Por que há tantos portugueses nos Wolves? Nuno Espírito Santo explica

(dr) Wolves

O treinador do Wolverhampton, Nuno Espírito Santo.

Numa grande entrevista a várias cadeias televisivas, Nuno Espírito Santo explica a razão pela qual há tantos jogadores portugueses na equipa do Wolverhampton.

É impossível não reparar na forte presença de portugueses no Wolverhampton, não fossem eles nove jogadores e, obviamente, o treinador. Desde a chegada do contingente luso, a equipa dos Wolves tem prosperado no campeonato inglês, conseguindo alcançar um lugar na tabela que, na época passada, lhes permitiu disputar a Liga Europa.

Mas afinal, por que é que há tantos jogadores portugueses no Wolverhampton? “Porque são bons jogadores, porque dão boas respostas”, atira o técnico do emblema de West Midlands.

“Mas também há outras nacionalidades. Aqui não há passaportes. Estamos todos dentro da mesma família. Portanto, aqui não há nacionalidades. Há pessoas dedicadas e unidas”, acrescentou o antigo técnico do FC Porto.

Aliás, é precisamente do Porto que chegaram dois dos mais recentes reforços de verão: Fábio Silva e Vítor Ferreira. Nélson Semedo é outro dos portugueses que juntou à equipa inglesa esta época.

“Temos de ter a noção de que os jovens jogadores, independentemente da nacionalidade, quando vêm para um país novo, têm de ser apoiados. A juventude traz sempre coisas novas. Mas misturar talento com experiência é o que pode tornar uma equipa melhor”, explicou Nuno Espírito Santo.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Quanto a mim, é o tal espírito de conquistadores que ainda não perdemos, os ingleses que se cuidem porque qualquer dia poderão ter aí um condado sob o domínio lusitano.

RESPONDER

Grande Crise do Ketchup. A pandemia atacou um mercado improvável (e já há um mercado negro para o molho)

Os problemas da cadeia de suprimentos estão a chegar a um canto distante do universo empresarial: os pacotes de ketchup. O ketchup é o molho de mesa mais consumido nos restaurantes dos Estados Unidos, com cerca …

Autoridades brasileiras ilibam João Loureiro

João Loureiro já não é suspeito no processo que envolve a apreensão de um avião com 500 quilos de cocaína, segundo as autoridades brasileiras. As autoridades brasileiras descartaram, este sábado, qualquer ligação do advogado português João …

No Canadá, há dois rios que se encontram (mas não se misturam)

Em Nunavut, no Canadá, há dois rios que se encontram, mas não perdem a sua aparência individual enquanto se movem sinuosamente pela tundra. O Back River flui para o norte em direção ao Oceano Ártico. Ao …

Russos acusados de explosão na República Checa são suspeitos de envenenar Skripal

Os dois suspeitos russos, envolvidos na explosão que matou duas pessoas em 2014 na República Checa, têm os mesmos passaportes que os dois homens acusados de envenenar, com o agente nervoso novichok, o espião Sergei …

Numa cidade na Nova Zelândia, a Páscoa resume-se a exterminar coelhos

Em Alexandra, na região de Otago, os coelhos são considerados pragas, uma espécie que ameaça a biodiversidade do país e a agricultura. Elle Hunt, correspondente do The Guardian em Auckland, na Nova Zelândia, escreveu um artigo …

Reavaliação de barragens da EDP ficou por fazer, depois de Governo ter recuado na decisão

No início do ano passado, o ministério do Ambiente considerou ser necessário reavaliar as barragens da EDP, mas a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Parpública disseram não ter competências para fazer a avaliação …

Portugal bateu recorde de vacinação no sábado. Foram administradas 120 mil vacinas

Este sábado, Portugal registou um recorde diário de pessoas vacinadas contra a covid-19. No total, foram administradas 120 mil doses da vacina. De acordo com os números avançados pela task force responsável pelo plano de vacinação, …

Os milionários estão a fugir de Nova Iorque

A cidade de Nova Iorque está a preparar-se para enfrentar para um êxodo dos seus residentes mais ricos após as autoridades terem aprovado um orçamento que fará com que paguem a maior taxa de impostos …

Costa recusa responder a Sócrates. Carlos César reafirma "tristeza" e "raiva"

O primeiro-ministro António Costa recusou responder às críticas feitas por José Sócrates. Carlos César, presidente do PS, reafirma o que disse em 2018. Este sábado, António Costa recusou responder às críticas feitas por José Sócrates e …

Cientistas sugerem que os gorilas não batem no peito apenas para se exibir

Os cientistas sugerem que o ato de bater no peito permite aos gorilas machos sinalizar o seu tamanho e assim evitar brigas desnecessárias. De acordo com o jornal The Guardian, cientistas que estudam gorilas-das-montanhas (Gorilla beringei …