Portuguesa nos cuidados intensivos após férias na República Dominicana

Uma portuguesa de 42 anos, residente em Famalicão, esteve internada nos cuidados intensivos do Hospital de Braga após passar férias na República Dominicana, avançou este domingo o Jornal de Notícias.

De acordo com a RTP, que noticiou depois o caso, a mulher já terá saído dos cuidados intensivos, continuando internada na mesma unidade hospitalar. 

De acordo com o matutino, que dá conta que a turista portuguesa está com “prognóstico reservado”, a mulher viajava com o marido quando se começou a sentir mal poucos depois depois de chegar àquela ilha das Caraíbas.

“Os sintomas eram semelhantes a uma gastroenterite, a que se juntava muita falta de ar”, disse um familiar, citado pelo mesmo diário. “Regressaram num voo normal, mas [a mulher] já estava muito doente, com dificuldade em respirar, com o corpo inchado e dores musculares”, salientou a mesma fonte.

O JN escreve ainda que se suspeita que a doença tenha sido contraída através do gelo utilizado para refrescar as bebidas feito de água não potável.

Os exames já levados a cabo aponta para uma “uma miocardite“, uma inflamação do músculo do coração que provoca arritmias e insuficiência cardíaca.

Em junho passado, recorda o Jornal de Notícias, um outro português, também de férias na República Dominicana, foi tratado após apresentar os mesmos sintomas.

Durante este verão, vários turistas norte-americanos morreram depois de passarem férias em vários resorts da República Dominicana.

Apesar de não haver certezas quanto à causa das mortes, nem mesmo se há uma correlação entre estas, os episódios fizeram disparar os alarmes nos Estados Unidos, e no turismo da ilha, levando a República Dominicana a baixar os preços praticados de 1100 para 800 euros, observa o semanário Expresso.

O FBI e as autoridades locais estão a investigar os casos.

No fim de junho, o Governo português, atravesses do Ministério dos Negócios Estrangeiros pediu aos turistas portugueses que tencionassem viajar para a República Dominicana que tivessem precaução, recordando que a água da torneira do país não é potável.

O Ministério apelou para que os portugueses tivessem especial cuidado quanto ao consumo de bebidas e para que optassem sempre por água engarrafada.

ZAP //

PARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

      • Com tanta noticia sobre as mortes lá ocorridas ,mas ninguem lê noticias querem é passear para o desconhecido e self´s para mostrar aos amigos do face …
        a maioria que vai pra fora nem conhece as belezas do seu proprio país e ajudava o seu país a manter postos de trabalho na area do turismo sem este tipo de problemas de saude publica

    • Este comentário não me saiu nada bem. Há palavras que parecem pedras e o “agora aguente-se” é desse género. O que aconteceu a esta senhora podia ter acontecido a qualquer um. Renovo o meu desejo de rápidas melhoras.

  1. Implacável. Você concerteza deve viver até aos duzentos anos.Zbraitlin,nunca vi um nome assim, já tinha visto Zebriu,deve ser da mesma família.

    • Albino Forjaz Sampaio?!…O sátiro das Palavras Cínicas?!..lembro-me de ser criança e haver um livro dele lá em casa.
      Há dias li o relato duma americana que ia perdendo o pai por infecção duma bactéria fatal naquelas águas maritimas…os sintomas são muito semelhantes e há falha cardíaca…os USA estão a alertar os cidadãos para n entrarem nas águas das praias…Aqui em Portugal dizem p beberem água engarrafada, neh?? Pois…férias sem praia n valia a pena.Bora continuar a ser politicamente correctos que vamos no bom caminho.

  2. É muito importante respeitar alguns princípios: não beber água sem ser engarrafada não consumir gelo e ter consumo reduzido das bebidas alcoólicas nos regimes TI. A Fruta e alimentos crus ou mal cozinhados é necessário ter muito cuidado. A senhora provavelmente não respeitou estes princípios, percebo que por vezes é difícil. Rápidas melhoras!

  3. Obrigado, José Pimpão.
    Finalmente, um comentário coerente, “com cabeça, tronco e membros”, sem ataques gratuito.
    Um comentário é isto!

  4. Antes de criarem teorias ou de dizer que foi bem feito por não ter lido os avisos, saibam que eu esrive lá o mês passado no mesmo hotel e que LITERALMENTE todas as bebidas contêm alguma substância prejudicial, eu por exemplo senti-me mal após beber coca-cola, o hotel faz de propósito, não é á toa que já morreram mais de 10 pessoas.

  5. A todos os que se queixam de viver num país desenvolvido onde, apesar de todos os problemas, temos regulações e controlos sobre os produtos que consumimos, vejam como é bom o paraíso!

    Na República das Bananas os impostos são baixos, mas o saneamento não existe, a água e os alimentos não sao controlados, a população é miserável e o crime gigantesco. Enfim, o paraíso para os ricos, que podem pagar para ficar ao lado de isto tudo. Até ao dia em que morrem de botulismo, porque o hotel comprou o marisco na candonga.

    Era um paraíso destes que os troikos queriam implantar no nosso país. Ainda estamos a pagar com língua de palmo os cortes e as desregulações terceiro-mundistas que impuseram.

  6. Troiko… convém você largar esses alucinogéneos o quanto antes, pois isso vai acabar consigo de vez. Trazer o tema Troika em Portugal para esta notícia, só demonstra o seu critico e debilitado estado mental. Trate-se homem.

RESPONDER

Ministério da Saúde indiano sem dados sobre médicos que morreram de covid-19. Associação fala em 382 óbitos

Depois de o Ministério da Saúde indiano ter afirmado esta semana que o não dispõe dos dados sobre os profissionais de saúde que morreram devido à covid-19, a Associação Médica do país publicou uma lista …

Chega apresenta proposta que prevê castração química para pedófilos

O projeto de revisão constitucional do Chega, entregue hoje no parlamento, prevê a remoção dos órgãos genitais a criminosos condenados por violação de menores, algo que em si mesmo encerra dúvidas de conformidade com a …

Fluminense: as derrotas pós-Evanilson e as quatro ausências de Fred

O reforço do FC Porto deixou a equipa brasileira que, desde essa transferência, contabiliza mais derrotas do que vitórias. A instabilidade de Fred não ajuda. Portugal continua mais atento ao Flamengo do que ao Fluminense, mesmo …

MP suíço pede 28 meses de prisão para presidente do PSG e 3 anos para Valcke

O Ministério Público suíço pediu, esta terça-feira, uma pena de 28 meses de prisão para Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain, e de três anos para Jérôme Valcke, antigo número dois da FIFA. Trata-se dos primeiros …

Empresa japonesa cria lâmpada UV inócua para humanos que inativa coronavírus

Uma empresa japonesa desenvolveu uma lâmpada de radiação ultravioleta que inativa o novo coronavírus, recorrendo a um comprimento de onda que um estudo científico diz ser inócuo para os seres humanos. A lâmpada Care 222 foi …

Trump pede à ONU atribuição de sanções à China por ter "ocultado factos relevantes"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, exortou hoje as Nações Unidas a “pedirem responsabilidades à China” pela sua atuação na fase inicial da expansão da pandemia de covid-19. Na sua intervenção durante o debate geral da …

Há um "clima de medo e insatisfação" nas Forças Armadas, diz Associação de Sargentos

O presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), Lima Coelho, disse à Rádio Renascença que se vive um "clima de medo e insatisfação nas Forças Armadas", que inclui ameaças, avaliações injustas, demora excessiva das reclamações …

Teletrabalho e questões ambientais são prioridade para o PS no início da sessão legislativa

A líder parlamentar do PS afirma que duas das principais prioridades da sua bancada no início da presente sessão legislativa vão passar pela regulamentação do teletrabalho e pela aprovação de uma lei de bases do …

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie

A justiça alemã abriu um novo inquérito contra o principal suspeito do desaparecimento de Maddie McCann, relativo à violação de uma jovem irlandesa, em 2004, anunciou, esta terça-feira, o procurador de Brunswick. "Posso confirmar que investigamos …

Mais de metade dos portugueses acredita que os fundos europeus vão ser mal geridos

Mais de metade dos portugueses (60,6%) acredita que os fundos europeus que Portugal vai receber para fazer face à pandemia vão ser mal geridos, revela uma sondagem da Intercampus para o Jornal de Negócios e …