Primeira “Top Gun” do Afeganistão pede asilo político aos EUA

Chama-se Niloofar Rahmani, tem 25 anos, foi a primeira mulher piloto na Força Aérea do Afeganistão, e já foi apelidada de “Top Gun” afegã.

Rahmani nasceu em Kabul, capital do Afeganistão. Aos 8 anos, já sabia que queria ser piloto. “Desde pequena, quando via um pássaro no céu, eu queria pilotar um avião”, conta à AFP.

Aos 19 anos, alistou-se num programa de treino da força aérea afegã, mas escondeu-o dos pais parentes, que acreditam que uma mulher “não deve estar no mundo fora de casa”.

Dois anos depois, tornou-se a primeira mulher piloto de asa fixa na história do Afeganistão, e a primeira mulher piloto do país desde a queda do regime taliban.

Em 2015, Rahmani e outras nove mulheres inspiradoras de todo o mundo foram premiadas com o International Women of Courage Award.

Agora, Niloofar Rahmani é motivo de um intenso debate no Afeganistão sobre insegurança e direitos das mulheres.

Depois de 15 meses nos Estados Unidos em formação, a capitã Rahmani tinha regresso marcado ao país de origem para sábado passado.

Mas a “Top Gun” afegã decidiu não regressar.

Em entrevista ao New York Times, Rahmani revelou ameaças de morte que diz ter recebido, dirigidas quer a si quer à sua família, e contou que se sentiu tratada com desprezo e sexismo na Força Aérea afegã.

Por isso, diz Rahmani, pediu asilo político aos Estados Unidos.

A onda de críticas foi imediata. Um porta voz do ministério da defesa afegão falou em traição, exigindo que a piloto regresse ao país – um Afeganistão fortemente conservador, de onde muitos jovens adultos tem saído.

“O que ela disse nos Estados Unidos foi irresponsável e inesperado. Ela deveria ser um modelo para outras jovens afegãs”, criticou o porta-voz do ministério da Defesa, Mohammad Radmanesh, em declarações à AFP. “Ela traiu seu país. É uma vergonha”.

Jawad Jalali / EPA

Niloofar Rahmani foi a primeira mulher piloto na Força Aérea do Afeganistão

Niloofar Rahmani foi a primeira mulher piloto na Força Aérea do Afeganistão

“Tenho certeza que ela estava a mentir quando disse que estava a ser ameaçada, só para conseguir asilo”, acrescentou Radmanish.

Em 2013, após fortes ameaças, supostamente dos taliban, Rahmani teve que deixar o país durante dois meses. Em entrevista à AFP o ano passado, Rahmani contava que já não podia fazer coisas simples, como andar na rua e ir às compras, e que se sentia como se toda a sua liberdade tivesse desaparecido.

Nas redes sociais, no Afeganistão e um pouco por todo o mundo, Rahmani tem recebido mensagens de apoio.

E há mesmo quem diga a jovem piloto mostrou mais ainda mais coragem no dia em que “contou a verdade” do que quando decidiu que queria voar.

ZAP // Euronews

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Pandemia já matou quase tantos norte-americanos como a gripe espanhola

A covid-19 já matou quase tantos norte-americanos, no último ano e meio, como a gripe espanhola, entre 1918 e 1919, de acordo com dados esta terça-feira divulgados pela Universidade Johns Hopkins. Embora o aumento das novas …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: A sexta, a bonança e um festival de juventude

O pleno das águias, o regresso do campeão às vitórias e um dragão jovem com chama alta. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. A prática de Darwin SL Benfica 3 …

Autoeuropa retoma hoje produção após paragem face à crise dos semicondutores

Falta de semicondutores tem sido uma constante, apesar da melhora da situação pandémica, face ao atraso dos países asiáticos no que concerne à vacinação, o que obriga à paragem das fábricas responsáveis pelo fabrico das …

Os smartphones avariam mal acaba a garantia? Portugal e a UE estão a lutar contra a obsolescência programada

As empresas criam os telemóveis para avariarem pouco depois de acabar a garantia - mas a União Europeia e várias associações estão a lutar contra o desperdício e a tentar proteger os direitos do consumidor. É …

Lava do vulcão de La Palma está a escorrer em direção ao mar aumentando o risco de gases tóxicos

O vulcão Cumbre Vieja na ilha de La Palma, nas Canárias, que entrou em erupção no domingo, tem uma nova boca eruptiva, o que obrigou a evacuar mais habitações, informaram as autoridades. De acordo como Plano …

Adesão ao IVAucher quase duplicou no último mês - mas restauração quer mais medidas

No último mês, quase duplicou o número de contribuintes que se inscreveu no programa que permitirá rebater os descontos acumulados no âmbito da iniciativa IVAucher. De acordo com o Jornal de Notícias, a 23 de agosto, …

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos culpa Rússia pelo assassinato de Alexander Litvinenko

Decisão remonta ao incidente de novembro de 2006, que ocorreu num hotel londrino, seis anos após o dissidente político se ter mudado para o Reino Unido, precisamente para fugir às ameaças do regime de Vladimir …

"Tratam-nos assim por causa da cor da nossa pele". Polícias nos EUA filmados a chicotear migrantes

Fotos e vídeos mostram polícias na fronteira a carregar contra migrantes e a usar objectos semelhantes a chicotes. A Casa Branca já condenou a situação e promete que vai investigar o sucedido. Pareciam imagens do tempo …

Benfica: a principal ameaça na Liga dos Campeões será Darwin

Pelo menos é a visão catalã. Benfica é o próximo adversário do Barcelona. Mais um jogo, mais uma vitória. O Benfica só sabe ganhar no campeonato português, para já, e na noite passada venceu em casa …

Estado vai financiar formação de funcionários públicos em universidades e politécnicos

Verbas destinadas ao projeto provêm do Orçamento do Estado e do Plano de Recuperação e Resiliência — cerca de 600 milhões. O Estado vai financiar, inteira ou parcialmente, as formações profissionais dos profissionais públicos, através do …