Procurador militar para casos de assédio suspenso por ataque sexual

SpeakerBoehner / Flickr

-

O principal procurador do exército dos EUA para os casos de assédio sexual foi suspenso por alegações de ter apalpado uma advogada que trabalha consigo e tentado beijá-la, informaram hoje fontes militares.

Esta suspensão representa o mais recente embaraço para os militares norte-americanos, que se confrontam com uma série de ataques sexuais, o que já motivou vários apelos a mudanças radicais no seu sistema de justiça.

As alegações foram noticiadas em primeiro lugar pelo jornal Stars and Stripes e confirmadas à agência noticiosa AFP por dirigentes militares, que falaram sob anonimato.

As alegações envolvem o tenente-coronel Joseph Morse, que dirige o serviço especial da procuradoria para as vítimas de ataques sexuais, violência doméstica e crimes sobre crianças.

A advogada militar alegou que Morse a apalpou e tentou a beijar contra sua vontade.

Este alegado incidente terá ocorrido em 2001, num quarto de hotel, durante uma conferência jurídica sobre ataques sexuais, em Alexandria, no Estado da Virgínia, antes de Morse ser indicado para o seu atual posto.

Morse tinha sido o principal procurador no caso criminal contra o sargento Robert Bales, que se declarou culpado de um assassínio em massa de civis em 2012.

O caso permanece sob investigação e ainda não foi deduzida qualquer acusação.

“Podemos confirmar que este assunto está sob investigação e que o indivíduo em questão foi suspenso das suas funções e aguarda o resultado da investigação”, disse uma fonte militar, citada pela AFP.

“Uma vez que este é um caso aberto, estamos impedidos de fornecer qualquer informação adicional neste momento”, adiantou esta fonte, sob anonimato.

Relatos de ataques sexuais entre as fileiras militares norte-americanas aumentaram 60% em 2013, com responsáveis da defesa a explicarem o aumento pela maior confiança as vítimas em que os seus casos sejam tratados de forma consequente.

Cerca de 5.400 casos de ataques sexuais foram reportados no ano orçamental 2013 (01 de outubro a 30 de setembro), que comparam com 3.374 relatados um ano antes, segundo o Pentágono.

Uma série de casos de ataques sexuais entre os militares nos últimos dois anos ganhou tamanha notoriedade que o Presidente Barack Obama já exprimiu a sua condenação a este propósito.

O Congresso tem em agenda para a sessão de hoje a votação da retirada aos comandantes militares da autoridade para decidir se os ataques sexuais e outros crimes devem ir a tribunal.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …

Para eliminar "veneração do Ocidente", China quer retirar livros de Bill Gates e Steve Jobs das listas de leitura

Este mês, as autoridades chinesas ordenaram que os livros "que veneram as ideias ocidentais" e "abraçam todas as coisas estrangeiras" fossem removidos das listas de leitura e das bibliotecas nas escolas primárias e secundárias.  De acordo …

De Ronaldo a Félix. Seleção pode perder oito jogadores com a Superliga

Se a Superliga Europeia avançar, assim como as ameaças da UEFA, a seleção das quinas poderia ficar sem oito jogadores, tendo em conta a última convocatória para os jogos de qualificação para o ​​​​​​​Mundial 2022. A …

Covid-19. Ensaio clínico promove reinfeção de adultos para estudar imunidade

Cientistas da Universidade de Oxford pretendem reinfetar dezenas de pacientes adultos com a covid-19, num estudo que visa perceber os limites da imunidade e os efeitos do novo coronavírus sobre o corpo a partir do …

Linha de Fundo: Luta a dois e outros combates

Dragões de olho no líder. Benfica e Braga perdem terreno. E mais um golpe perfeito de Telma Monteiro, visto da Linha de Fundo. A noite dos guarda-redes SC Farense 0 - 1 Sporting CP (Pedro Gonçalves …

Fim da era Castro em Cuba. Raúl substituído na liderança do Partido Comunista por Diaz-Canel

O Partido Comunista de Cuba elegeu o Presidente do país, Miguel Diaz-Canel, para suceder a Raúl Castro como primeiro-secretário do partido, no último dia do seu congresso, que decorreu esta segunda-feira. Segundo relatou a agência Reuters, …

Governo e Câmara do Porto suspendem concessão do Coliseu e vão custear obras de 3,5 milhões

O Coliseu do Porto vai sofrer obras no valor de 3,5 milhões de euros, que vai ser suportado de igual forma pelo Governo e pela Câmara Municipal, ficando suspensa a concessão do espaço a privados. "Vamos …

Jesuítas vão criar fundação para compensar descendentes de escravos

Os jesuítas, ordem de padres católicos que se serviram de trabalho escravo durante mais de um século, vão reunir cem milhões de dólares (mais de 83 milhões de euros) como expiação pela sua participação na …

Governo do Cambodja acusado de usar covid-19 para estabelecer uma "ditadura totalitária"

Uma nova lei estabelecida no Cambodja define que quem violar as regras para controle da pandemia de covid-19 pode apanhar até 20 anos de prisão, medida que coloca o país "em direção a uma ditadura …

Rússia vai abandonar a Estação Espacial Internacional em 2025

Decisão foi aprovada em 12 de abril durante uma reunião do Presidente russo Vladimir Putin com líderes da indústria espacial do país. A Rússia vai informar os seus parceiros internacionais que vai abandonar o projeto da …