Presidente do Instituto do Sangue pediu demissão

Tânia Rêgo / ABr

-

O presidente do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, Hélder Trindade, pediu a demissão ao ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, alegando “razões pessoais” e negando que o afastamento se deva à orientação para a dádiva de sangue por homens homossexuais.

A demissão do especialista em transplantação, que estava no cargo desde 2011, foi confirmada hoje à agência Lusa pelo Ministério da Saúde. A mesma fonte disse que Hélder Trindade invocou “motivos pessoais”.

O pedido de demissão ocorre poucos dias depois de a Direção-Geral da Saúde (DGS) ter divulgado uma norma de orientação clínica no sentido de permitir a dádiva de sangue por parte de homossexuais e bissexuais, embora condicionada a um período de abstinência de um ano.

Estas novas regras vêm pôr fim à proibição total de homens que fazem sexo com homens (HSH) – homossexuais e bissexuais – poderem dar sangue, passando aquilo que é hoje considerado como “critério de suspensão definitiva” para “critério de suspensão temporária“.

Na prática, os HSH passam a poder ser dadores de sangue, estando sujeitos à aplicação de um período de suspensão temporária de 12 meses após o último contacto sexual, com avaliação analítica posterior.

A norma, publicada na página da DGS na segunda-feira, vem também estabelecer um período de suspensão de 12 meses após o último contacto sexual para pessoas que tenham tido parceiros portadores de infeção por VIH, hepatite B e hepatite C.

Hélder Trindade já tinha sido contestado pelo Bloco de Esquerda em 2015, por este ter afirmado que só admitia dadores homossexuais que fossem abstinentes.

Demissão “ocorreu algum tempo antes da autorização”

O responsável nega, no entanto, que o seu pedido de demissão se deva à orientação para a dádiva de sangue por homossexuais masculinos, alegando razões “pessoais e familiares” para a sua saída.

“Apresentei razões pessoais e familiares para pedir a minha substituição no cargo, e aguardo, conforme acordado com o senhor Ministro da Saúde, que este considere o momento oportuno para a minha substituição”, afirmou em comunicado Helder Trindade.

Com este esclarecimento, o presidente demissionário do IPST pretende “evitar conexões abusivas e ofensivas sobre um ato” do seu exclusivo foro pessoal.

Segundo Hélder Trindade, o seu pedido de demissão “ocorreu algum tempo antes da autorização da DGS para a dádiva de sangue por homossexuais masculinos, pelo que nada tem a ver com essa matéria”.

“Repudia-se por isso qualquer associação entre a demissão e o referido documento da Direção Geral da Saúde (DGS), por ser mentira e por ser, no limite, desajustado“, adiantou.

Para Hélder Trindade, essa nunca seria uma razão para terminar a sua missão no IPST.

“Sou um médico que pertence ao mapa de pessoal da instituição e, como presidente do IPST, todo o trabalho que desenvolvi durante o meu mandato foi no sentido de pugnar pelo melhor cumprimento da missão do IPST”, adiantou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …

Espanha. Jovem é esfaqueado após alertar para o uso de máscara

Três homens foram detidos em Madrid sob suspeita de terem esfaqueado um jovem que chamou a atenção de um deles por não usar máscara no interior de uma mercearia. Espanha é dos países do mundo mais …

Dez apostas que podem despontar o seu talento na Liga NOS

Nos últimos anos, dificilmente se encontra um mercado de Verão tão interessante como este. Contra todas as expectativas, dado que a pandemia trouxe alguma incerteza, os clubes portugueses têm investido mais e melhor, desde o …