Provas do Êxodo israelita descrito na Bíblia podem ter sido descobertas

Domínio Público

Pintura de Eckersberg (1783–1853) que ilustra os israelitas a descansar após a travessia do Mar Vermelho.

Arqueólogos encontraram o que podem ser as primeiras provas do Êxodo israelita do Egipto, através do Mar Vermelho e sob a liderança de Moisés, conforme vem descrito na Bíblia.

A veracidade do Êxodo, o evento bíblico que descreve a libertação do povo de Israel do Egipto, como é descrito na Bíblia, é discutida há Séculos, entre historiadores e académicos. Mas, finalmente, os arqueólogos Ralph K. Hawkins e David Ben-Shlomo, da Universidade de Averett, nos EUA, podem ter encontrado provas de que o Êxodo aconteceu mesmo.

Hawkins e Ben-Shlomo têm realizado escavações no sítio arqueológico de Khirbet el-Mastarah, no Vale do Rio Jordão, a alguns quilómetros de Jericó, território palestiniano. Já tinham encontrado vestígios de ruínas antigas deixadas por povos nómadas e agora, acreditam que pode ter sido o povo israelita a fugir do Egipto.

“Não provamos que estes campos são do período dos primeiros israelitas, mas é possível”, salienta Ben-Shlomo em declarações ao jornal britânico Express. “Se são, encaixa-se na história bíblica dos israelitas vindos do Leste do Rio Jordão, e depois atravessando o Jordão e entrando na região montanhosa do que veio a ser Israel, mais tarde”, acrescenta o arqueólogo.

As escavações revelaram ruínas e fragmentos de cerâmica que datam de há entre 1000 a 1400 Antes de Cristo, reportando à Idade do Ferro, o que os coloca no período em que se acredita que decorreu o Êxodo bíblico, conforme relatam no artigo publicado na revista Biblical Archaeology Review.

“Locais como Khirbet el Mastarah e outros semelhantes no Vale do Jordão parecem aparecer de repente – pelo menos, a partir de material de pesquisa – durante a Idade do Ferro”, aponta Ben-Shlomo no Express. E “uma vez que esta área não é densamente habitada em muitos períodos, isto pode indicar um novo fenómeno, como nómadas a criarem de repente um assentamento ou uma nova população”, conclui.

As amostras do solo do local foram enviadas para análise, para testar, nomeadamente, “a acumulação de electrões que ficam presos ao longo dos anos, e que só são libertados por radiação de luz”, pelo que podem “revelar a idade da estrutura”, realça o jornal britânico.

Amostras do interior das paredes das ruínas vão ser analisadas quanto a “níveis elevados de fósforo” que indicariam a acumulação de esterco animal no interior dos edifícios, explica ainda o diário.

Os resultados chegarão dentro de alguns meses, mas chegar às provas concretas e irrefutáveis de que estamos perante sinais do Êxodo pode ser “difícil”, como destaca Ben-Shlomo, frisando que é preciso encontrar evidências culturais e, neste caso, há “diferentes grupos” que partilham traços “demasiado similares”.

SV, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Portanto… encontraram uns vestígios ténues de presença humana num certo sítio…
    semelhantes aos milhares que se encontram um pouco por todo o lado !
    Daí a concluírem que pertenceu a um assentamento dos judeus nómadas ainda vai muito …
    e então de que se trata dos judeus fugidos… e ainda por cima do Egipto … !

    Ah, como a imaginação vôa !

  2. Comecemos pelo nome da revista “Biblical Archaeology Review”. Logo aí cheira a juizo em causa própria. Espero que possuam um bom sistema de validação cientifica, isento e funcional. No entanto há a referir que a Igreja, mediante a flagrante falta de provas, de evidências da existência de um ser superior sempre assumiu que Deus não é testável e por tal “a ciência não entra no mérito de Deus”. No entanto sempre que aparece uma suposta “prova cientifica” (papiros do mar- morto, sudário de Turim, este assunto, etc) agarra-se a ela com unhas e dentes e aí a ciência já é válida. Quando se prova que nada disso tem a ver com algo ligado ao suposto Deus, voltam imediatamente á “trincheira” do “Deus não é testável….”. Sejam, no mínimo, intelectualmente honestos.

  3. Deus nunca pediu ao homem que provasse Sua existência.
    Não é a arqueologia que deveria ter a função de provar a existência de DEUS e sim.
    O biólogo, físico, astrônomo teem muito mais evidências vivas da existência de um criador.
    Você mesmo ao olhar no espelho, na natureza, luz, água, espécies de vegetação com seus frutos, animais com suas espécies, simetria do universo, se você não crer vendo todas estas manifestações como vai crer se não ver. Deus nao precisa manifestar -se fisicamente, só quer demonstrar seu amor através da criação.
    Se o ser humano acredita ou nao,
    Deus existe do mesmo jeito.

RESPONDER

Confinado num hotel de luxo, funcionário abre 1400 torneiras a cada cinco dias

O diretor de engenharia do hotel W Barcelona, em Espanha, está a viver sozinho no estabelecimento turístico para garantir o seu pleno funcionamento até ao dia da reabertura. No âmbito das medidas impostas pelo Governo espanhol para …

Prisão preventiva para suspeito de matar estudante de psicologia em Lisboa

O suspeito de matar a estudante universitária de psicologia Beatriz Lebre, de 23 anos, ficou em prisão preventiva, depois de presente a primeiro interrogatório judicial, em Lisboa, disse à agência Lusa o advogado do arguido. Miguel …

BPI quer cobrar dívida de quase 5 milhões ao marido de Isabel dos Santos

O BPI interpôs um processo no Tribunal do Funchal, na Madeira, para cobrar uma dívida de 5 cinco milhões de euros ao marido da empresária Isabel dos Santos. A notícia é avançada este sábado pelo Diário …

Mais 13 mortes e 257 infetados. Região de Lisboa concentra 90% dos novos casos

Portugal regista este sábado 1.396 mortes relacionadas com a covid-19, mais 13 do que na sexta-feira, e 32.203 infetados, mais 257, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. Registou-se um aumento de 0,8% no …

Recibos verdes e sócios-gerentes já podem pedir apoio relativo a maio

O formulário para os trabalhadores independentes e sócios-gerentes pedirem o apoio criado no âmbito da pandemia covid-19, relativo a maio, fica hoje disponível na Segurança Social Direta, podendo ser entregue até 9 de junho. O prazo …

Director nacional da PJ defende "recompensa garantida" para Rui Pinto

O director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, realça a colaboração de Rui Pinto como tendo sido essencial para apurar a "verdade material" no caso de pirataria informática que o envolve e defende, por …

Lufthansa aceita condições do resgate. Vai ceder aviões e perder "slots"

O Governo da Alemanha e a Comissão Europeia (CE) chegaram a um acordo sobre o resgate da Lufthansa e que poderá evitar a falência da companhia aérea, anunciaram, na sexta-feira, fontes próximas das negociações e …

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …