O sal que está a usar na comida tem microplásticos

Um novo estudo, que analisou 17 marcas de sal vendidas em oito países, incluindo Portugal, detetou amostras com microplásticos. No nosso país, uma das marcas atingiu o máximo observado com dez microplásticos por quilo.

Uma equipa de cientistas decidiu fazer um estudo internacional a 17 marcas de sal vendidas em oito países, incluindo Portugal, com o objetivo de encontrar micro-partículas de plástico, revela o Público esta sexta-feira.

De acordo com os resultados, a maioria das amostras estava contaminada com “doses baixas”, o que, para já, não tem ainda um “efeito imediato” na saúde dos consumidores. “Os microplásticos só estavam ausentes numa das marcas, enquanto as outras continham entre um a dez microplásticos por quilo de sal”, refere-se no artigo.

Segundo o jornal, entre as amostras analisadas estavam três marcas portuguesas que são atualmente comercializadas. Uma destacou-se pelos piores motivos, uma vez que alcançou o máximo registado de dez partículas de microplástico por quilo de sal.

Além do nosso país, foram analisadas marcas de sal da Austrália, França, Irão, Japão, Malásia, Nova Zelândia e África do Sul. O artigo foi publicado no site Scientific Reports, da revista científica Nature.

Escreve o Público que, todos os anos, despejamos entre cinco e 13 milhões de toneladas de plásticos para os oceanos. Com a ação da luz solar e da água, esse lixo vai-se transformando em minúsculas partículas. Uma parte dessas substâncias estão a voltar para nós e não é só no sal, como alerta Ali Karami, investigador na Faculdade de Medicina e Ciências da Saúde da Universidade Putra, na Malásia, e principal autor do artigo.

“Estamos a consumir microplásticos em vários produtos, incluindo marisco, mel e até cerveja. Assim, o sal não é o único culpado”, avisa o cientista, que considera estas substâncias autênticas “macrobombas”.

Apesar de o perigo não ser muito elevado, tendo em conta o tamanho reduzido destas partículas e o facto de o consumo máximo por pessoa rondar as 37 partículas por ano, o investigador alerta que “os microplásticos podem libertar poluentes no nosso organismo que, a longo prazo, podem provocar problemas de saúde“.

“Ainda não sabemos quantos outros produtos estão contaminados com microplásticos, mas acreditamos que a maioria dos produtos que vêm do mar provavelmente tem. Por isso, os microplásticos no sal serão apenas uma minúscula parte da orquestra”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E porque não falam em marcas?
    Além de ser uma informação para o consumidor, também obrigava essas empresas produtoras a fazerem alguma coisa.
    Põe noticia mas mantêm as pessoas na ignorância, para quê?

RESPONDER

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …