Presidente do INEM suspenso de funções

INEM.pt

-

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, instaurou um processo disciplinar ao presidente do INEM, com suspensão temporária de funções, informou Paulo Campos à Lusa.

A iniciativa de Paulo Macedo segue a recomendação das Inspeção Geral das Atividades em Saúde (IGAS), que recomendou a instauração de um processo disciplinar ao presidente do INEM, na sequência da intervenção deste na transferência de uma doente de Cascais para Abrantes, em helicóptero do Instituto, em janeiro deste ano.

Paulo Campos considera que “todo este processo radica numa mentira ignóbil” e afirma que isso “a seu tempo ficará provado”.

Aquando do conhecimento público da recomendação da IGAS, Paulo Campos enviou uma carta ao ministro da Saúde, na qual questiona a legalidade de alguns procedimentos desta inspeção no caso que o envolve.

Na missiva, Paulo Campos enumera várias dessas alegadas irregularidades que passam, nomeadamente, pela falta de audição de algumas testemunhas.

Paulo Campos esclarece ainda, nessa carta enviada o ministro, que não tem qualquer relação de amizade com a doente em causa, a qual,  supostamente, foi transferida de helicóptero a pedido do presidente do INEM.

O dirigente do INEM não se revê nas conclusões do relatório da IGAS e garante que, neste caso, atuou como médico.

Paulo Campos nega ainda ter disponibilizado bens públicos a interesses particulares.

O presidente do INEM vai quarta-feira informar a comunicação social sobre “os factos e as circunstâncias do chamado ´caso do helicóptero do INEM`”.

A IGAS concluiu que a conduta do presidente do INEM foi “contrária aos princípios gerais da ética e da boa gestão”.

Segundo a inspeção, “em função de um apelo particular, foi privilegiada uma doente sem que tal exceção fosse devidamente fundamentada e autorizada”.

“Foram disponibilizados bens públicos / meios de emergência / recursos escassos e altamente diferenciados, com prejuízo do interesse público, e com custos associados ao acionamento do helicóptero e equipas”, salienta a IGAS.

Assim, para a IGAS, a conduta de Paulo Campos “é determinante de procedimento disciplinar, por ser contrária aos princípios gerais da ética, da boa gestão, por violação do princípio de interesse público, bem como por violação do princípio da especialidade”, recomendação acatada agora pelo ministro.

Contactado pela Lusa, o gabinete de Paulo Macedo confirma que foi proferido despacho sobre esta matéria, cujo conteúdo se escusou a revelar.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Votação inédita com um deslize da AR TV. Direita e Esquerda alinhadas no caso CGD

O relatório final da comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos (CGD) foi aprovado por unanimidade. É a primeira vez que todos os partidos se juntam, no mesmo lado da barricada, num inquérito …

Rui Rio afasta Hugo Soares das listas para as legislativas

O presidente do PSD, Rui Rio, afastou o antigo líder parlamentar do partido Hugo Soares das listas para as legislativas de outubro, escreve o i esta quinta-feira. De acordo com o diário, Hugo Soares não deverá …

Segurança de Notre Dame demorou 30 minutos a chamar bombeiros

O primeiro alerta de "fogo" terá surgido no painel de controlo do monumento às 18h18 locais, no dia 15 de abril, mas só 25 minutos depois foram verificar se algo se passava na cobertura da …

EUA revelam preocupação com desenvolvimento de armas nucleares russas

Os EUA demonstraram esta quarta-feira preocupação com o desenvolvimento de armas nucleares não estratégicas por parte da Rússia, numa reunião com uma delegação russa, na Suíça, para tentar “reduzir mal-entendidos”. A reunião em Genebra, que juntou …

Bastonário dos Médicos diz desconhecer acordo sobre Lei de Bases da Saúde

O bastonário da Ordem dos Médicos disse hoje desconhecer o acordo parlamentar sobre a Lei de Bases da Saúde e considerou "no mínimo estranho” que os portugueses não tenham acesso a um documento tão importante …

OMS decreta estado de emergência global devido ao Ébola na República Democrática do Congo

A epidemia de Ébola que se faz sentir na República Democrática do Congo foi considerada esta quarta-feira uma emergência global de saúde pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros …

Os Vikings podem ter fumado canábis enquanto exploravam a América do Norte

A descoberta do pólen de canábis perto de um assentamento Viking na Terra Nova levanta a questão sobre se os vikings fumavam ou comiam canábis enquanto exploravam a América do Norte. Os investigadores também encontraram evidências …

Marcelo confessa que vai ter “verdadeiramente saudades” da atual composição do Parlamento

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, confessou esta quarta-feira que vai ter "verdadeiramente saudades" da atual composição da Assembleia da República, salientando a centralidade inédita do parlamento na atual legislatura. Por ocasião do final …

Bebé Matilde vai ter alta do hospital esta quinta-feira

A bebé Matilde, que nasceu com atrofia espinhal muscular tipo I e tem estado internada no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, vai ter alta esta quinta-feira. Os pais dizem ainda que não têm novidades …

Parlamento reaprecia lei do lóbi após veto de Marcelo (mas PSD pode chumbar lei)

A decisão de reapreciar na sexta-feira a lei do lóbi — depois do veto do Presidente da República — foi tomada esta quarta-feira, por consenso entre todos os partidos, numa reunião de conferência de líderes, …