/

Presépio nos Estados Unidos colocou Jesus separado dos pais e preso numa jaula

4

Uma igreja da Califórnia, nos Estados Unidos, colocou em exibição um presépio de protesto no qual retrata a Família Sagrada como refugiados.

Uma igreja na Califórnia, nos Estados Unidos, está a exibir um presépio com Jesus, Maria e José retratados como refugiados em jaulas. Esta foi a forma que a Claremont United Methodist Church encontrou para chamar a atenção para as condições que os migrantes enfrentam ao procurar asilo nos Estados Unidos.

“Numa altura em que, no nosso país, famílias de refugiados procuram asilo nas nossas fronteiras e estão separadas contra a sua vontade, tivemos em consideração a família de refugiados mais conhecida do mundo: Jesus, Maria e José, a Família Sagrada”, refere a igreja no site.

Nas redes sociais, a pastora responsável pela igreja, Karen Clark Ristine, explica que a ideia surgiu quando veio à cabeça a pergunta: “E se esta família procurasse refúgio no nosso país nos dias de hoje?“.

“Imaginem José e Maria separados na fronteira e Jesus, não tendo mais de dois anos, retirado à sua mãe e posto atrás das grades num centro de detenção da Guarda Fronteiriça como aconteceu a mais de 5500 crianças nos últimos três anos.”

Stirred to tears by the Claremont UMC nativity. Inside the church, the Holy Family is reunited. The theological…

Publicado por Karen Clark Ristine em Sábado, 7 de dezembro de 2019

“A declaração teológica com este presépio: numa altura em que no nosso país famílias refugiadas procuram asilo nas nossas fronteiras e são separadas contra a sua vontade, nós acreditamos na família de refugiados mais conhecida do mundo: Jesus Maria e José, a sagrada família”, acrescentou a responsável.

Este ano, na Claremont UMC, lembram-se “milhares de famílias anónimas separadas nas nossas fronteiras”, explica Karen Clark Ristine, citada pelo Público.

A igreja tem estado também muito ativa na angariação de fundos para conseguir advogados para as crianças separadas na fronteira através da Justice for Our Neighbors (JFON), tendo conseguido juntar dez mil dólares.

  ZAP //

4 Comments

    • Curiosamente, é um dos “países mais desumanos do mundo” porque coloca dificuldades à entrada das dezenas de milhares de pessoas que todos os anos fazem tudo para tentar ir para lá viver, não é?

    • E, no entanto, continua ainda hoje a haver muitíssimo mais Europeus e Canadianos a emigrar para os EUA que o contrário. Porque será?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE