Portugal está menos competitivo que no ano passado. É a segunda maior queda no ranking mundial

Portugal foi o segundo país que mais viu descer o seu nível de competitividade económica face ao ano passado, caindo seis lugares da 33ª para a 39ª posição. Com uma queda maior só o Chile, que caiu sete lugares, para a 42ª posição.

Esta é uma das conclusões do IMD World Competitiveness Ranking, um estudo económico realizado desde 1989, que inclui 235 indicadores de cada uma das 63 economias em análise, noticiou o Expresso na terça-feira.

O estudo leva em conta estatísticas de desemprego, despesas com saúde e educação, coesão social, globalização e corrupção, integradas em quatro categorias: ‘performance’ económica, infraestruturas, eficiência governamental e eficiência empresarial.

Embora a economia nacional tenha melhorado em indicadores como o excedente orçamental / défice, taxa de desemprego, exportação de bens e de serviços comerciais e PIB per capita, noutras áreas ainda tem um longo caminho a fazer. Corrupção, impostos e economia paralela são algumas variáveis menos positivas, contribuindo assim para a descida no ‘ranking’.

A mão de obra qualificada (77,8%), a competitividade em termos de custos (76,4%), a fiabilidade das infraestruturas (68,1%), a mentalidade aberta e atitudes positivas (54,2%) e a estabilidade e previsibilidade da política (43,1%) são os fatores que mais contribuem para a atratividade da economia portuguesa.

Relativamente ao balanço económico, as receitas do turismo, as leis de imigração, os incentivos ao investimento, a criação de novas empresas, a mão de obra qualificada e as energias renováveis registaram uma variação positiva.

Mas os preços dos combustíveis, o desemprego de longa duração, os impostos, o financiamento das pensões, entre outros, são apontados como algumas das fraquezas da economia, lê-se no artigo do Expresso.

Aposta no digital e na educação

Os principais desafios de Portugal passam, este ano, pela continuidade na redução do défice “para alcançar um excedente permanente e reduzir a dívida pública” e garantir “um crescimento económico estável mas mais acentuado”.

Outros estão relacionados com o reforço de uma estratégia nacional para a transformação digital, o acordo dos principais partidos políticos em relação a uma política de educação nas áreas STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) e, ainda, por reduzir a burocracia e melhorar a eficiência do sistema judicial.

“Num ano de grande incerteza nos mercados mundiais devido às alterações que se verificaram no panorama político internacional e nas relações comerciais, a qualidade das instituições parece ser o elemento unificador para aumentar a prosperidade”, realça o professor do IMD e diretor do Centro de Competitividade Mundial da instituição, Arturo Bris. “Um marco institucional sólido proporciona a estabilidade necessária para que as empresas invistam e inovem, garantindo uma maior qualidade de vida aos cidadãos”.

Singapura no topo, Venezuela no fundo

No primeiro lugar do ‘ranking’ está Singapura, considerada assim a economia mais competitiva a nível mundial. A esta seguem-se Hong Kong e os Estados Unidos.

No fundo da tabela está a Venezuela, a braços com uma forte crise social, política e económica, na qual a elevada inflação e a dificuldade de acesso ao crédito contribuem para este desempenho.

Mas as economias que registaram uma maior subida face a 2018 foram a Arábia Saudita e a Tailândia, com mais 13 e 11 posições, respetivamente. Países como as Filipinas (46º), a Colômbia (52º) e a Ucrânia (54º) registaram igualmente subidas consideráveis.

Também França, Itália e Reino Unido (este último marcado pelas incertezas associadas ao Brexit) seguiram a tendência de descida. Já Espanha manteve-se no 36ª lugar.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …

Imagens mostram construção de instalação nuclear secreta em Israel

Está a ser construída uma instalação nuclear secreta em Israel, diz a Associated Press depois de analisar imagens de satélite. Os trabalhos estão a decorrer a poucos metros do antigo reator do Centro de Pesquisa …

Supremo confirma prisão efetiva de cinco anos e oito meses de João Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou a nulidade do acórdão que proferiu em janeiro e confirmou, assim, a condenação do antigo presidente do BPP. Num acórdão datado da passada quarta-feira, e a que a agência …

Portugal regista mais 33 mortes e 1071 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 33 mortes e 1071 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 1071 novos …

Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

A Europol está disponível para "ajudar as autoridades portuguesas" a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a "actividades criminais internacionais". É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao …

João Almeida termina Volta aos Emirados no pódio, o seu primeiro numa prova do World Tour

O ciclista português, da equipa Deceuninck-QuickStep, assegurou, este sábado, o primeiro pódio numa prova do World Tour, ao ser terceiro na Volta aos Emirados Árabes Unidos, após a sétima e última etapa. João Almeida concluiu a prova …

Alemanha vai autorizar vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos

A Comissão Permanente para a Vacinação na Alemanha vai alterar a recomendação que limitava o uso da vacina da farmacêutica AstraZeneca para maiores de 65 anos. O anúncio foi feito, este sábado, por Thomas Mertens, chefe da …

Éter, Teia e Tutti-Frutti. PS e PSD decidem "os bons e os maus" entre uma centena de autarcas suspeitos

PS e PSD estão na recta final da escolha dos candidatos às próximas eleições autárquicas e os dois partidos coincidem na forma como estão a avaliar os potenciais candidatos que estão envolvidos em processos judiciais. …

"Lei Khashoggi". Estados Unidos restringem vistos a 76 cidadãos sauditas

Os Estados Unidos anunciaram a restrição à atribuição de vistos a 76 cidadãos da Arábia Saudita acusados de "ameaçar dissidentes no estrangeiro", nomeadamente o jornalista saudita assassinado, em outubro de 2018, na Turquia. Segundo o secretário …

OMS quer isenção de direitos de propriedade intelectual para vacinas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reclamou, esta sexta-feira, o uso de "todas as ferramentas" para aumentar a produção de vacinas contra a covid-19, incluindo a transferência de tecnologia e a isenção de direitos de …