Encontrado o primeiro fragmento de crânio de um Denisovano, o primo dos Neandertais

Um pedaço de um crânio de Denisovano foi identificado pela primeira vez. Esta é uma contribuição dramática para as amostras conhecidas de um dos ramos mais obscuros da árvore genealógica dos hominídeos.

Bence Viola, paleoantropólogo da Universidade de Toronto, irá apresentar a descoberta, ainda não publicada, na próxima reunião da Associação Americana de Antropólogos Físicos, em Cleveland, Ohio, no final de março.

Muito pouco se sabe sobre os Denisovanos, um ramo extinto de homininos que era um grupo-irmão dos Neandertais. Apenas quatro Denisovanos terão sido identificados – todos de uma caverna na Sibéria.

O primeiro Denisovano foi descrito em 2010 a partir do fragmento de um dedo mindinho, e mais três foram identificados a partir dos dentes. Esta peça de crânio, escavada há cerca de três anos na mesma caverna da Sibéria, representa um quinto indivíduo.

“É muito bom que finalmente tenhamos fragmentos como este”, disse Viola. “Não é um crânio cheio, mas é um pedaço de crânio. Comparado ao dedo e aos dentes, é bom tê-lo.” Mas dificilmente é um esqueleto completo.

A nova descoberta consiste em dois fragmentos de ligação das costas, lado esquerdo do osso parietal, que forma os lados e o teto do crânio. Juntos, medem cerca de oito por cinco centímetros.

A análise de ADN prova que a peça é Denisovano, embora seja demasiado antiga para datar com técnicas de radiocarbono. Viola e os colegas compararam os fragmentos aos restos de humanos modernos e neandertais, embora Viola não esteja disposta a discutir os detalhes do que aprenderam até que o trabalho seja publicado.

“É apenas um pequeno fragmento. É tão importante aumentar as esperanças de que um material ainda mais completo será recuperado”, disse Chris Stringer, paleoantropólogo do Museu de História Natural de Londres, no Reino Unido.

Infelizmente, a nova descoberta não é grande o suficiente para identificar outros crânios encontrados noutros lugares sem informação genética para confirmar o diagnóstico.

Os investigadores ainda estão à espera de uma descoberta como esta, o que provavelmente ajudaria a aumentar a sua coleção e compreensão sobre os Denisovanos. Os cientistas acham que os hominídeos extintos já percorreram a Ásia, mas como a maioria dos fósseis não é suficientemente preservada para permitir análises genéticas, tem sido difícil identificar os Denisovanos noutros lugares.

Em 2017, alguns investigadores perguntaram-se se dois crânios parciais encontrados na China poderiam ser Denisovano, mas ainda não está confirmado. “Deveria ser possível ver quão bem este novo achado combina com fósseis chineses, que pessoas como eu especularam que poderiam ser de Denisovanos”, diz Stringer.

PARTILHAR

RESPONDER

NASA dedica novo telescópio a Nancy Grace Roman, a "mãe" do Hubble

A NASA renomeou o telescópio Wide Field Infrared Probing Telescope (WFIRST) em homenagem a Nancy Grace Roman, a mãe do Hubble. A NASA batizou o seu telescópio espacial de última geração, atualmente em desenvolvimento, - o …

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …