Proposta de proibição da circuncisão gera indignação religiosa na Islândia

Na Islândia, foi apresentado um controverso projeto de lei que visa proibir a prática da circuncisão quando não se trate de uma necessidade médica.

A circuncisão é a retirada cirúrgica do prepúcio, a parte da pele que cobre a glande. Na maioria dos casos, esta intervenção é realizada por motivos religiosos, mas pode também ser feita por motivos clínicos.

O projeto de lei apresentado na Islândia prevê uma pena de prisão de seis anos para quem proceder à “remoção de parte ou de todos os órgãos sexuais masculinos”, quando esta prática não se baseie em razões de saúde.

Apresentado este mês por Silja Dögg Gunnarsdóttir, deputada autora da proposta, do Partido Progressista, o projeto de lei tem como objetivo proteger os direitos das crianças. A deputada argumenta que esta não se trata de uma questão de liberdade religiosa, porém está já a ser criticada por líderes religiosos de diferentes quadrantes.

Se este projeto de lei for aprovado, a Islândia será o primeiro país europeu a proibir legalmente a circuncisão. À BBC, a deputada frisou que “todos têm o direito de acreditar no que quiserem, mas os direitos das crianças estão acima do direito a acreditar”.

No país, esta prática é considerada uma intervenção que causa “dor severa” e envolve “mudanças permanentes no corpo da crianças”. O projeto de lei, que é rejeitado pelos líderes religiosos, abriu um debate sobre questões éticas e de direitos humanos.

As Comunidades Judaicas Nórdicas já escreveram uma carta aberta aos deputados islandeses na qual se mostram preocupadas com a proposta. “A Islândia seria o único país a banir um dos ritos mais centrais, se não o mais central, da tradição judaica nos tempos modernos”, defendem, protestando contra a proibição da circuncisão.

O imã Ahmad Seddeeq, do Centro de Cultura Islâmica da Islândia, considera que este projeto de lei vai contra a liberdade religiosa. Por sua vez, o bispo de Reiquejavique teme que se esteja a “criminalizar” as duas religiões e que, quer judeus quer muçulmanos, deixem de se sentir bem-vindos no país.

Enquanto que nos Estados Unidos a circuncisão é uma rotina, na Europa, apesar de a prática ser legal, as opiniões dividem-se. Segundo o Público, em Portugal, esta intervenção cirúrgica à nascença só acontece, regra geral, quando um problema de saúde a justifica.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Estou de acordo.
    Só não percebo, já que estava com “as mãos na massa”, porque acrescentou a palavra “masculino”, quando outra prática execrável no feminino è aa clitoridectomia, excisão e infibulação.
    E è uma mulher.

    A mutilação do corpo, em particular dos ógãos sexuais, per motivos fúteis DEVE ser banida.

    • Sem dúvida! Tem razão “ah”. Qualquer mutilação do corpo deve ser banida!
      Aliás, a circuncisão é um ato atroz, feito a sangue frio, ao 8º dia de vida e cuja dor extrema causa danos irreparáveis na psique e sistema endócrino do bebé,segundo o Prof. Dr. Roger de Menasce, que fala aprofundadamente sobre este assunto.
      Espero que quando o bebé necessite mesmo, por questões de saúde, que ao menos seja dada uma anestesia.
      http://jewishcircumcision.org – Jewish Circumcision Resource Center – esta página elucida sobre esta questão.

      • Não deixa de ser curioso, no entanto, que entre os homens mais inteligentes do mundo existam tantos judeus. Deve ser por causa dos danos irreparáveis que causa à psique e sistema endócrino…

        • Se se tivesse preocupado em saber mais, teria pesquisado o trabalho do Prof. Dr. Roger, ele próprio judeu não circuncisado, e teria constatado que ele fala também sobre esse ponto e assim, evitava dar uma de tentativa de chico esperto.

RESPONDER

Tony transformou autocarro em Arca de Noé para salvar animais do Florence

Enquanto muitos americanos fugiam do furacão Florence, um camionista de 51 anos fazia o percurso inverso com uma missão em mente. Dentro de um autocarro, Alsup transportou mais de 60 animais da costa da Carolina …

Mais de 500 rinocerontes mortos na África do Sul este ano

A caça furtiva na África do Sul causou a morte a 508 rinocerontes, entre janeiro e agosto deste ano, o que significa um decréscimo no número de espécimes caçados, em relação a 2017, anunciou o …

Número de mortos em naufrágio na Tanzânia sobe para 170

O número de pessoas que morreram no naufrágio de um navio de passageiros no lago Vitória, na Tanzânia, subiu para 170, de acordo com os meios de comunicação locais. As operações de resgate recomeçaram na manhã …

Há um satélite-pescador no espaço

O Satélite britânico RemoveDebris está a navegar no espaço desde junho e lançou com sucesso uma rede em órbita com o objetivo de capturar material que anda à deriva em redor da Terra. O satélite-pescador britânico …

Governo cumpriu “rigorosamente” acordo com setor do táxi

O Ministro Ambiente, João Matos Fernandes, disse este sábado que o governo cumpriu “rigorosamente” o acordo que assinou com a duas associações que representam os taxistas para a modernização do setor. "Não é verdade que se …

Juízes defendem acórdão que desvaloriza violação de mulher inconsciente

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses sai em defesa dos dois magistrados, um dos quais o presidente da entidade, que assinaram o acórdão que desvaloriza a gravidade da violação de uma mulher inconsciente, numa discoteca, …

Salas para maiores de 18 anos levam à demissão do director de Serralves

O director artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Ribas, demitiu-se do cargo depois de a administração ter limitado a maiores de 18 anos uma parte da exposição dedicada ao fotógrafo norte-americano Robert …

Isabel do Santos desmente ação contra João Lourenço mas processo deu entrada no Supremo

Isabel do Santos, filha do antigo Presidente da Angola, desmente ter entrado com uma ação contra o atual Presidente João Lourenço. No entanto, o processo cível contra o Estado deu entrada no Supremo. De acordo …

Arqueólogos fazem "descoberta do Século" no Tejo (e tem pimenta)

Uma equipa de arqueólogos da Câmara Municipal de Cascais, do Projeto Municipal da Carta Arqueológica Subaquática do Litoral, descobriu uma nau que terá naufragado entre 1575 e 1625, e que é considerada a “descoberta do …

ADSE adia implementação de novas regras para tentar acordo com privados

Os hospitais privados e ADSE continuam com o braço de ferro, mas, por agora, os privados não vão deixar de operar beneficiários da ADSE. O boicote anunciado esta manhã foi adiado. Esta manhã, o o semanário …