Portugal tem um novo cidadão multimilionário: Roman Abramovich

6

John Dobson/Wikimedia

Ramon Abramovich é dono do Chelsea e agora também cidadão português

Russo tem participado ativamente no financiamento de projetos ligados à comunidade judaica em Portugal.

Desde 30 de abril deste ano que Portugal conta com um novo nome na lista dos seus cidadãos mais ricos: Roman Abramovich, o multimilionário e dono do Chelsea, mas também aliado próximo de Vladimir Putin.

O processo de concessão de nacionalidade por via da naturalização aconteceu graças às heranças sefarditas do russo, as quais provêm dos seus avós paternos e que tiveram de ser comprovadas, em Portugal, pela Comissão de Certificação do Sefardismo da comunidade judaica portuguesa.

Tal como escreve o Público na sua edição de hoje, este é um passo essencial para que, ao abrigo da lei portuguesa da nacionalidade que possibilita a obtenção de cidadania aos descendentes da antiga comunidade sefardita, os trâmites fossem concluídos.

Ainda segundo a mesma fonte, Roman Abramovich tem uma relação próxima com a mesma Comissão que verificou os seus registos históricos, sobretudo por via de Hugo Miguel Vaz, arqueólogo e museólogo português.

Faz também parte da Comunidade Judaica do Porto e é Curador do Museu do Holocausto do Porto, infraestrutura que abriu em abril deste ano e que contou com o patrocínio de Abramovich.

Nos últimos meses, Hugo Miguel Vaz esteve também muito ativo na página de Wikipédia referente ao multimilionário russo, atualizando com frequência, tanto na versão em inglês como em português, os dados relativos à sua herança sefardita.

Estes dados terão sido usados pela Comissão de Certificação do Sefardismo da comunidade judaica portuguesa para atestar a elegibilidade do russo para a concessão da nacionalidade portuguesa.

  ZAP //

6 Comments

  1. Este Russo não é e nunca será português. Se eu for a ver, tambem vou pretender a naturalidade dos meus ante passados, italiano, irlândês e quanto mais. Este homem tem uma mentalidade soviética, não lusa. Então um conselho, milhonário ó não, que nós lusos não presisamos dele.

  2. José Pinheiro
    19 de Dezembro de 2021, 16:38

    Acho bem ! Portugal precisa de toda a gente que venha por bem ! Venham os pobres, os remediados e os ricos. E se é Multimilionário, ainda melhor, pode ser que queira investir em Portugal.! E se alguém quer ser Português, só deveremos nos orgulhar por isso ! E quem venha para Portugal, mais tarde ou mais cedo, “aprende” a ter mentalidade Portuguesa !

  3. Cerca de 25% da população portuguesa tem ascendência judaica sefardita. O que faz com que Portugal seja, geneticamente, o país mais judeu do mundo, depois de Israel.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.