Portugal vai ter direito a receber 6,9 milhões de vacinas contra a covid-19. Podem chegar já em dezembro

Portugal vai ter direito a receber 6,9 milhões de vacinas para a covid-19, devendo a primeira remessa começar a ser distribuída já a partir de dezembro.

A notícia foi avançada pela TSF, sendo depois confirmada pela Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) ao jornal Público.

Se as doses forem individuais, serão suficientes dois terços da população portuguesa.

Este valor é a parte que cabe a Portugal do lote de 300 milhões de vacinas que a União Europeia (UE) já reservou à farmacêutica AstraZeneca, que está atualmente a desenvolver uma vacina em conjunto com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

A vacina em causa está ainda na fase de ensaios clínicos, faltando ainda ser apurado se será eficaz contra o novo coronavírus, sublinha o jornal Público.

“Portugal é um dos países europeus que irão beneficiar desta aquisição conjunta”, mas estão em curso “outros processos de negociação para a aquisição de vacinas para a covid-19”, frisou o Infarmed em resposta ao mesmo jornal.

“Com esta adesão, e uma vez que as vacinas serão distribuídas proporcionalmente, conforme o número de habitantes por país, Portugal receberá um total de 6,9 milhões de vacinas, distribuídas a partir de dezembro, com uma primeira aquisição de cerca de 690 mil”, detalhou o mesmo organismo.

A aquisição das vacinas será financiada pelo Instrumento de Apoio de Emergência que a Comissão Europeia criou durante a pandemia. Não são ainda conhecidos os preços.

A Comissão Europeia anunciou, na semana passada, um primeiro acordo com a farmacêutica AstraZeneca para a compra de 300 milhões de doses de uma potencial vacina contra a covid-19, com uma opção de mais 100 milhões em nome dos Estados-membros.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Todo o pessoal de topo do governo e DGS dever ser compulsivamente levado a tomar esta vacina. Esperamos dois anos e se não houver efeitos secundários negativos, esta vacina passará para a restante população.
    Tenho dito.

    • Eu reforço a ideia para dizer que só os de topo do governo e DGS devem tomar. Nós, cidadãos comuns, como temos bom coração, prescindimos da nossa dose para haver uma por ano para esses “meninos”. Todos os anos! Assim eles ficam bem protegidos TODOS OS ANOS!

    • Mas que excelente raciocínio! Verdadeiramente genial! Então sugere que, durante dois anos, morramos muitos de covid enquanto os mebros do governo e DGS ficam a salvo! Brilhante ideia! Devia ganhar o prémio Nóbel da medicina!

  2. Mas a vacina ainda nao foi descoberta, ainda nao sabem se funciona e se é segura e já há negocio feito??!!!
    Depois falam que as pessoas caiem em teorias da conspiração…

    • Alvaro, existem 5 vacinas que passaram da fase 1, ou seja, mais de metade das pessoas ficou imune, dessas 3 passaram a fase 2, ou seja: uma quantidade maior da população de teste, geralmente 70% ou mais ficou imune… passaram 3 vacinas. Na fase 3 fazem teste de segunda imunização, principalmente a quem tomou a primeira vez e não mostrou sinais de imunização. Para já a de Oxford já tem resultados bem mais promissores, a grande maior parte está imune. As outras vacinas continuam em testes e alterações.
      O que isso quer dizer: que pelo menos uma funciona e já está a ser produzida nos laboratórios para distribuição. É essa que estão a dizer que vai ser distribuída em Portugal e Europa.

  3. Ficarei a fazer parte do 1/3 omisso na notícia. Esperemos que “a vacina” não venha a tornar-se na maior catástrofe mundial.

  4. A pressa normalmente é má conselheira, mas a gravidade da situação poderá levar a outros riscos, estamos entre a espada e a parece, tudo é uma incerteza onde se corre o risco não morrer do mal e morrer da cura.

  5. Uma decisão que é um autêntico disparate governativo. Porque é que são 6,9 milhões de vacinas e não são os 10,4 milhões correspondentes a todos os portugueses sem exceção ? Deixando qualquer português por vacinar é o mesmo que não resolver de vez o problema da pandemia. Esta decisão absurda, só pode ser entendida como jogatana de propaganda política por parte de Costa.

    • Uma parte da população já está imune, seja por ter já apanhado o vírus ou porque já tinha naturalmente anticorpos.

      Pessoalmente acho que a medida é prematura, a vacina deveria vir apenas em doses para todo o pessoal considerado de risco ou de primeira linha, médicos, enfermeiros, polícias, etc …

      O resto da sociedade pode eventualmente esperar por mais informação sobre o vírus e quanto tempo se fica imune depois de apanhar o vírus ou depois da vacina.

      Também considerar que agora que estamos a fazer mais testes e rastreios, vamos descobrindo que o vírus não é tão mortal como se pensava inicialmente, uma grande parte da população nem se apercebe que o tem, por isso os números de infectados subir tanto agora mas os casos em UCI ou mesmo internados sem UCI ser tão baixo, mesmo as mortes é hoje muito inferior a outras infecções e demasiado baixo em relação a acidentes de tráfego.

      Retirando os grupos de risco da equação, o vírus seria para o resto da população algo bem menos preocupante. Talvez menos ainda que uma constipação porque muitos, mesmo muitos, não apresentam qualquer sintoma.

RESPONDER

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …

A lava do vulcão de Las Palmas já destruiu mais de 200 casas, mas uma permanece intacta na devastação

Como se protegida por um manto de invencibilidade, a construção escapou à força da lava que a serpenteou para felicidade dos seus proprietários, um casal de reformados dinamarquês que escolheu fixar-se naquele território precisamente pela …