Preocupados com o Brexit, os britânicos armazenam alimentos

Enquanto o Reino Unido se prepara para uma saída turbulenta da UE, alguns britânicos começaram a encher os armários como precaução contra o pior dos cenários: a falta de alimentos e medicamentos.

Nick Thomas, operador de resíduos perigosos de 25 anos, natural da Cornualha, insiste que o Brexit vai correr bem. Provavelmente. “Se a opção ‘sem acordo’ correr mal, haverá revoltas nas ruas e saques, agitação nacional. Se as pessoas não puderem comer, elas vão erguer-se e lutar. Mas não creio que isso vá acontecer – seria o pior dos cenários.”

O britânico, que votou a favor do Brexit devido aos efeitos adversos da Política Comum de Pescas da UE na sua região, não descarta a possibilidade de as coisas darem errado. Ele abasteceu-se com uma quantidade substancial de produtos secos – arroz e massa, principalmente – bem como feijão e vegetais em lata.

O fator principal é a cadeia de abastecimento alimentar“, afirma. “Uns amigos meus fizeram o mesmo, compraram sacos grandes de arroz e massa, latas de alimentos de longa duração. Mas somos todos da mesma opinião de que não há nada, realmente, com que nos preocuparmos”.

“Espero, é óbvio, que tudo corra bem e que tenhamos algum tipo de acordo. Mas quem não se prepara, está preparado para falhar. Tenho os meus receios. Seria errado não os ter, para o caso de não haver acordo. Prefiro ter comida e não precisar do que precisar dela e não a ter. Simplesmente está lá no fundo, como um backup e, se nada acontecer, parece que temos arroz e feijão para os próximos três anos”.

Thomas não está sozinho. O grupo de Facebook “48% Preppers”, em alusão ao movimento dos “sobrevivencialistas“, tem quase 8 mil membros, e outros grupos semelhantes também contam com milhares de associados. À medida que o acordo de saída é discutido no Parlamento do Reino Unido, crescem as preocupações sobre a saída da UE, a 29 de março, sem acordo nenhum.

Uma suspensão súbita de acordos alfandegários de longa data poderia significar portos bloqueados, camiões presos nas estradas, navios com mercadorias estragadas e escassez de alimentos e medicamentos nos supermercados e farmácias britânicas.

O Departamento de Saúde britânico assinou dois contratos de espaço para armazenamento de medicamentos em caso de um Brexit sem acordo, e procura actualmente mais um armazém.

Os principais supermercados, incluindo as grandes cadeias Tesco e Marks and Spencer, estão a armazenar comida enlatada, e o governo britânico alertou que os alimentos frescos podem faltar.

Muito antes do Brexit, Thomas já tinha interesse no sobrevivencialismo e leu muito a respeito do movimento. “Diria que estou mais em preparação para o dia do juízo final. O Brexit é apenas o início.” Mas outras pessoas, que nunca se identificaram como sobrevivencialistas, também procuram estar preparados.

Elizabeth, consultora de relações públicas em Londres, que pediu para ser identificada apenas pelo primeiro nome, tem enchido os armários com alimentos secos e nutritivos, tais como lentilhas, arroz, tomate e atum enlatados, além de ingredientes como mel, mostarda e temperos.

“Não é que eu ache que vamos todos passar fome, mas posso imaginar uma situação em que se vai a um supermercado e certos produtos básicos não estão disponíveis ou são muito mais difíceis de conseguir, e gostaria de ter certeza de que eu e a minha família não temos que nos preocupar com o que vamos comer.”

Elizabeth, que votou contra o Brexit, também tem armazenado suprimentos para a sua gata. “Arranjámos uma gatinha este ano, e não quero ficar numa situação de não ter o alimento certo para ela, e causar-lhe problemas duradouros de saúde”.

A cadeia para animais de estimação Pet Home anunciou que está a considerar armazenar 8 milhões de libras em de produtos, incluindo alimentos, no caso de não haver acordo.

