Dois programas anti-plágio atestam originalidade da tese de Sánchez

Party of European Socialists / Flickr

Pedro Sánchez, primeiro-ministro espanhol

O Governo espanhol assegurou, esta sexta-feira, que a tese de doutoramento do primeiro-ministro passou nas análises anti-plágio feitas em dois portais especializados na deteção deste tipo de anomalias.

O Executivo de Madrid publicou os resultados de dois softwares que assegura estarem entre os mais reconhecidos para detetar a possibilidade de plágio de um texto tanto a nível nacional como internacional: o Turnitin, utilizado na Universidade de Oxford (uma das mais importantes instituições de ensino do Reino Unido), e o PlagScan, que é uma referência na Europa.

A divulgação destes resultados antecedeu a publicação na Internet durante o dia de hoje do texto integral da tese de doutoramento de Pedro Sánchez.

O primeiro-ministro decidiu, na quinta-feira, dar esse passo para dissipar as dúvidas sobre a originalidade do seu trabalho levantadas pela oposição e por vários órgãos de comunicação social.

O Governo espanhol sublinha que as análises feitas “determinam que o conteúdo da tese é original, superando amplamente os estudos de coincidência” feitos.

Sánchez tinha negado veementemente que tenha plagiado a sua tese de doutoramento, garantindo que eram “rotundamente falsas” as dúvidas lançadas pelo líder político de um partido da oposição que depois foram desenvolvidas pela imprensa.

O presidente do Cidadãos (direita liberal), Albert Rivera, tinha solicitado na quarta-feira, num debate no Parlamento espanhol, que Sánchez tornasse pública o seu trabalho de fim de curso, para acabar “com as suspeitas”, considerando que há “dúvidas razoáveis” sobre a publicação da sua tese.

Em seguida, o ABC (um jornal identificado com os valores de centro-direita) publicou na quinta-feira que o primeiro-ministro espanhol “copiou na sua tese artigos publicados por professores da Universidade de Cádis e da [Universidade] Carlos III anos antes”.

O jornal acrescentava que a tese apresentada em 2012, sobre a diplomacia económica do governo do ex-primeiro-ministro José Luís Zapatero, era até agora “zelosamente guardada”, tendo Sánchez “durante anos” recusado mostrá-la publicamente.

Até agora, o trabalho de Sánchez, que tem 342 páginas e está na biblioteca da Universidade Camilo José Cela, na localidade de Villanueva de la Cañada, arredores de Madrid, apenas podia ser consultado, depois de preenchido um formulário, não sendo autorizadas a realização de cópias.

Alguns analistas defendem que toda esta onda de fraude e plágios em trabalhos académicos (incluindo o que levou à demissão da ministra da Saúde esta semana) estão a minar a credibilidade do Governo espanhol. Aliás, há quem adiante mesmo que há risco de eleições antecipadas se as suspeitas não se dissiparem.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ilhas Faroé fecham para "manutenção". Turistas só podem entrar se "vierem ajudar"

As Ilhas Faroé, território autónomo sob a coroa dinamarquesa, isolado no Atlântico Norte entre a Islândia e a Noruega, vão estar fechadas para "manutenção" 26 e 27 de abril. Na ilha vivem 50 mil habitantes e …

Documentário "low cost" afirma que Jesus era, afinal, um filósofo grego

O documentário Bible Conspiracies (Conspirações Bíblicas, em tradução livre), disponível na Amazon Prime desde novembro de 2017, tem dado que falar. Durante o filme, realizado em 2016, são proferidas várias afirmações que contrariam o que …

Choupette já é a gata mais rica do mundo e pode herdar fortuna de Karl Lagerfeld

A gata do estilista Karl Lagerfeld, Choupette, pode ser uma das beneficiárias da sua fortuna de mais de 170 milhões de euros. Não é que o felino precisasse, já que tem, só por si, um …

Gravuras rupestres descobertas na Serra da Gardunha

Um conjunto de rochas com gravuras rupestres foi descoberto na Serra da Gardunha, Fundão, e a primeira análise indica que serão do período entre o Calcolítico e a Idade do Bronze, disse o arqueólogo Martinho …

Cinco telemóveis são apreendidos por dia nas prisões portuguesas

O número de apreensões de telemóveis, drogas e armas brancas nas prisões portuguesas caiu em 2018. Ainda assim, foram confiscados 1934 aparelhos, o que dá uma média superior a cinco por dia. Para os guardas prisionais, …

Estado vai dar incentivo de 250 euros para compra de bicicletas elétricas

Visando impulsionar o uso de veículos mais verdes, o Governo vai conceder um incentivo de 250 euros para a compra de uma bicicleta elétrica. Os detalhes das novas regras deverão ser anunciadas já nos próximos …

Lisboa em primeiro lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir

A capital portuguesa subiu do 10.º para o 1.º lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir, da PricewaterhouseCoopers, avança a Visão. Lisboa foi alvo de uma ascensão sem precedentes, subindo do 10.º para o …

O Sol vai brilhar e os termómetros vão chegar aos 26 graus este fim de semana

As temperaturas máximas vão subir e o fim de semana promete ser solarengo, com os termómetros a chegarem aos 26 graus Celsius. A temperatura máxima vai subir nos próximos dias em Portugal continental, com a máxima …

Lidl deixa de vender sacos de plástico em Portugal

O Lidl Portugal vai deixar de vender sacos de plástico em todas as suas lojas no mercado português até ao final do ano, medida que será faseada e arranca em maio na região Norte, anunciou …

As mulheres ganham menos 2464 euros do que os homens por ano

Em média, as mulheres em Portugal ganham menos 176 euros por mês do que os homens. Anualmente, cria-se um fosso de 2464 euros, segundo dados de 2017 acedidos pelo Diário de Notícias. O diário avança estes …