Professores podem recuperar o tempo na totalidade ou faseadamente

Mário Cruz / Lusa

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues

Os professores vão poder optar por recuperar o tempo do congelamento na totalidade ou faseadamente entre 2019 e 2021 no que toca à progressão das carreiras.

Os professores vão poder optar entre recuperar de uma vez só o período do congelamento para progredir na carreira ou faseadamente entre 2019 e 2021, de acordo com a legislação aprovada esta quinta-feira.

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que estende às carreiras especiais da função pública – aquelas em que o tempo é relevante para efeitos de progressão – um mecanismo semelhante ao que foi aprovado para os educadores de infância e professores dos ensinos básico e secundário, dando aos professores a possibilidade de optar por esta nova solução.

Questionado pela Lusa sobre as diferenças entre uma e outra opção, fonte oficial do Ministério da Educação precisou que a solução que já está em vigor apenas para os professores permite-lhes “recuperar os 2 anos, 9 meses e 18 dias, na sua totalidade, no momento em que ocorra a subida ao escalão seguinte, contabilizado depois de 1 de janeiro de 2019”.

Já a opção pelo regime agora aprovado para as carreiras verticais, nomeadamente dos militares, magistrados, GNR e oficiais de justiça, permite-lhes “recuperar os 2 anos, 9 meses e 18 dias de forma faseada”, com “um terço desse tempo a 1 de junho de 2019, um terço a 1 de junho de 2010 e um terço a 1 de junho de 2021”.

“Esta possibilidade permitirá aos docentes escolherem a opção que se apresente mais favorável na progressão das suas carreiras”, precisou ainda o Ministério da Educação.

As diferenças entre um e outro decreto-lei indicam que a carreira dos professores é a única que poderá recuperar o tempo do congelamento de uma vez só, enquanto para as restantes a medida será implementada de forma faseada.

O diploma aprovado permite aos militares, magistrados, elementos da GNR e oficiais de justiça recuperarem o equivalente a 70% do tempo necessário para progredirem ou seja, 70% do tempo de serviço correspondente ao módulo padrão de progressão da carreira e categoria em que se encontram.

O número de anos, meses e dias que resultar da aplicação desta fórmula (que é igual á que foi usada pano caso dos professores) será dividido em três fases, com a primeira a ser atribuída em 1 de junho deste ano, a segunda um ano depois e a terceira em 01 de junho de 2021.

As regras agora aprovadas podem, por opção dos professores, ser-lhes aplicadas em vez das que resultaram do diploma que foi aprovado para os docentes – sendo que este último, por decisão do PCP, BE e PSD, vai ser alvo de apreciação parlamentar.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Este ministro anda à toa.
    Podem recuperar já tudo, mas se quiserem, vá lá, podem recuperar em 3 tranches!
    Que sublimes inteligências! E os totós somos nós.

  2. Passado este tempo, ainda não há como pedir o tempo faseado. Questionei e a resposta é que não está legislado. Mais uma vez não passa de palavras…

RESPONDER

"Totalmente depauperado". Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente "depauperado". Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 …

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …

Depois de ter sido expulsa da Hungria, universidade criada por George Soros reabre na Áustria

A Universidade da Europa Central, criada pelo bilionário George Soros em Budapeste, na Hungria, em 1991, foi expulsa do país depois que o primeiro-ministro Viktor Orbán a acusou de promover valores liberais no país, incluindo …

Bloco defende fim de portagens nas ex-Scut do interior

A coordenadora do BE defendeu esta segunda-feira, no Porto, o fim das portagens nas ex-Scut do interior do país e a necessidade de "rever" as parcerias público-privadas rodoviárias por serem "absolutamente lesivas para os cofres …

Jovem muçulmana de Tavira já tem equipamento para jogar basquetebol

A jovem atleta do Clube de Basquetebol de Tavira, impedida de alinhar num jogo no passado domingo, já possui o equipamento que lhe permite jogar segundo as regras da modalidade e da religião muçulmana. Fátima Habib …

Presidente da Catalunha começa a ser julgado por desobediência

O presidente do Governo regional da Catalunha reconheceu, esta segunda-feira, que não cumpriu a ordem da comissão nacional de eleições espanhola de remover os símbolos separatistas alegando ser "ilegal" e de cumprimento "impossível". "Sim, eu desobedeci", …

Um restaurante acabou de abrir a um quarteirão da Casa Branca. Chama-se "Comida de Imigrante"

Um restaurante chamado "Immigrant Food" ("Comida de Imigrante") abriu a um quarteirão da Casa Branca. O local quer fazer com que ajudar imigrantes seja tão fácil como pedir comida de um menu. Assim, além de comida, …