Elizabeth pensa fazer um suprimento de comprimidos anti-histamínicos para a filha, que sofre de rinite alérgica severa. “O médico diz que não nos pode dar receitas extra, então talvez eu arranje algumas sem prescrição, como uma espécie de backup.”

À medida que 29 de março se aproxima, com poucos sinais de mudança no impasse contínuo no Parlamento, a ideia de se preparar para o Brexit tem ganhado força.

O site satírico BrexitPrepping.com diz o que os britânicos preocupados devem comprar para se preparar, e fornece listas de compras de acordo com o grau de preocupação dos utilizadores. O stock de uma semana custa cerca de 111 libras (126 euros), e a lista para o mês inteiro fica por 459 libras (524 euros).

Na Cornualha, apesar de estar a armazenar comida, por enquanto Thomas espera pelo melhor. “Pode ser que haja retaliação da UE, que queira assegurar que as fronteiras e os acordos alfandegários sejam mesmo rígidos, já que optamos por sair. Mas tenho a sensação de que haverá um pequeno desfasamento, os preços vão subir um pouco, e que depois a coisa toda acabar numa semana”.

PARTILHAR

RESPONDER

Ilha italiana torna-se "covid-free" e mostra-se pronta para receber turistas de todo o mundo

Numa altura em que vários países da Europa já começam a planear a abertura ao turismo de forma intensiva, há regiões que mostram já estar um passo à frente. É o caso da ilha de …

Política chinesa torna uigures reféns nas suas próprias casas

A China introduziu, em 2016, uma política de parentesco para promover a harmonia nacional e a unidade étnica, levando a que desde então mais de 1,1 milhões de funcionários do Estado ocupassem periodicamente as casas …

O palco de um dos maiores contos britânicos de sempre vai transformar-se num hostel

A Irlanda aprovou uma proposta para converter num hostel um dos pontos de referência de James Joyce mais icónicos de Dublin. O irlandês James Joyce é um dos maiores escritores da literatura britânica, sendo autor de …

Liz Cheney é a cara da oposição ao "trumpismo" no Partido Republicano

Esta quarta-feira, e depois de ter criticado o antigo Presidente dos Estados Unidos, a congressista Liz Cheney foi afastada de um cargo de liderança no Partido Republicano. Na noite desta terça-feira, e pouco antes de …

SC Braga punido com dois jogos à porta fechada por falta de habilitações de Custódio

O Sporting de Braga foi punido com dois jogos de interdição do seu estádio, após queixa da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF), devido à falta de habilitações de Custódio, anunciou o Conselho de …

Marinha dos EUA faz apreensão de armas ilícitas no Mar da Arábia

A Marinha dos Estados Unidos apreendeu um carregamento ilícito de armas no Mar da Arábia, anunciou a Quinta Frota da Marinha americana. A apreensão do arsenal foi feita pelo navio USS Monterey na passada quinta-feira, dia …

Noruega abandona definitivamente vacina da AstraZeneca

A Noruega não pretende retomar o uso da vacina da AstraZeneca no seu processo de vacinação, devido a preocupações relacionadas com casos raros de coágulos. A Noruega vai retirar de forma definitiva a vacina desenvolvida …

Padres alemães desafiam doutrina do Vaticano e abençoam uniões entre pessoas do mesmo sexo

Liebe Gewinnt (o amor vence) é o nome de um grupo de cerca de 100 padres alemães que está a abençoar uniões entre pessoas do mesmo sexo. Segundo a Euronews, a posição da Congregação para a …

Festa sportinguista, Odemira e Novo Banco. Costa encostado às cordas segura o "excelente ministro" Cabrita

Já não acontecia desde 17 de março. Esta quarta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, esteve na Assembleia da República para quatro horas de debate político. Esta quarta-feira, no Parlamento, a oposição teve quatro horas para ajustar contas …

Giorgos Giakoumakis. Um dos maiores goleadores desta época está a lutar pela manutenção

  Giorgos Giakoumakis é o melhor marcado da Liga holandesa e um dos melhores da Europa. O avançado grego joga no VVV-Venlo, equipa que luta pela manutenção. Nos Países Baixos, restam apenas dois encontros para o fim …