Preço da eletricidade no mercado ibérico ficou 200 vezes mais caro em apenas uma hora

O mercado ibérico de eletricidade (Mibel) sofreu um disparo histórico do preço grossista da energia durante um período de uma hora, com o preço do megawatt hora a fixar-se no máximo permitido por lei, 9.999 euros.

Isto significa que o preço ficou cerca de 200 vezes o valor médio a que a eletricidade é normalmente transacionada na Península Ibérica. O episódio é revelado pelo jornal espanhol Cinco Dias, que conta que o disparo ocorreu no mercado de serviços de sistema, um segmento do Mibel que serve para fazer ajustes momentâneos entre oferta e procura quando há desequilíbrios que possam comprometer a estabilidade da rede elétrica.

Segundo o mesmo jornal, de uma hora para outra, na noite de terça-feira, houve em Espanha um “buraco” de 3000 megawatts (MW) entre a potência em produção e o consumo.

Por um lado, porque a produção eólica foi inferior ao volume que estava projetado pela espanhola REE e por outro porque o consumo foi superior ao que os comercializadores de eletricidade tinham contratado para aquela hora.

O presidente do Omip, o operador português do mercado de futuros de eletricidade, Artur Trindade, disse ao Expresso que “pode haver um abuso, mas é preciso ver o que aconteceu”. Segundo o mesmo responsável, o disparo de preços nos serviços de sistema pode ser motivado por um produtor com uma central hidroelétrica que não está interessado em produzir naquela hora, de forma a guardar a água da barragem para produzir mais tarde, quando os preços normais do mercado forem mais elevados.

Por não ter especial interesse em turbinar naquele período, esse produtor tende a cobrar pelos serviços de sistema um preço mais alto.

Não é claro o motivo pelo qual a espanhola REE não recorreu, perante aquela crise, ao mecanismo de interruptibilidade, segundo o qual o operador da rede pode, mediante um aviso prévio de algumas horas, obrigar alguns clientes industriais a desligar o abastecimento de eletricidade.

O mercado de serviços de sistema tem um preço máximo de 9.999 euros por MWh, mas no mercado diário os preços praticados só podem oscilar entre os zero e os 180 euros por MWh. O episódio de terça-feira terá um impacto limitado, ou mesmo impercetível, para os consumidores finais de eletricidade, uma vez que o volume de energia contratada ao preço recorde foi reduzido e o seu custo acabará diluído nos volumes mensais que são transacionados no Mibel, a preços ditos “normais”.

O mercado de serviços de sistema já foi investigado em Portugal pela Autoridade da Concorrência (AdC) que concluiu ter havido manipulação por parte da EDP entre 2009 e 2013, obtendo ganhos exagerados neste mercado de balanço graças à indisponibilidade de algumas centrais hidroelétricas suas abrangidas pelas rendas do regime CMEC – Custos para a Manutenção do Equilíbrio Contratual.

Em setembro do ano passado a AdC emitiu uma nota de ilicitude, na qual estimava que a prática da EDP Produção terá “gerado um dano para o sistema elétrico nacional e para os consumidores de cerca de 140 milhões de euros“. A investigação iniciou-se em 2016.

Já em fevereiro do corrente ano a presidente da AdC, Margarida Matos Rosa, indicou no Parlamento que a EDP já respondeu à nota de ilicitude e que a decisão final da AdC será tomada até final do ano.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. ah, agradeçam aos srs do aquecimento global que mudou de nome para alterações climáticas para poderem meter tudo no mesmo saco e assim alrabarem mais facilmente o pessoal.

    eles e as suas ideias peregrinas de energia “limpa” e outras tontices.

RESPONDER

Rochas antigas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica …

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …