Descoberto novo ancestral humano graças à inteligência artificial

(dr) Johannes Krause / Museum of the Krapina Neanderthals

Recriação de uma cena da vida de um grupo de Neandertais

Uma equipa de cientistas espanhóis identificou a pegada de uma nova espécie de hominídeos até agora desconhecida no genoma do povo asiático. Segundo uma recente investigação, este ancestral humano é fruto do cruzamentos entre neandertais e denisovanos. 

O estudo, esta semana publicada na revista Nature Communications, recorreu à inteligência artificial e, utilizando a algoritmos e métodos estatísticos, conseguiu consolidar a hipótese de uma terceira espécie extinta que coexistiu com humanos após uma parte da população de homens modernos ter abandonado África.

De acordo com Jaume Bertranpetit, professor de Biologia da Universidade Pompeu Fabra (Barcelona) e do Instituto de Biologia Evolutiva, e um dos investigadores principais deste estudo, a ideia passava “simplesmente por tentar investigar o genoma das diferentes populações humanas atuais”.

A presença de genes neandertais e denisovanos em humanos até agora encontrada, não justificava a atual composição do genoma: “Precisávamos de um terceiro grupo, o que seria fundamental para explicar o genoma das populações asiáticas”, explicou Bertranpetit.

A comunidade científica concorda que todos os humanos modernos são geneticamente relacionados entre si numa profundidade de tempo de 300 mil anos e que compartilham uma raiz africana comum. Apesar de haver consenso nestes dois pontos, ainda se discutem os encontros entre os humanos modernos e os diferentes hominídeos já extintos, que conviveram na Eurásia. O novo estudo vem “elucidar” alguns aspetos desta convivência.

Composição das populações terá de ser reconstruida

Se há dez anos se descobriu com surpresa a falange do dedo de uma menina cujo genoma provou a existência de um hominídeo até então desconhecido – o Denisovan -, nos últimos anos descobriu-se que tanto o homem moderno como o de Neandertal se cruzaram com esta espécie recém-descoberta.

E, a nova descoberta aponta nesse sentido, mostrando que o cruzamento de neandertais e denisovanos era generalizado e, muito provavelmente, originou um novo hominídeo que, por sua vez, se terá cruzado mais tarde com os seres humanos atuais.

“[Os dados] encaixam com o híbrido que foi descoberto neste verão. Acreditamos que não foi apenas um indivíduo, mas antes uma população híbrida inteira”, sustentou o biólogo. Os resultados agora alcançados significam que “toda a composição das populações anteriores à chegada dos humanos modernos terá de ser complemente reconstruida”, rematou.

Além disto, e de acordo com o especialista, a nova investigação deixa a porta aberta para a descoberta de outras espécies de hominídeos: “Não está descartado que não houvesse mais [espécies]”, alertou Para Bertranpetit, o uso do deep learning (algoritmos de aprendizagem automática) trará “grandes surpresas no futuro”.

Claro é que com apenas dois grupos de hominídeos – neandertais e denisovanos – não é possível explicar a atual composição do genoma humano. Com três grupos, “possibilidades explicativas máximas” foram alcançadas, acrescenta o investigador.

ZAP // RT

PARTILHAR

RESPONDER

Líderes falam em abstenção e apelam ao voto. Está "um dia maravilhoso para votar"

Cerca de 10,7 milhões de eleitores vão eleger os 21 deputados ao Parlamento Europeu. À boca das urnas, foram vários os líderes políticos que exerceram o seu direito de voto apelando à participação dos portugueses. A …

Se o mundo vivesse como os portugueses os recursos naturais acabavam hoje

Os recursos naturais da Terra chegavam este domingo ao fim se todas as pessoas do planeta consumissem como os portugueses. Na União Europeia, a Estónia e a Dinamarca já esgotaram os recursos em março passado.  Os …

Mais 67 mil eleitores votaram até ao meio-dia, mas a percentagem de afluência caiu

Até ao meio-dia deste domingo, votaram quase mais 67.000 eleitores face às eleições para o Parlamento Europeu de 2014, apesar de a percentagem de afluência às urnas deste ano ser inferior às últimas eleições europeias. As …

Cientistas analisaram vómito de tubarão e descobriram algo inesperado

Um estudo divulgado na terça-feira revelou que o tubarão-tigre também se alimenta de pássaros terrestres, para surpresa dos cientistas. Os tubarões são bastante ecléticos no que toca a comia. As presas vão desde peixes a invertebrados, …

ADN reúne irmãos de países diferentes fruto de uma história de amor da 2ª Guerra Mundial

André Gantois, um francês de 73 anos que passou décadas a tentar descobrir quem era o seu pai, nunca imaginou que a busca chegaria ao fim graças a uma feliz e inesperada coincidência e que …

Foram encontrados ossos de crocodilo no deserto de Israel (mas ninguém sabe como foram lá parar)

Uma equipa de arqueólogos ficou perplexa ao encontrar ossos de crocodilo no deserto de Israel. A incrível descoberta foi feita por cientistas da Universidade de Haifa, na região de Neguev – uma área desértica no …

Empréstimo da CGD a Isabel dos Santos passou por Malta, um dos paraísos fiscais europeus

Uma investigação jornalística descobriu que Isabel dos Santos controlava 13 sociedades em Malta. Uma dessas sociedades serviu para fazer o negócio com a Caixa Geral de Depósitos para a entrada na ZON. Segundo o Expresso, a …

Sérgio Conceição recusou cumprimentar Frederico Varandas. "São formas de estar diferentes"

Sérgio Conceição recusou cumprimentar Frederico Varandas quando este lhe estendeu a mão na tribuna presidencial do Estádio do Jamor. O presidente do Sporting fala em "formas de estar diferentes". Depois de ter perdido a Taça de …

Mesa de voto encerrada com portões fechados a cadeado em Montalegre

Na Junta de Freguesia de Morgade, em Montalegre, a mesa de voto estava fechada esta manhã, com os portões encerrados a cadeado. José Nogueira, presidente da Junta local, disse ao Jornal de Notícias que "tudo indica" …

Físico diz que Marte é o único planeta para onde humanos podem fugir

Segundo o físico Brian Cox, o Planeta Vermelho pode ser a única opção caso os humanos tenham de abandonar o planeta Terra. O cientista diz que "não podemos ficar aqui para sempre". O professor e apresentador …