flickr

José Luis Carneiro

O PS acusou hoje o PSD e o CDS-PP de se prepararem para fazer “coligações negativas” contra os autarcas socialistas e adiantou que anunciará a maioria dos seus candidatos autárquicos até à primeira quinzena de abril.

Estas posições foram transmitidas pelo secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, em conferência de imprensa, na Assembleia da República, depois de PSD e CDS-PP terem apresentado publicamente na terça-feira um acordo político para as eleições autárquicas.

José Luís Carneiro acusou as direções do PSD e do CDS-PP de não terem feito acompanhar o anúncio das suas coligações “de um contributo sobre o futuro do desenvolvimento do Poder Local democrático”.

“O anúncio desta coligação não trouxe uma única proposta, uma única ideia sobre a visão para o desenvolvimento local. Tirando o detalhe contabilístico, PSD e CDS-PP limitaram-se a dizer que estariam contra o PS e contra os autarcas socialistas. Por não estarmos perante uma ideia, uma visão e uma proposta sobre o desenvolvimento local, consideramos que esta é uma coligação negativa”, salientou o “número dois” da direção do PS.

Questionado sobre a proposta do PSD no sentido de se adiar de setembro/outubro para novembro/dezembro as eleições autárquicas, José Luís Carneiro voltou a rejeitá-la.

“Não deixa de ser curioso que quem antecipa calendários sobre autárquicas tem precisamente como proposta o adiamento das eleições autárquicas. No entender do PS, esse adiamento não serve os interesses democráticos”, disse.

Interrogado sobre os calendários já definidos pelo PS em relação às eleições autárquicas, José Luís Carneiro respondeu que, “até ao fim de março, ou primeira quinzena de abril, estará definido o essencial das candidaturas” socialistas.

“Mas, antes das candidaturas, há um trabalho programático, que tem a ver com a história do PS no Poder Local democrático e com os grandes compromissos das nossas candidaturas”, afirmou.

No mês de abril, por ocasião das comemorações da fundação do PS, segundo José Luís Carneiro, “serão divulgadas as marcas” deste partido “no Poder Local democrático desde 1976”.

“Vamos mostrar como os autarcas socialistas, por todo o país, foram capazes de trabalhar com as populações na edificação de infraestruturas de água, saneamento, de transportes rodoviários, mas também nas infraestruturas escolares, de saúde e de habitação. O PS esteve na erradicação das barracas em grandes centros urbanos e nos investimentos em qualificação e inovação económica local”, sustentou.

Por esta altura também, de acordo com o secretário-geral adjunto dos socialistas, “serão apresentadas as linhas programáticas fundamentais do partido para as eleições autárquicas”.

“Depois da visão programática apresentada, aparecerão então as protagonistas e os protagonistas para entregarem as suas vidas ao desenvolvimento das comunidades locais”, acrescentou.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Violência contra as mulheres é "uma pandemia", alerta ONU

Uma década após a criação da Convenção de Istambul, o marco dos tratados de direitos humanos para acabar com a violência de género, as mulheres enfrentam um ataque global aos seus direitos e segurança, alertaram …

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …

Reino Unido quer reconhecer animais como seres com sentimentos

O Governo britânico anunciou um amplo plano de defesa dos animais que inclui medidas como o reconhecimento dos animais como seres com sentimentos, a proibição da exportação de animais vivos e da importação de troféus …

PAN rejeita "via verde" para o Governo (e admite travar próximo Orçamento "se necessário")

O PAN não pretende oferecer “uma via verde para o Governo fazer o que bem entender” e admite mesmo travar o Orçamento de Estado "se for necessário". As palavras são da presidente do Grupo Parlamentar do …

Bloco quer administração da RTP nomeada pela Assembleia da República

O Bloco de Esquerda fez várias propostas à revisão do contrato de concessão do serviço público de rádio e televisão. Do lado dos trabalhadores da RTP, a proposta foi arrasada. O Governo colocou em consulta pública, …

Decisão da insolvência da Groundforce pode demorar dois meses. Salários de maio em risco

Os salários de maio de 2400 trabalhadores da Groundforce devem ser pagos dentro de duas semanas, mas é grande a probabilidade de que isso não aconteça, à semelhança do que ocorreu em fevereiro, elevando as …

Pedro Nuno Santos garante que investimento público em redes de nova geração vai avançar

Pedro Nuno Santos garantiu, na quinta-feira, que o “investimento público” em redes de comunicações eletrónicas “vai avançar”, de forma a levar conectividade às regiões do país onde as redes das operadoras privadas não chegam. O ministro …

PPP hospitalares geraram poupanças para o Estado

O Tribunal de Contas publicou um relatório em que sustenta não ter dúvidas sobre as vantagens que as parcerias público-privadas (PPP) na saúde trouxeram ao Estado, ao longo da última década. Os hospitais em parceria público-privada …

Banco de Fomento está a integrar trabalhadores do antigo BPN

O Banco Português de Fomento está a recrutar colaboradores do antigo BPN para desempenhar funções técnicas, numa altura em que a Parvalorem, onde estão integrados, solicitou ao Executivo o estatuto de empresa em reestruturação. Segundo apurou …

PAN começa a ser julgado por falsos recibos verdes

O PAN vai começar a ser julgado este mês devido ao caso dos falsos recibos verdes. O partido enfrenta três processos judiciais, sendo que o arranque do julgamento do primeiro está marcado para 17 de …