Quarta-feira, Dezembro 12, 2018
Este é o primeiro avião a voar a vento iónico (sem hélices...

Este é o primeiro avião a voar a vento iónico (sem hélices ou turbinas)

Um grupo de engenheiros do Instituto Tecnológico do Massachussets, nos EUA, conseguiu fazer voar o primeiro avião construído sem partes móveis, como hélices ou turbinas, e que não depende de combustíveis fósseis.

A revista Nature, que publicou um artigo sobre a experiência a 21 de novembro, adianta que o avião utiliza um sistema de propulsão denominado “vento iónico” e pode abrir a porta a “um futuro com aeronaves mais silenciosas e limpas”.

A descoberta da equipa do MIT gerará “comparações inevitáveis” com o primeiro voo a motor efetuado pelos irmãos Wright há quase 115 anos. O avião de asa fixa, desenhado por uma equipa liderada por Steven Barrett, professor associado de aeronáutica e astronáutica no MIT, tem uma envergadura de cinco metros e pesa 2,45 quilogramas.

Os voos de teste realizaram-se no ginásio do Centro Atlético duPont, do MIT, o espaço interior maior que encontraram e conseguiram que a aeronave atravessasse com êxito os 60 metros de distância de uma ponta à outra. O voo foi repetido 10 vezes com um rendimento semelhante e o aparelho voou a uma altitude média de 0,47 metros.

Inspirado na saga Star Trek, que via com avidez quando era criança, Barrett relata que há nove anos começou a pensar em desenhar um sistema de propulsão para aviões que não tivesse partes móveis, como hélices, turbinas ou ventiladores.

“Fizemos voar o primeiro avião com sistema de propulsão sólido. É muito limitado, pois apenas pode voar sozinho sem carga, mas prova que pode ser feito. Há muito trabalho a ser feito para o ampliar, tornar mais eficiente e robusto o suficiente para voar no exterior”, referiu ao Público o engenheiro.

O projeto fixou-se no “vento iónico”, um princípio físico definido como impulso eletrodinâmico e identificado há décadas, que descreve um “vento” ou um impulso que pode produzir-se quando passa uma corrente entre um elétrodo fino e outro grosso. Se for aplicada a voltagem exata, o ar que existe entre os elétrodos pode produzir força suficiente para impulsionar um avião de pequeno tamanho.

O avião projetado por Barrett leva uma série de fios finos na frente da asa, que atuam como elétrodos carregados positivamente, enquanto os fios mais grossos na extremidade traseira funcionam como elétrodos negativos.

A fuselagem da aeronave tem um conjunto de baterias de polímero de lítio que fornecem 40 mil volts de eletricidade para atuar os elétrodos e, assim, gerar o “vento iónico” a partir do movimento das moléculas de ar ionizado.

A vantagem deste sistema de propulsão é que não depende de combustíveis fósseis para voar, ao contrário dos aviões de turbina, e é completamente silencioso, em contraste com as hélices dos drones.

Este primeiro voo de um avião construído sem partes móveis “abriu novas e inexploradas possibilidades para desenvolver aeronaves mais silenciosas, mecanicamente mais simples e que não produzam emissões de combustão”, explica Barrett.

Na opinião do engenheiro, a teoria de que um avião movido por “vento iónico” pode voar ficou comprovada, embora ainda haja um longo caminho a percorrer antes de um dispositivo que possa realizar “uma missão útil”. “Deve ser mais eficiente, voar mais e fazê-lo ao ar livre”, refere.

Barrett e os colegas estão a trabalhar numa forma de aumentar a eficiência do projeto, produzir mais “vento iónico” com menos voltagem e, idealmente, desenvolver uma aeronave sem um sistema de propulsão visível.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

China proíbe a venda de vários modelos de iPhone (e as ações da Apple caem)

As ações da gigante norte-americana Apple sentiram uma queda de 1,7% na bolsa de Nova Iorque depois de o Tribunal de Fuzhou, na China, ter proibido a venda de alguns modelos de iPhone no país. …

Suspeito da morte de Maëlys admite ter filmado agressões sexuais a crianças

O principal suspeito da morte da jovem lusodescendente Maëlys de Araújo admitiu ter filmado agressões sexuais contra a afilhada e a prima, de quatro e seis anos de idade, respetivamente, antes de, alegadamente, matar a …

Preço do bilhete para visitar o Taj Mahal sobe 400% (para os indianos)

Os especialistas alertam que o fluxo de pessoas está a causar danos irreversíveis ao monumento emblemático mais importante da Índia. O preço do bilhete para os visitantes indianos do Taj Mahal foi aumentado em 400%, na …

Morreu Gérman, o último habitante das ilhas Ciés

Germán Luaces Freijeiro, de 54 anos, instalou-se no arquipélago de Cíes, localizado na foz do estuário de Vigo, em meados dos anos 90 e nunca mais se voltou a mudar. Vivia sozinho naquelas ilhas onde acolhia …

Atentado no Mercado de Natal de Estrasburgo faz quatro mortos e nove feridos

Um tiroteio que ocorreu esta terça-feira na cidade francesa de Estrasburgo, no local onde ocorre o Mercado de Natal, fez pelo menos quatro mortos e nove feridos, anunciou a autarquia local. A Câmara Municipal de Estrasturgo …

Galatasaray vs Porto | Eficácia dá vitória e record de pontos

O FC Porto não abranda e somou a 12ª vitória consecutiva em todas as competições. Na deslocação ao terreno do Galatasaray, em jogo da sexta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões, os “dragões” tiveram …

"O luxo do século XXI vai ser o interior de Portugal"

O Turismo está "a cumprir bem" o seu papel no combate ao despovoamento, considera o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, que vaticina que "o luxo do século XXI vai ser o Interior de Portugal". O …

Mãe tenta vender virgindade da filha na Internet por 21 mil euros

Uma mãe pôs à venda a virgindade da filha de 13 anos na Internet por 21.200 euros. A mulher chegou a enviar fotografias de carácter sexual da filha ao comprador, mas não esperava o desfecho …

Há polícias a dormir no carro devido aos preços dos quartos

Sem dinheiro para arrendar quartos, face aos preços praticados, "há polícias a dormir dentro de carros", denuncia o Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP). Acabados de formar na Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, os …

António Lobo Antunes lamenta que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país

O escritor António Lobo Antunes lamentou que portugueses e espanhóis não sejam cidadãos do mesmo país, numa entrevista dada ao jornal catalão La Vanguardia no âmbito da Feira Internacional do Livro de Guadalajara e publicada …