Mina do Barroso pode tornar Portugal o maior produtor de “petróleo branco” da Europa

A empresa mineira britânica Savannah Resources descobriu em Portugal aquela que poderá ser a maior reserva de espodumena na Europa Ocidental.

No distrito de Boticas, em Vila Real, há pelo menos 14 milhões de toneladas de um dos minérios de onde se extrai o lítio – espodumena. A descoberta foi anunciada esta quarta-feira, em comunicado da empresa britânica, que fechou o dia a disparar mais de 12% em bolsa.

“Acreditamos que a Mina do Barroso tem a maior reserva de espodumena da Europa ocidental”, lê-se na nota, citada pelo Diário de Notícias. As 14 milhões de toneladas de minério com 1,1% de óxido de lítio, representam mais do dobro da quantidade estimada inicialmente pela Savannah.

“A Mina do Barroso está a assumir-se como uma grande descoberta de minério europeia. Face às fortes perspetivas de crescimento da produção de baterias de iões de lítio para veículos elétricos, bem como de armazenamento de energia elétrica, esta é uma altura crítica para desenvolver um projeto com a dimensão e localização da Mina do Barroso”, sublinha David Archer, CEO da Savannah, citado no comunicado.

A empresa começou a procurar reservas de lítio em Portugal em maio do ano passado. Agora, os britânicos acreditam que a Mina do Barroso tem potencial para ser “uma peça-chave na cadeia de valor emergente do lítio na Europa”, e que poderá “ajudar no processo de transação das fabricantes automóveis europeias para a produção de veículos elétricos”.

De acordo com o jornal, o preço dos compostos de lítio nos últimos anos despertou uma corrida às minas portuguesas. Nas nova regiões do país que concentram o minério, existem pelo menos 60 mil toneladas métricas, número que coloca Portugal no top 10 mundial das reservas de lítio.

“O concentrado de espodumena é o produto mineral de lítio dominante nas transações internacionais, e não existindo atualmente qualquer produtor europeu, acreditamos que Portugal poderá ser o primeiro, graças ao potencial de desenvolvimento a curto prazo da Mina do Barroso, à qual já foi garantida uma licença de exploração”, esclarece Archer.

Nos próximos meses, o foco da empresa será estudar a viabilidade económica da exploração de lítio na Mina do Barroso. Assim, serão modificadas as condições do contrato atual e, além de aumentar a quantidade de minério a explorar, a empresa quer também garantir o direito a “construir uma fábrica para processar compostos de lítio”.

Os responsáveis sublinham que o “potencial de novas descobertas é excelente”. A Savannah remete para o início de 2019 uma decisão final sobre o desenvolvimento da mina. Os direitos de prospeção dos britânicos na região prolongam-se até 2036, sendo extensíveis por mais 20 anos.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Ah carago que o Costa e os amigos vão encher-se bem com isto. E o Pinho saca uma avença qualquer com esta empresa. E se deixarem o outro ainda mete o amigo pelo meio e também saca o dele.

    • Sem dúvida! os seus correligionários laranjinhas e populistas conservadores são um exemplo de rigor e transparência. Poderei dar uns exemplos mas julgo não ser necessário, certo caro Relvas?

    • Sr cabeça das vc esta a ver mal a fotografia desta cambada de …ladroes..olhe que ninguém já fala do.. .ARMANDO VARA….
      CONDENADO A PRISÃO EFETIVA E AINDA CÁ ANDA FORA A TENTAR ROUBAR MAIS…JUSTICA….JUSTICA …JUSTIAAAAAAAAAAAAAAA AONDE É QUE ANDAS…..MALDITA

    • Engano seu quando refere os partidos da geringonça. O centrão do PS e os pafiosos não vão deixar passar esta oportunidade de negócio. É assim há mais de 40 anos.

  2. O Governo que meta os pés à parede antes que venham para aí os bifes já pensar que isto é deles e que vão aproveitar a mão de obra barata. Chega de vender o herário público às corporações económicas privadas. Se está cá dentro é nosso! Querem explorar? Arrota c’os milhões!!..

  3. Tendo em consideração a habitual subserviência dos nossos políticos será de esperar uma vez mais que o país irá apenas beneficiar numa pequenina parte que é aquela de algumas centenas de trabalhadores a baixo salário a trabalhar nas minas e o produto partirá porta fora onde será transformado, valorizado e aplicado noutros países onde nós depois iremos comprar o produto final a preço de ouro.

    • Pois, tem acontecido assim, recomprar sempre com grande prejuizo.
      Aposto, que quer do Ps ou PSD, estão espingardas apontadas, a ver quem se adianta em corrupção; arranjando um amigo, ou avença mensal para dar aulas já pagas ou imitando outros Relvas, Vara ou aquele que está fugido. Meu Portugal de grandes exemplos Socratianos ou Pinhelenses mais valia estar quieto com os dedos na Assembleia agora tudo vem ao de cima.
      E mais aqueles que esqueci e os que ainda irão aparecer

  4. Não percebo como aparecem logo a defender a esquerda com os maus exemplos da direita quando há exemplos de ambos lados da barricada. Seria de censurar qualquer comportamento do género mas parece que a imagem que se quer fazer passar é que se for da direita é censurável, mas como fizeram os da esquerda podem fazer, é isso?
    Eu diria que ficam todos mal na fotografia, em qualquer situação do género. O que parece é uma situação endémica da nossa classe política, seja qual seja a cor.

  5. Espero que neste negócio os nossos governantes e gestores de empresas aproveitem para produzir as próprias baterias e quem sabe a produção também de uma viatura a um preço acessível aos portugueses. É altura da inovação ser nossa.

  6. Já ouvi um especialista na TV dizer que Portugal tem muito lítio mas inserido em outra substância e que não compensa extração. Foi a empresa que deu a notícia e logo a seguir subiu 12% em bolsa. Cheira-me a jogada estudada.

RESPONDER

Protecção Civil pagou combustível para participar em novela da SIC

A SIC não pagou qualquer valor pelo empréstimo de meios da Protecção Civil para as filmagens de uma novela que está a ser produzida pelo canal. A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) …

Liderança do Montepio pode voltar a mudar

Uma nova reviravolta na administração do Banco Montepio pode estar prestes a acontecer. Carlos Tavares, atual presidente da administração com poderes não executivos, pode voltar a ser presidente executivo deste banco. Se isso acontecer, Dulce Mota …

Berardo era peça na "estratégia" de Sócrates para dominar a banca

Em entrevista ao Jornal Económico, o empresário Patrick Monteiro de Barros defende que Joe Berardo foi uma das pessoas de quem José Sócrates se serviu para dominar a banca. Patrick Monteiro de Barros disse, em entrevista …

BCE arrasa propostas de Centeno. Reforma coloca em risco independência do BdP

O Banco Central Europeu teceu duras criticas às propostas de Centeno para a reforma da supervisão financeira em Portugal. O BCE admite que a independência do Banco de Portugal poderia ficar em risco. Depois da Comissão …

#MeToo. Acordo de 40 milhões para evitar processo contra Harvey Weinstein

O antigo produtor de Hollywood Harvey Weinstein terá chegado a um acordo no valor de 44 milhões de dólares (cerca de 40 millhões de euros) em indemnização com dezenas das suas vítimas, de forma a …

Paulo Sande, cabeça de lista do Aliança, recebeu salário de Belém. Mas vai devolver

O cabeça de lista do Aliança decidiu devolver o vencimento que lhe foi pago este mês pela Presidência da República enquanto assessor político de Marcelo Rebelo de Sousa. Paulo Sande começou por gozar uma licença sem …

Trump quer vender armas à Arábia Saudita sem aprovação do Congresso

Uma grande venda de bombas à Arábia Saudita pode estar na mira da Administração Trump. O Presidente dos Estados Unidos quer fintar o Congresso norte-americano e desbloquear 6,3 mil milhões de euros em vendas.  O jornal …

Europeias: Com o PS a "malhar" no Bloco, Rangel fala em encenação eleitoral

Na véspera do último dia de campanha para as eleições europeias, António Costa e Augusto Santos Silva deram um empurrão ao candidato do PS com discursos apontados aos parceiros de esquerda. Enquanto isso Paulo Rangel …

ADSE: Hospitais privados faturaram 21 milhões a mais em 2017 e 2018

A ADSE fechou o ano passado com mais dinheiro em caixa do que no ano anterior, contrariando a tendência de queda registada nos últimos três anos, revela o Relatório de Atividades do instituto que gere …

Pré-reforma travada por serviços do Estado

Os serviços do Estado já receberam milhares de pedidos de pré-reforma, mas ainda não foi autorizado qualquer processo. Milhares de trabalhadores já pediram a pré-reforma, mas os serviços do Estado ainda não deram seguimento a qualquer …