Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, as pessoas começam a atentar a este problema.

Num artigo publicado estar terça-feira, a Vice dá como exemplo o filme “Mundo Jurássico: Reino Caído”, estreado em 2018, cuja produção custou 300 milhões de dólares, mas que acabou por nunca corresponder às expectativas do público e das críticas.

O filme dirigido por Juan Antonio Bayona envolveu muito mais trabalho do que maior parte das pessoas possa imaginar. A sua preparação começou em 2015 e envolveu viagens pelos Estados Unidos, Barcelona, Peru e Equador. Foram feitas ainda gravações em Inglaterra e no Havai. Resumindo, foram feitas vários quilómetros de avião, emitindo quantidades inimagináveis de dióxido de carbono.

E o fenómeno estende-se também ao pequeno ecrã. De acordo com a British Academy Film Awards, uma hora de televisão produzida no Reino Unido produz 13 toneladas de dióxido de carbono. Nos EUA, o cinema e a televisão equivalem a 15 milhões de toneladas.

Além desta poluição “passiva”, por assim dizer, há outra ainda mais preocupante. Nomeadamente no filme “Piratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam Histórias”, de 2017, a equipa de produção alegadamente atirou lixo químico ao mar, potencialmente contaminando a água local. No entanto, este é apenas um exemplo de vários casos da indústria norte-americana do cinema.

“Uma única equipa de produção pode comprar milhões de dólares, se não dezenas de milhões, de produtos para um programa”, conta Emille O’Brien, fundadora da Earth Angel, um serviço de consultoria que pretender tornar as produções de Hollywood mais amigas do ambiente.

(dr) Earth Angel

“A indústria tem um problema com o lixo. Nós estamos a resolvê-lo”.

Todos os cenários são produzidos com impacto, pegada de carbono, muitos recursos humanos”, disse Zena Harris, fundadora do Green Spark Group, outra empresa consultora semelhante à Earth Angel. “Quando Hollywood anda por aí, eles têm a capacidade de falar com o público, de falar sobre o assunto. Mas você não pode falar sobre isso se não estiver a fazê-lo”, explicou.

O uso de madeira de Lauan nos cenários, por exemplo, facilita toda a logística de produção, mas tem um impacto enorme na natureza. Especialmente porque, segundo O’Brien, esta madeira é frequentemente recolhida de florestas tropicais e é “um grande fonte de desflorestação“.

A mudança da mentalidade na indústria de Hollywood poderia acontecer mais facilmente se o público o exigir. Contudo, O’Brien diz que é improvável isso verificar-se. “Ninguém vai escolher ver um filme só porque a sua produção foi feita de forma sustentável”, realçou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …