“Prefiro o exílio do que ficar em Angola para ser enxovalhada”, diz Tchizé dos Santos

Tchizé dos Santos / Facebook

Welwitschea ‘Tchizé’ dos Santos, filha do ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos

Tchizé dos Santos, filha do antigo Presidente de Angola, afirmou que não presta “vassalagem ao detrator principal” da sua família.

A ex-deputada do MPLA e filha do antigo Presidente de Angola, Welwitschea ‘Tchizé’ dos Santos, afirmou este domingo que “o exílio tem mais dignidade do que a rendição” e que não presta “vassalagem ao detrator principal” da sua família.

“Prefiro o exílio do que ficar em Angola para ser enxovalhada com acusações falsas e possível prisão política, por quem não tem um passado nem dignidade para eu respeitar como meu chefe de estado”, afirmou, referindo-se ao atual Presidente, João Lourenço.

A filha do antigo Presidente de Angola disse ainda que não vai baixar a cabeça “para ser humilhada e prestar uma hipócrita vassalagem” ao detrator principal da família dos Santos “em troca do silêncio pela manutenção de um cargo no parlamento a qualquer custo, ou integração social com a condição de bajular” quem a “enxovalha”.

Tchizé dos Santos reagia às declarações do político angolano e líder do PRA-JA Servir Angola, Abel Chivukuvuku, que defendeu o regresso a Angola dos familiares do ex-Presidente José Eduardo dos Santos para se defenderem das acusações de que são alvo.

“Há um ditado que diz: quem não deve não teme. Teria sido bom se eles estivessem aqui e se defendessem aqui, mostrando que têm razão e não temem. Seria muito bom para o país, porque ao estarem longe, as pessoas ficam com a ideia que fugiram”, afirmou Chivukuvuku em entrevista à Lusa, questionado sobre alegações de familiares do ex-chefe do Estado, que dizem estarem a ser perseguidos por João Lourenço.

“Eu ia querer ver se o Dr. Abel Chivukuvuku ia ter essa opinião quando foi capturado ferido pelas tropas do governo [MPLA] do então Presidente da República e comandante em chefe José Eduardo dos Santos, após os confrontos de 1992, se o PR fosse o General João Lourenço e não o dos Santos”, afirmou Tchizé dos Santos em mensagem enviada à Lusa.

Na altura, Angola vivia ainda em guerra civil e Abel Chivukuvuku, atual coordenador da comissão instaladora do projeto político PRA-JA, era dirigente da UNITA, o principal partido da oposição angolana, tendo sido ferido em confrontos militares, em Luanda, e mantido sob custódia das autoridades governamentais quase durante um ano.

Tchizé dos Santos, cujo mandato de deputada foi suspenso em outubro passado – tendo sido também afastada do comité central do MPLA, partido no poder em Angola há mais de 40 anos, e suspensa por dois anos da condição de militante -, diz que a UNITA “teve mais sorte do que a famílias dos Santos” pois foi José Eduardo dos Santos que decidiu o destino dos derrotados em combate, e não João Lourenço.

“Se quando o Dr. Jonas Savimbi morreu em combate e a UNITA foi derrotada, em 2002, o PR fosse o Sr. João Lourenço, certamente o Dr. não teria hoje opinião alguma porque provavelmente estaria morto ou em prisão perpétua”, respondeu a Tchivukuvuku.

Na entrevista concedida à Lusa, Abel Chivukuvuku sublinhou que “gostaria de ver as coisas discutidas aqui [em Angola]”, admitindo no entanto que a justiça é “excessivamente” partidarizada. “Tenho noção disso, mas é com a nossa luta que vamos transformar os fenómenos, não é estando ausente disso tudo, é participando, é fazendo face e mostrando ao cidadão: estou aqui”, insistiu.

Três dos filhos do ex-presidente José Eduardo dos Santos têm estado sob a atenção mediática protagonizando processos judiciais e políticos que, alegam, tratar-se de perseguições.

O mais célebre é o caso da filha mais velha, Isabel dos Santos, que foi considerada a mulher mais rica de África, mas viu em dezembro os seus bens e contas das empresas arrestados em Angola e é alvo de processos cíveis e criminais.

Os esquemas financeiros de Isabel dos Santos e do marido, Sindika Dokolo, foram expostos numa investigação do consórcio internacional de jornalistas que ficou conhecida como “Luanda Leaks” e expôs como foi construída a sua fortuna, retirando dinheiro do erário público angolano, utilizando paraísos fiscais.

A irmã, Welwitschea “Tchizé” dos Santos, ex-deputada do MPLA, foi afastada do cargo em outubro de 2019 por faltas injustificadas e viu posteriormente suspensa a sua condição de militante por dois anos. Tchizé alega que tem estado fora do país por questões de saúde e disse ter sido ameaçada de morte e estar a ser pressionada para vender as suas participações em empresas angolanas.

O irmão, José Filomeno “Zenu” dos Santos, encontra-se a ser julgado em Angola. O filho de José Eduardo dos Santos e antigo presidente do Fundo Soberano de Angola é acusado de burla por defraudação, branqueamento de capitais e tráfico de influências no caso conhecido como “500 milhões”, envolvendo uma alegada transferência irregular de 500 milhões de dólares do Banco Nacional de Angola para o estrangeiro.

O pai, José Eduardo dos Santos, vive em Barcelona e foi chamado a testemunhar no julgamento, mas optou por responder por escrito assumindo ter dado ordens para a transferência do dinheiro pela qual o filho está a ser julgado. O julgamento foi, entretanto, interrompido devido à pandemia de covid-19.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

18 COMENTÁRIOS

  1. Oh, coitadinha… vive nos maiores luxos enquanto o seu país tem a mais alta taxa de mortalidade infantil do mundo (superior à Síria em guerra!) e onde 75% da população nem bilhete de identidade tem!…

    • Tu és um maluco do car(v)alho. Não dizes coisa com coisa.
      Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. E larga o vinho!
      Agora vem aqui este com estatísticas, um gajo que já por aqui bem demonstrou que nem ler sabe! É preciso ter lata.

  2. Angola mais uma vez está perdida. Saiu das garras de Santos para dos Lourenços e, a considerar o roteiro comum a todas as republicalhas do gênero, todos entrarão na história como ladrões que refestelaram-se com o dinheiro do país enquanto a nação morre à mingua e nada se desenvolve. Serão eternos condenados? Ademais, a paz em Angola não foi comprada pela ONU?

  3. O que ainda os mantém viva a família dos Santos nunca responderá, a qualquer processo judicial porque o sistema judicial Angolano é o mesmo Gang sensivelmente. Aliás o que está acontecer no Brasil, (presidente, filhos, amigos, ex amigos para ajudar a governar o país). Mais manifestações em Angola, a gente quer um país cívico para servir o nosso povo e responder aos problemas do continente!

  4. O triste é que só se viu o PR João Lourenço desenvolver ações populistas contra o ex José dos Santos. Quanto à programas concretos para minorar as dificuldades dos angolanos nada se tem visto, além de permanentes mexidas no seu próprio governo e na elite dos seus prosélitos. Lamentavelmente depois de “muita parra” temos “pouca uva” e uma galharda incompetência, por isso Angola vai assim de mal a pior.

      • Eu sei que estou certo e que o meu pensamento livre não agrada aos abutres que precisam de carne podre para matarem a fome.

    • Portanto, segundo o teu brilhante raciocínio, Angola agora está pior; é isso?
      Tentar levar à justiça (e recuperar milhões roubados) por uma das famílias mais ricas de África (e do mundo), quando o país governado por eles durante 40 anos é o que se sabe, é coisa pouca??
      Ou querias, em apenas um par de anos, transformar Angola numa Dinamarca a nível de transparência?
      Calma que mais vale pouco do que nada!…

      • Angola andou durante muitos anos em guerra civil que poderia ter sido evitada se os interesses de algumas famílias portuguesas não tivessem imperado (alguém se lembra do acidente que ia vitimado o dr. João Soares?) Os filhos dos presidentes têm de ser andrajosos e vabundos? Os atuais detentores do poder em Angola não fizeram parte da “entourage”? Não devemos invejar os que tiveram oportunidade de fazer as suas economias. O que se pretende agora é que o novo poder seja capaz de fazer melhor mas, paradoxalmente tem sido o inverso. É compreensível? Talvez seja por precisarem de mais experiência. Mas também não é com ataques populistas que se vai lá. Tem de ser com políticas públicas acertadas, competentes e determinadas.

  5. Como o tempo se encarrega de ir fazendo a história! O pai em Barcelona, as filhas por outras paragens, o comunismo sua doutrina política transformou-os a todos nos maiores do capitalismo e por fim perante a justiça e agonia económica, nenhum deles foi cair nos braços da mãe educadora, a Rússia, de onde elas até são descendentes.

    • Chamar comunismo à “doutrina” da família da mulher mais rica de África (e das mais ricas do mundo) só pode ser ironia!…
      Eles são “descendentes” do capitalismo selvagem com sede na city londrina e que se espalha pelos paraísos fiscais de todo o mundo…
      Por falar em Rússia, o Putin é considerado por vários analistas como o homem mais rico do mundo!…

  6. O Eu ainda não se apercebeu que todos os chefes comunistas são os maiores apreciadores do capitalismo, comunismo “escravatura e submissão”, isso sim, mas para os cordeiros da ideologia imposta pelos chefes.

    • O que só mostra que NADA tem de comunistas!!
      O que não percebo é como alguém chama comunista a alguém que é claramente capitalista!
      A familia do José Eduardo dos Santos é mais capitalista do que o Trump!!
      E como se vê pelo seu patrimonio e pela diferença entre a família e amigos e a maioria dos angolanos, a sua sua ideologia nada tem de comunismo – é apenas uma ditadura – como a que existiu em Portugal e onde meia-dúzia de familias eram do donas de tudo – e a ideologia do regime também era submissão e miséria!…

  7. O Eu de facto tem dias que a memória não funciona nada bem, vejamos, o Eduardo dos Santos e companhia não serão então comunistas, andou vários anos na doutrina deles na defunta URSS, pertence ao movimento terrorista comunista de Angola MPLA, o comunismo pelos vistos para o Eu não é uma ditadura, “ditadura do proletariado” fui eu então o inventor da gracinha e fala como se fosse o humilde do trabalhador na Rússia ou na Coreia do Norte entre outros, que tenham inventado e cultivado tal ideologia, ainda não se apercebeu no logro em que os pobres caíram na pantominice dos líderes comunistas. Eu e outros por aqui é que não somos assim tão pacóvios que não entendamos que o Eu faz de conta não perceber porque a sua afeição política assim lho exige.

  8. Outra filha vigarista angolana dos Santos, a fugir para não ser presa e obrigada a devolver os milhões que roubou ao erário público de Angola!

RESPONDER

Oposição urge Boris Johnson a despedir assessor por ter violado o confinamento

Os partidos da oposição escreveram hoje ao primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, urgindo a demissão do assessor Dominic Cummings, a quem acusam de ter "abalado gravemente a confiança" da população nos apelos oficiais sobre a pandemia …

Atletas que sorriem durante as corridas gastam menos oxigénio

Os atletas que sorriem gastam menos oxigénio, trabalham de forma mais económica e têm um nível de esforço menor, refere um estudo realizado pelas universidades de Ulster e Swansea, divulgado esta terça-feira. Os investigadores pediram a …

OMS analisa possíveis primeiros casos de infeção de animais para o homem

A Organização Mundial de Saúde (OMS) admite que pelo menos três infeções por Covid-19 nos Países Baixos possam ser os primeiros casos conhecidos de transmissão do novo coronavírus dos animais para o homem, tendo martas …

Na Suíça, é possível estar em teletrabalho e a empresa pagar parte da renda

O Tribunal Federal da Suíça condenou uma empresa de contabilidade a pagar parte da renda de casa a um funcionário que se encontrava em teletrabalho. Segundo revelou na segunda-feira o swissinfo e o Tages-Anzeiger, citados pelo …

Governo negoceia até mais 35 milhões em apoios para agricultura

A ministra da Agricultura disse hoje que está em curso a negociação de medidas adicionais para apoiar o setor agrícola, face ao impacto da covid-19, através do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), que podem mobilizar …

Moro não assinou exoneração de ex-diretor da Polícia, admite Presidência do Brasil

A Secretaria-Geral da Presidência brasileira admitiu na segunda-feira que o agora ex-ministro da Justiça Sergio Moro não assinou o decreto de exoneração de Maurício Valeixo da direção-geral da Polícia Federal, confirmando a versão original do …

Norte foi região que mais contribuiu para aumentar produtividade do trabalho no país

O Norte foi a região que mais contribuiu para aumentar a produtividade laboral entre 2000 e 2017, crescendo 20% quando a Área Metropolitana de Lisboa subiu 3,3%, revelou na segunda-feira a Comissão de Coordenação e …

Vai nascer uma praia fluvial nas margens do Alqueva em 2021

Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, devendo começar a funcionar no verão do próximo ano. Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, junto à aldeia …

Câmara de Bragança vai ajudar com até 100 euros a pagar renda

As famílias mais vulneráveis do concelho de Bragança vão poder contar com um apoio financeiro até 100 euros mensais para pagar a renda. A Câmara de Bragança vai ajudar as famílias do concelho em situação vulnerável …

Parlamento chumba lay-off para sócios-gerentes, mas acaba com teto de faturação ao apoio

A Comissão de Economia chumbou, esta terça-feira, o alargamento do lay-off simplificado aos sócios-gerentes. Por outro lado, aprovou o fim do teto de faturação para aceder ao apoio a estes portugueses. A proposta do PSD, BE …