Príncipe germânico foi enterrado com seis mulheres em redor de um caldeirão

Wessex Archaeology / Flickr

Um cemitério pertencente a um senhor de alto estatuto foi descoberto na Saxónia-Anhalt, perto de Brücken-Hackpfüffel, numa escavação que os arqueólogos estão a descrever como a mais importante dos últimos 40 anos da história da Alemanha.

O antigo túmulo data de 1.500 anos e apresenta um arranjo incomum: um caldeirão no seu centro cercado pelos restos mortais de seis mulheres desconhecidas.

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, o túmulo provavelmente pertencia a um príncipe germânico. O estatuto do indivíduo a quem o túmulo foi dedicado reflete-se no design e no conteúdo do complexo.

O extravagante túmulo contém os restos mortais de vários animais, incluindo gado, cães e 11 cavalos, bem como valiosos artefactos de ouro e prata. Além disso, o túmulo é cercada por 40 a 60 outras sepulturas.

O maior mistério do sítio arqueológico, que foi descoberto acidentalmente durante a construção de um galinheiro, é a colocação de um caldeirão de bronze no seu centro circundado pelos túmulos de seis corpos femininos.

Os restos mortais da figura importante a quem se destina o túmulo ainda não foram encontrados – mas os investigadores têm os seus palpites. “Ainda não encontrámos o príncipe em pessoa. Mas talvez as suas cinzas estejam no caldeirão de bronze”, disse Susanne Friederich, arqueóloga do Museu Estadual de Pré-história de Halle.

Os cientistas suspeitam que o cemitério central foi construído num túmulo com as sepulturas individuais externas adicionadas ao redor dele posteriormente.

Embora seja muito cedo para determinar porque é que as seis mulheres ao redor do caldeirão foram enterradas dessa forma, há uma série de explicações possíveis.

As mulheres poderiam ser concubinas ou devotas do falecido príncipe. Porém, os investigadores ainda precisam de determinar a forma como as mulheres morreram, o que pode apontar se foram sacrificadas involuntariamente ou se se suicidaram voluntariamente para acompanhar o príncipe na morte como num tipo de culto.

Até agora, as estimativas de quando o cemitério foi criado variam entre 480 e 530. Isso significa que o sepultamento teria sido na época da queda do Império Romano, o que levou muitas tribos germânicas a invadir os antigos territórios romanos.

Os arqueólogos também descobriram artefactos notáveis dentro do complexo do cemitério. Entre os mais notáveis estava uma série de vestimentas elaboradamente detalhadas – que os cientistas dizem indicar a presença de uma tribo germânica -, uma espada, um escudo feito de ferro e uma moeda de ouro com o imperador romano oriental Zenão, que viveu por volta de 480.

Os investigadores também descobriram uma pequena estatueta que se acredita ter a forma de um deus germânico e que se estima ser ainda mais antiga do que o próprio túmulo, possivelmente datando de há 1.800 anos.

Os arqueólogos acreditam que o túmulo era protegida de saqueadores pela sua localização numa cavidade natural que ficou coberta pela Terra ao longo dos milénios. As camadas de sujidade agiam como um escudo protetor, escondendo o tesouro de artefactos históricos no seu interior.

Enquanto os arqueólogos continuam o seu trabalho no local, a localização exata da escavação do túmulo antigo ainda não foi revelada.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

Responder a PL Cancelar resposta

Navio australiano filma meteoro a desintegrar-se no céu da Tasmânia

O navio de pesquisa científica da CSIRO capturou imagens surpreendentes de um meteoro a desintegrar-se no oceano, muito perto da Tasmânia. Na quarta-feira, o navio de pesquisa científica da CSIRO capturou um meteoro a desintegrar-se no …

Afinal, o Espaço não é assim tão escuro. Há brilho de origem desconhecida

Uma equipa de cientistas usou a New Horizons para medir a luminosidade do Espaço profundo e os resultados surpreenderam-na. Há muito tempo que os cientistas tentam perceber qual a luminosidade do Espaço, se lhe retirarmos todas …

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …