40 mil presos da Venezuela recebem treino para defender país de invasão norte-americana

(h) Miraflores Press Office

As autoridades estão a treinar pelo menos quarenta mil presos para defender a Venezuela de uma eventual invasão norte-americana.

A informação foi avançada este domingo pela imprensa local, que cita a ministra venezuelana dos Assuntos Penitenciários, Iris Varela. “Temos pelo menos 40 mil pessoas das prisões do país, que estão prontas para ir para a linha da frente da batalha para defender a pátria”, afirmou a governante.

Iris Varela falava aos jornalistas, sábado, durante uma visita ao Centro Penitenciário do Ocidente (806 quilómetros a sudoeste de Caracas), no Estado venezuelano de Táchira, onde entregou ordens de libertação a 151 presos ao abrigo do programa governamental Regime de Confiança Tutelar.

“Se os gringos vierem aqui, para invadir o nosso território, sairei com os presos na frente” explicou à EVTV notícias. Segundo Iris Varela, os presos “recebem treino político e de pátria, dentro das instalações penitenciárias”, precisou.

De acordo com a governante, é ensinado aos presos história da Venezuela, valores da Pátria, formação social, moral e cívica, disciplina, educação, cultura, desporto e recreação”.

Ao ser questionada sobre se o uso de armas faz parte do treino, explicou que muitos estão presos “porque podem ensinar a usar uma arma”, sublinhando, no entanto, que naquele caso “não há armas, defende-se a pátria com a consciência”.

Norma e disciplina. Levantar-se às quatro (horas) da manhã, fazer a ordem unida (exercícios de marcha em grupo que estimulam a disciplina e o espírito de grupo), erguer e prestar homenagem à bandeira, pedir e dar graças a Deus pelos alimentos de cada dia”.

A ministra desmentiu versões da imprensa local de que dão conta de que alguns presos estariam com carências alimentares e de que havia suspeita da existência de casos de coronavírus nas cadeias. “Nenhum preso está a passar fome e não se registou nenhum caso da covid-19 nas cadeias do país.

Desde março (início da quarentena) temos ido de cadeia em cadeia, a falar com a população (prisional), consciencializando de que não há visitas da família“, disse. A ministra explicou que “há um protocolo para a entrada de pacotes permitidos” e que “seria uma tragédia” se alguém se contagiasse com coronavírus numa instalação penitenciária.

Na Venezuela existem 30 estabelecimentos prisionais adstritos ao Ministério do Poder Popular para as Relações Interiores, Justiça e Paz.

Dados da ONG Observatório Venezuelano de Prisões dão conta de que, em 2017, a população prisional venezuelana era de 57.096 pessoas, divididos em 53.670 (94%) homens e 3.044 (6%) mulheres.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mais um louco à frente dos destinos de um país, tem os seus seguidores também eles por interesse próprio com o poder das armas na mão e o povo a sofrer sem fim à vista.

  2. A ver se eu percebi… Recebem “treino político e de pátria”. Portanto vão para a linha da frente e fazem o quê, discursam até que os americanos morram de tédio? Pobres almas penadas…

RESPONDER

Mensagem em garrafa atravessou o Atlântico e foi encontrada nos Açores

Três anos depois de ter sido lançada ao mar, uma mensagem numa garrafa uniu dois adolescentes separados pelo Oceano Atlântico. Em 2018, durante um feriado (25 de novembro) no estado norte-americano de Rhode Island, no leste …

Afinal, autoagendamento só avança para maiores de 37 anos (e não 35)

O autoagendamento da vacina contra a covid-19 vai ficar disponível apenas para pessoas com mais de 37 anos esta segunda-feira, ao contrário do que informou, domingo, a task-force de vacinação. Ao contrário do que estava previsto, …

Retomado voo entre Portugal e a China após duas semanas de suspensão

Depois de ter sido suspensa por duas semanas, a ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana. A ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana, …

Líder do CDS diz que Portugal é uma "república das bananas" que já nem pune os criminosos

O líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, acusou o Governo de "descongestionar as cadeias à boleia de um pretexto sanitário". O regime especial de perdão das penas, aprovado em abril de 2020, continua em vigor, …

Há quatro mestrados portugueses entre os melhores do mundo segundo o Financial Times

Uma lista anual publicada pelo Financial Times ordena as 55 escolas de gestão em todo o mundo que mais se destacam nos 17 indicadores avaliados por esta publicação. O mestrado em Finanças da Nova School of …

Há cada vez mais denúncias de assédio. Motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso após importunar jovem

Um motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso depois de ter sido filmado enquanto assediava uma jovem num veículo dos SMTUC, a empresa de transportes públicos da cidade. O caso está a dar destaque a …

"A pandemia precipitou uma epidemia." Fungo negro disparou pela Índia desde a segunda vaga

A mucormicose, uma doença fúngica rara e frequentemente mortal, explodiu em toda a Índia durante a pandemia de covid-19. “A pandemia precipitou uma epidemia”, disse Bela Prajapati, otorrinolaringologista no Hospital Civil, na Índia, ao The New …

Governo aponta "soluções" para rever tabela remuneratória da Função Pública (e quer limitar "mandatos" das chefias intermédias)

O Governo está a avaliar “várias soluções” para rever a tabela remuneratória da Função Pública que passam por “alongá-la” ou alterar os momentos de entrada em cada carreira. A informação foi avançada pela ministra Alexandra Leitão, …

Já abriram os primeiros concursos para gastar a bazuca. Costa destaca "orgulho" na boa gestão de fundos europeus

Arranca, nesta segunda-feira, o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com a abertura dos dois primeiros concursos para obtenção de financiamento da chamada "bazuca" europeia. O primeiro-ministro António Costa destaca a "boa gestão" dos fundos …

Parlamento sueco aprova moção de censura e derruba Governo

O primeiro-ministro sueco foi derrubado, esta segunda-feira, por um voto de desconfiança no Parlamento, situação inédita na história política da Suécia, e tem uma semana para se demitir ou convocar novas eleições. Resultado da reviravolta na …