Dois programas anti-plágio atestam originalidade da tese de Sánchez

Party of European Socialists / Flickr

Pedro Sánchez, primeiro-ministro espanhol

O Governo espanhol assegurou, esta sexta-feira, que a tese de doutoramento do primeiro-ministro passou nas análises anti-plágio feitas em dois portais especializados na deteção deste tipo de anomalias.

O Executivo de Madrid publicou os resultados de dois softwares que assegura estarem entre os mais reconhecidos para detetar a possibilidade de plágio de um texto tanto a nível nacional como internacional: o Turnitin, utilizado na Universidade de Oxford (uma das mais importantes instituições de ensino do Reino Unido), e o PlagScan, que é uma referência na Europa.

A divulgação destes resultados antecedeu a publicação na Internet durante o dia de hoje do texto integral da tese de doutoramento de Pedro Sánchez.

O primeiro-ministro decidiu, na quinta-feira, dar esse passo para dissipar as dúvidas sobre a originalidade do seu trabalho levantadas pela oposição e por vários órgãos de comunicação social.

O Governo espanhol sublinha que as análises feitas “determinam que o conteúdo da tese é original, superando amplamente os estudos de coincidência” feitos.

Sánchez tinha negado veementemente que tenha plagiado a sua tese de doutoramento, garantindo que eram “rotundamente falsas” as dúvidas lançadas pelo líder político de um partido da oposição que depois foram desenvolvidas pela imprensa.

O presidente do Cidadãos (direita liberal), Albert Rivera, tinha solicitado na quarta-feira, num debate no Parlamento espanhol, que Sánchez tornasse pública o seu trabalho de fim de curso, para acabar “com as suspeitas”, considerando que há “dúvidas razoáveis” sobre a publicação da sua tese.

Em seguida, o ABC (um jornal identificado com os valores de centro-direita) publicou na quinta-feira que o primeiro-ministro espanhol “copiou na sua tese artigos publicados por professores da Universidade de Cádis e da [Universidade] Carlos III anos antes”.

O jornal acrescentava que a tese apresentada em 2012, sobre a diplomacia económica do governo do ex-primeiro-ministro José Luís Zapatero, era até agora “zelosamente guardada”, tendo Sánchez “durante anos” recusado mostrá-la publicamente.

Até agora, o trabalho de Sánchez, que tem 342 páginas e está na biblioteca da Universidade Camilo José Cela, na localidade de Villanueva de la Cañada, arredores de Madrid, apenas podia ser consultado, depois de preenchido um formulário, não sendo autorizadas a realização de cópias.

Alguns analistas defendem que toda esta onda de fraude e plágios em trabalhos académicos (incluindo o que levou à demissão da ministra da Saúde esta semana) estão a minar a credibilidade do Governo espanhol. Aliás, há quem adiante mesmo que há risco de eleições antecipadas se as suspeitas não se dissiparem.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Chapéu de Indiana Jones bate recorde em leilão

O icónico chapéu da personagem Indiana Jones rendeu 443 mil euros num leilão em que 600 objetos de culto foram vendidos na quinta-feira em Londres, superando as estimativas dos especialistas. Entre os 600 itens disponíveis para …

Infarmed já tem substituto para medicamento de Parkinson que esgotou

O Infarmed, Autoridade Nacional do Medicamento, garantiu uma alternativa ao Sinemet, medicamento para a doença de Parkinson que está esgotado nas farmácias portuguesas. "Na sequência das diversas reuniões com as empresas que têm medicamentos nesta área, …

Outono chega no domingo com temperaturas de verão

O outono começa no domingo com temperaturas acima dos 30 graus Celsius, podendo aproximar-se dos 40 nas regiões da Beira Baixa, Alentejo e Vale do Tejo, segundo Ricardo Tavares, do Instituto Português do Mar e …

Sánchez disposto a ir ao senado explicar “erro numa passagem” do seu livro

O primeiro-ministro espanhol disse, esta quinta-feira, que está disposto a ir ao senado explicar o "erro numa passagem" de um livro que escreveu e que "vai ser corrigido", avisando a oposição que vai continuar a …

Empresa austríaca cria método que transforma plástico em petróleo

A companhia petrolífera austríaca OMV apresentou esta quinta-feira um inovador procedimento que permite a produção de petróleo a partir de resíduos de plástico - material que é precisamente fabricado a partir deste recurso natural. A inovadora …

José Sócrates promete escrever um livro sobre a "traição" do PS

O ex-primeiro-ministro socialista compara a sua situação com a do ex-Presidente brasileiro Lula da Silva. A única diferença, segundo José Sócrates, é que "o PT manteve-se sempre ao lado de Lula". Numa entrevista ao Folha de …

Em nome da ciência, polvos tomaram ecstasy (e houve muito amor à mistura)

O que é que acontece quando um polvo consome drogas, mais concretamente ecstasy? Cientistas norte-americanos tiveram a oportunidade de realizar essa experiência. De acordo com o Science Alert, a equipa de investigadores deu MDMA, substância psicotrópica …

Recapitalização da CGD faz disparar défice de 0,9% para 3%

Sem a recapitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD), o défice orçamental de 2017 situar-se-ia nos 0,9% do Produto Interno Bruto (PIB). Mas o cheque de quase 4 mil milhões de euros que o Governo …

Jovem foi violada quando estava inconsciente. Tribunal fala em "sedução mútua"

Uma jovem de 26 anos foi violada por dois indivíduos quando estava desmaiada, numa discoteca em Vila Nova de Gaia. A Relação do Porto entendeu que os criminosos não devem ser condenados a uma pena …

7 dos 10 políticos mais ricos de Portugal são do PS. Basílio tem 11 milhões

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, tem um património superior a 11,5 milhões de euros, sendo assim o político em funções mais rico de Portugal. Os dados são avançados pela revista Sábado …