Próximo ano letivo terá mais funcionarios nas escolas

O ministro da Educação disse hoje no parlamento que está a ser revista a portaria de rácios que afeta auxiliares às escolas para que no próximo ano letivo “possa chegar às escolas o reforço que é importante chegar”.

“Colocámos nas escolas 300 novos assistentes operacionais, mas é importante para nós cumprir o que está na lei do Orçamento do Estado. Estamos a trabalhar para rever e para pôr em prática, para que no início do próximo ano letivo possa chegar às nossas escolas o reforço que é importante chegar, e adequar os critérios de afetação do pessoal não docente”, disse o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, no parlamento.

A equipa do Ministério da Educação está esta tarde a ser ouvida pelos deputados da comissão parlamentar de Educação e Ciência, numa audição regimental. A falta de assistentes operacionais nas escolas foi um tema abordado por vários deputados da comissão e reconhecido pelo ministro.

“Estamos a trabalhar e queremos que esta portaria de rácios, tal como estava escrito no OE2017, seja uma realidade para que exista um reforço do pessoal não docente nas nossas escolas”, disse Tiago Brandão Rodrigues.

Já no final da audição, a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, esclareceu que a revisão da portaria de rácios vai contemplar uma majoração na afetação de assistentes às escolas com alunos com Necessidades Educativas Especiais, vai ter em conta o espaço físico do estabelecimento e vai assegurar uma redução do número de alunos por assistente.

Alexandra Leitão disse que será necessário contratar funcionários, mas o ministério ainda não tem fechado o número exato de contratações.

O ministro foi ainda questionado sobre o impacto no setor da Educação do programa do Governo para reduzir a precariedade no Estado, com a deputada Joana Mortágua a referir a insuficiência dos três mil professores vinculados no âmbito da vinculação extraordinária quando existem sete mil colocações em horários anuais e completos nas reservas de recrutamento – as bolsas de colocação de professores nas escolas que se seguem aos concursos anuais.

Tiago Brandão Rodrigues recordou que já se tinha comprometido na comissão parlamentar a estudar novos momentos de vinculação extraordinária para professores, admitindo que venha a existir também uma vinculação extraordinária para os docentes do ensino artístico especializado.

“Dissemos que isso era uma preocupação e não tendo sido possível que estes docentes entrassem no momento de vinculação anterior, onde entraram três mil docentes, ter oportunidade também avaliar a possibilidade de termos uma vinculação extraordinária para estes docentes”, disse Brandão Rodrigues, depois de a deputada do Bloco de Esquerda Joana Mortágua ter afirmado que não se poderia invocar um “argumento financeiro” para bloquear este processo, dado estar em causa menos de uma centena de professores.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Refugiados em greve de fome por falta de condições em campo bósnio

Centenas de refugiados de um campo improvisado em Vucjak, na Bósnia, estão em greve de fome pelo segundo dia consecutivo para protestar contra a situação degradante em que se encontram. Os refugiados no campo improvisado …

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …