Presidente da Ucrânia anuncia acordo de paz e prepara eleições antecipadas

snamess / Flickr

-

O presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, afirmou esta sexta-feira que chegou a um acordo de paz com a oposição para por fim à crise política e violência que assolam o país desde novembro.

Yanukovych divulgou um comunicado após as reuniões que duraram a noite toda e envolveram ministros dos Negócios Estrangeiros da Polónia, França e Alemanha. Na nota, o presidente diz que o acordo será assinado ainda esta sexta-feira. “As partes acordaram uma versão inicial do Acordo de Resolução da Crise. A assinatura do documento deverá acontecer às 12 horas nas instalações presidenciais”, lê-se.

O acordo político que poderá permitir o fim do conflito na Ucrânia implica eleições presidenciais antecipadas, um Governo de coligação e a reforma constitucional, anunciou a televisão do país. “Anuncio o início dos procedimentos com vista a eleições presidenciais antecipadas”, refere o presidente da Ucrânia em comunicado sem adiantar datas.

De acordo com o mesmo documento, o chefe de Estado anuncia igualmente o “processo de regresso” à Constituição de 2004 que reduz os poderes presidenciais face ao governo e ao Parlamento. Yanukovych declarou também a formação de um governo de unidade nacional.

No entanto, o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius, demonstrou cautela, e disse que o acordo ainda não é definitivo. A oposição ucraniana também não confirmou a nota do presidente. O ministro francês afirma que a oposição ucraniana ainda quer consultar parte dos manifestantes, antes de anunciar o acordo.

“À beira de uma guerra civil”

Nas ruas, manifestantes e agentes da polícia ainda estão em situação de impasse, depois de uma quinta-feira de confrontos. A União Europeia prometeu sanções ao país, devido à violência contra os manifestantes, e o governo americano disse que também fará o mesmo.

A violência começou no final de novembro, quando Yanukovych rejeitou um acordo de aproximação com a União Europeia, em troca de relações mais próximas com a Rússia.

A quinta-feira foi o dia mais violento desde o começo dos protestos, há três meses. O ministério da Saúde diz que 77 pessoas morreram desde terça-feira, com 577 feridos. Ativistas dizem que o número de vítimas fatais é muito maior. O ministro francês disse que a Ucrânia “está ou estava à beira de uma guerra civil”.

O Parlamento ucraniano aprovou uma moção de repúdio à violência, com a participação de 239 dos 450 parlamentares – a maioria deles da oposição. A moção pede que o uso de armas por policiais contra manifestantes seja banido.

ZAP / BBC / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …

"Ganhámos a primeira batalha". Presidente renova estado de emergência

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou oficialmente a renovação do estado de emergência nesta quinta-feira por mais quinze dias, prolongando-se este estado de exceção até 17 de abril. Numa mensagem ao país a …

João Félix e companhia com corte salarial de 70%

Os futebolistas do Atlético de Madrid, incluindo o português João Félix, viram esta quinta-feira confirmada a redução salarial de 70% devido ao Expediente Temporário de Regularização Temporário de Emprego (ERTE) requerido na semana passada pelo …

Depois da Covid-19, cidade chinesa proibe criação e consumo de animais selvagens

Uma das mais prósperas cidades chinesas, Shenzhen, emitiu a proibição mais abrangente até à data de criação e consumo de animais selvagens, num esforço para evitar um surto futuro de coronavírus. A Covid-19 foi detetada pela …