Mais 149 óbitos e 2.854 casos. Portugal passa marca das 15 mil mortes

António Pedro Santos / Lusa

Portugal regista, esta sexta-feira, mais 149 mortes e 2.854 casos positivos de covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Assim, desde o início da pandemia de covid-19, Portugal já registou um total de 15.034 mortes e 781.223 casos confirmados.

O boletim da DGS assinala que mais 7.617 pacientes recuperaram da doença, elevando o número total de curados para 652.739. Feitas as contas, há agora 113.450 casos ativos em Portugal, menos 4.912 em comparação com o dia anterior.

O número de pacientes internados em hospitais voltou a diminuir, embora os internamentos em unidades de cuidados intensivos tenham aumentado. Contam-se agora 5.230 pessoas internadas (menos 340 do que ontem), das quais 846 em cuidados intensivos (mais dez do que na véspera).

A DGS revela que há ainda 149.651 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde, menos 5.647 do que ontem.

Atualmente existem 320.556 casos registados no Norte (mais 720), 111.561 no Centro (mais 427), 292.283 em Lisboa e Vale do Tejo (mais 1.366), 19.249 no Algarve (mais 109), 27.546 casos no Alentejo (mais 142), 3.660 casos na Região Autónoma dos Açores (mais 16) e 5.368 na Região Autónoma da Madeira (mais 74).

Relativamente aos óbitos, das 15.034 mortes, 4.991 registam-se no Norte (mais 35), 2.678 no Centro (mais 32), 6.132 em Lisboa e Vale do Tejo (mais 64), 284 no Algarve (mais sete), 862 no Alentejo (mais dez), 28 nos Açores e 59 na Madeira (mais uma).

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Contra tudo e contra todos". Moedas fez história em Lisboa

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, afirmou hoje ter vencido “contra tudo e contra todos”, porque “a democracia não tem dono”, agradeceu o “voto de confiança” e comprometeu-se …

Ventura admite que “vitória não foi total” ao falhar objetivo de ficar em terceiro

O líder do Chega admitiu hoje que a “vitória não foi total” nas autárquicas de domingo, ao falhar o objetivo de ser a terceira força política, mas defendeu que se “fez história” em Portugal, recusando …

Liveblog Autárquicas. Carlos Moedas ganha Lisboa

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Contra a "vigarice" das sondagens, "o PSD teve um excelente resultado"

O PSD conseguiu todos os objectivos a que se propôs nestas eleições autárquicas, segundo Rui Rio. O presidente do PSD considera que o partido teve "um excelente resultado" contra a "vigarice" das sondagens e "contra …

Medina assume derrota em Lisboa. "É uma indiscutível vitória de Carlos Moedas"

Fernando Medina acaba de assumir a derrota nas eleições autárquicas, felicitando Carlos Moedas pela vitória na Câmara de Lisboa. "É uma indiscutível vitória pessoal e política de Carlos Moedas", sublinha Medina. "Foi um privilégio servir esta …

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …

Jerónimo assume que CDU ficou "aquém", mas não é "determinante para a política nacional"

Jerónimo de Sousa reconhece que os resultados da CDU, nas eleições autárquicas, ficaram "aquém" dos objectivos, mas alerta que não são "determinantes para a política nacional" e rejeita a hipótese de deixar a liderança do …

Geringonça à direita... ou à esquerda? Com Moedas e Medina taco a taco, IL e Bloco entram em jogo

Freguesia a freguesia, eis como Fernando Medina e Carlos Moedas estão a disputar a eleição para a Câmara de Lisboa. As sondagens dão um empate técnico e a Iniciativa Liberal já manifestou que está disponível …