Nota artística: pouco Festival no FC Porto-Sporting

Está bem: Futebol Clube do Porto contra Sporting Clube de Portugal. Segundo classificado recebe o líder. Jogo que pode praticamente definir o novo campeão nacional de futebol. O encontro é naquele estádio junto ao centro comercial. Está bem, está. Eu tenho de ver o Festival da Canção. Há prioridades.

Mas pronto, lá no Dragão, muito antes de começar, os profissionais da rádio estranharam a demora na divulgação das equipas iniciais. O primeiro à espera que o segundo divulgasse primeiro, o segundo à espera que o primeiro divulgasse primeiro… Mas lá surgiram. Sem surpresas.

Nos exercícios habituais, seis guarda-redes no relvado! Três de cada lado, todos em simultâneo. Ei lá, vão jogar todos?

Depois da brincadeira, a seriedade. Nova homenagem a Alfredo Quintana. Tanta gente e, de repente, tanto silêncio.

É o FC Porto que está atrás do Sporting, portanto espera-se uma equipa da casa mais agressiva, a correr mais, a rematar muito mais… Nem por isso. Na primeira parte, não. Houve uma situação criada por Taremi, mas de resto, nada.

O líder pode ter deixado os anfitriões ter a bola durante mais tempo (não muito) mas chegou ao Dragão para, como sempre, jogar olhos nos olhos.

Sérgio Conceição tinha dito que é fácil perceber como joga o comandante do campeonato. É; mas é difícil levar a melhor sobre o Sporting. É difícil desmontar uma equipa bem orientada. E, mais importante, é difícil ultrapassar os modos de uma equipa regida por um bom maestro.

Ao intervalo, os canais de televisão tinham pouco espetáculo para mostrar nos resumos. O normal nos últimos tempos: os supostos jogos grandes originam qualidades pequenas.

A bola longe das balizas pode ter feito lembrar um antigo goleador, mestre do golo nos dois clubes: Mário Jardel. O gigante que foi muito bem assistido pelo João Pinto do Sporting e que ainda se cruzou com o João Pinto do Porto. Aquele lateral que tinha um coração de uma só cor.

Durante o segundo tempo, em algumas fases, houve realmente mais agitação. Mas não houve “massacre” portista, não houve uma sequência vertiginosa de situações claras de golo. Quando houve espaço, Taremi voltou…a falhar. O seu adversário voltou a mostrar que é, provavelmente, a equipa que defende melhor no nosso campeonato e, por isso, não sofreu golos. Outra vez.

E foi uma alegria para o Sporting! Disse Sérgio Oliveira, depois do jogo. Talvez. Mas continua a luta deles. E ficam alegres com isso.

Quem deve estar a gritar, em breve, são os adeptos do Sporting. Passaram quase vinte anos mas, agora, já devem sonhar com aquele cântico muito famoso: “só eu sei”

Em breve, quer dizer… Depende do corona. Só aí é que podem gritar “porque não fico em casa”. Se hoje não ficassem em casa, teriam muitos “porquês” para dar.

Do lado do derrotado, há que sorrir e festejar…por estarmos vivos. Há muito para festejar fora do futebol.

Creio que seria isso que o Alfredo pediria: continuem a vossa festa da vida.

 

Nuno Teixeira Nuno Teixeira, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

No dia da Terra, os líderes mundiais juntaram-se para "passar à ação"

A Casa Branca organizou uma Cimeira de Líderes sobre o Clima, que decorre de forma virtual e durante dois dias. Começou esta quinta-feira, dia em que se comemora o Dia da Terra, e junta cerca …

Detido em Itália homem que terá fornecido arma ao autor do atentado de Nice em 2016

Um homem que teria fornecido uma arma ao autor do atentado com um caminhão na cidade francesa de Nice, em 14 de julho de 2016, foi detido na Itália, anunciaram na quarta-feira vários veículos de …

"Invisibilidade" do LGBTI nos Censos é alvo de críticas

A Associação ILGA Portugal - Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo e o Bloco de Esquerda estão a criticar os Censos 2021 devido à ausência de perguntas relacionadas com identidade de género, o que …

Rússia vai dar início à retirada de tropas perto da fronteira com a Ucrânia

A Rússia anunciou que vai iniciar, esta sexta-feira, a retirada das suas tropas concentradas perto da fronteira com a Ucrânia e na Crimeia anexada, referindo que os exercícios foram concluídos. "As tropas demonstraram a sua capacidade …

KPMG desconhecia problemas no BESA que justificassem reserva às contas

A KPMG Portugal afirmou, numa carta enviada à comissão de inquérito do Novo Banco, que desconhecia factos no BES Angola que pudessem levar a uma opinião com reservas às contas do BES. A KPMG Portugal desconhecia …

Ferro Rodrigues está "perfeitamente de acordo" com Marcelo sobre enriquecimento ilícito

O presidente da Assembleia da República (AR) concorda com o Presidente quanto à urgência de melhorar a lei contra o enriquecimento ilícito e diz que isso pode ser feito sem pôr em causa princípios constitucionais. Numa …

Índia regista subida drástica de infeções e mortes. EUA com 200 milhões de vacinas tomadas

O número de novas infeções pelo coronavírus dispararam na Índia, com a falta de preparação do Governo e a forma como a pandemia tem sido gerida apontadas como causas para a subida dos casos e …

Técnicos de diagnóstico. Depois de mais uma coligação da oposição, Executivo avalia o que fazer

Depois de mais uma coligação da oposição, o Governo "está a avaliar" o que irá fazer em relação à aprovação das mudanças na carreira de Técnico Superior de Diagnóstico e Terapêutica.  De acordo com o semanário …

Diretor de Finanças de Lisboa está em substituição desde 2015. Já ultrapassa tempo de comissão de serviço

Fernando Lopes, a maior estrutura regional da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), é diretor da Direção de Finanças de Lisboa em regime de substituição desde março de 2015. Quando a então diretora regional, Helena Borges, foi …

Portugal regista mais quatro mortes e 636 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais quatro mortes e 636 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 636 …